23 Feb 2012
7 comentários

Paris: Buddha Bar

França, Paris, Restaurantes & Cafes, Viagens

Nas ultimas viagens que fiz a Paris volta e meia alguem recomenda alguns restaurantes pra conhecer, e um nome que apareceu bastante entre os favoritos e mais mencionados foi o Buddha Bar.

Entao quando sai ja super tarde do escritorio na segunda feira pedi pro concierge do hotel ligar pra la e ver se eles tinham mesa disponivel – dei sorte de ter sido uma segunda feira fria e chuvosa e mesmo de ultima hora, coseguimos uma mesa!

Fomos andando do Le Meurice pela Place de la Concorde, e logo ali na esquina do Hotel Crillon fica a entrada do Buddha Bar Paris.

Eu ja conhecia a filial de Monte Carlo e de (finado) Londres, entao sabia que nao teria surpresas e que seria garantia de boa comida e um lugar legal pra sair pra jantar com minha equipe.

O clima eh o mesmo da franchise Buddha Bar pelo mundo (que tambem lembra demais o Tao em Las Vegas) com um buda sentado gigante bem na entrada do restaurante, decoracao em tons de vermelho e muitas velas.

No menu muita variedade de pratos de todas as partes da Asia, de rolinho Vietnamita a curry verde Tailandes, a satay Malai e grelhados Mongolianos.

Minha escolha preferida foi o rolinho empanado – que eh um rolinho primavera normal, mas em vez de fritarem a massa de arroz, eles empanam e servem com um molho de Sweet Chili delicioso!

Outras opcoes que pedimos foi a carne stir fry com castanha do para, sirloin grelhado, sticky rice, udon noodles, pak choy refogado e shitake no vapor!

Comemos ate rolar!

O Buddh Bar Paris fica no sub solo do predio do Hotel Crillon e ter 3 niveis diferentes: logo na entrada tem uma lojinha e o teraco que soh fica aberto durante a primavera e verao, o segundo nivel do subsolo eh um cocktail bar, que serve de mezzanino ao andar de baixo – o restaurante com um pe direito altissimo, que abriga o super Buda.

Apesar de nao termos feito reserva com muita antecedencia, eh sempre bom ligar antes pra garantir uma mesa (se seu Frances nao for bom o suficiente, a recepcao ou concierge de qualquer hotel esta ai pra isso mesmo!)

Buddha Bar

23 Rue d’Anjou

Paris

+33 (0)1 55 35 36 80

 

Adriana Miller
7 comentários
21 Feb 2012
12 comentários

Roka

Aniversario, Conhecendo Londres, Inglaterra, Pub & Restaurantes, Restaurantes

A comemoracao adiantada do meu aniversario foi semana passada, quando saimos pra jantar no Japones Roka.

O Roka fica quase no final da Charlotte Street em Fitzrovia, uma rua lotada de bares e restaurantes incriveis nos arredores da Oxford Street.

Mas oque originou mesmo a fama do Roka nao foi seu endereco e sim seu chef badalado e empresario estrelado (o Londrino Rainer Becker) e por ter sido o lancamento spin off do tambem japones Zuma.

O Zuma (que depois eu falo com mais calma) ja aparece nas listas dos melhores restaurantes de Londres ha anos, e consequentemente esta sempre lotadissimo – e em Londres a tendencia sempre eh essa: se alguma coisa faz sucesso, o sucesso se multiplica.

E assim surgiu o Roka, a versao mais intimista do Zuma.

A disputa por mesas eh a mesma, o menu e a qualidade da comida tambem eh a mesma, incluindo as mesas de madeira pesada, o servico super amigavel, os infinitos drinks de saque e a estrela principal: a cozinha aberta no meio do restaurante.

E no caso do Roka, a cozinha fica bem no meio mesmo, e inclui um “balcao” em toda sua volta, onde os clientes podem sentar de frente pra acao e assistir enquanto os chefs preparam seus pratos.

E essa a justamente a especialidade do Roka, que se auto descreve como culinaria Robatayaki moderna – que eh a “arte” de grelhar dos Japoneses. Nos fomos de “Tasting Menu” que eh sempre uma otima opcao pra provar um pouco de tudo quando vamos a novos restaurantes.

E o menu degustacao do Roka foi isso mesmo, com um total de 7 pratos com amostras de todas as especialidades da casa, incluindo algumas de suas espcialidades como o aspargos com gergelin e o filet de Robalo grelhado com molho de soja doce e finalizando com o prato de “amostras” de sobremesas, incluindo miniaturas de quase todas as opcoes da casa.

Outro ponto positivo que o Roka tem em relacao ao Zum eh que ele divide o endereco com o terceito empreendimento do grupo, o saque bar-lounge Shochu Lounge que fica no subsolo do Roka e sao interligados por dentro do restaurante.

Apesar de bem pequeno, o Shochu tem conquistado clientela justamente por isso: por ter um clima bem intimista, um menu invejavel de drinks Japoneses e uma vibe incrivel, mas que nao lembra nem de longe uma balada.

E o Shochu foi o fator decisivo na escolha do Roka em vez do Zuma (ou outrao restaurante qualquer) no meu aniversario, pois queriamos um sabado “integrado”, onde pudessemos combinar jantar + drinks num bar bacana sem ter que envolver sair de novo pra rua, procurar taxi, chrgar, esperar na fila, nao ter mesa etc.

E a dupla Roka + Shochu foi simplesmente perfeita!

Roka & Shochu

37 Charlotte Street

Fitzrovia, W1T 1RR

Tel: 020 7580 6464

 

Adriana Miller
12 comentários
10 Feb 2012
8 comentários

Raffles Hotel: o berço do Singapore Sling

Cingapura, Viagens

E como nem tudo em Cingapura eh pura modernidade “construida”, um dos programas obrigatorios de todos os turistas que passam por la eh conhecer o Raffles Hotel – que alem de ser um dos hoteis mais antigos (e luxuosos) da Asia eh tambem onde o legendario cocktail Singapore Sling foi inventado.

Já pensou que máximo se existisse um lugar no Brasil que fosse responsável pela criação da Caipirinha, por exemplo?!

Pois é, no caso da bebida mais famosa de Cingapura, e um dos drinks mais populares do mundo isso é possível!

O hotel foi inaugurado em 1887 por uma familia de Armenios que faziam comercio na regiao – e para atender ao alto padrao de seu clientes arabes que passavam pela ilha, eles construiram o hotel, usando uma arquitetura colonial Europeia e deram o nome em homenagem ao Ingles Sir Stanford Raffles, que foi o fundador de Cingapura.

O hotel ate hoje ocupa o topo das listas dos hoteis mais luxuosos e tradicionais da Asia, mas nao da pra negar que a maioria de seus visitantes realmente vao atras do Long Bar, que foi o bar onde o drink foi criado (a receita original, escrita a mao no inicio do seculo 20 esta emoldurada e pode ser vista no fundo do bar).

O Long bar eh super legal, e apesar de que o hotel ja passou por varias reformas e atualizacoes, eles sempre mantiveram o Long Bar o mais original e historico possivel, incluindo os “abanadores” eletricos no teto, os moveis de rafia e principalmente a tradicao de comer amendoins e jogar a casca no chao!

Da pra imaginar direitinho como deveria ser o clima de “exotismo” na decada de 1910 e 1920, com comerciantes e exploradores vindos do mundo todo, se refugiando do “exotico” desconhecido das florestas da Malasia e Indonesia!

A receita do Singapore Sling inclui Gin, charope de cereja e suco de abacaxi, e apesar de figurar nos menus de bares do mundo todo, eh especialmente popular na Asia – foi o drink que nos bebemos praticamente todas as noites que passamos em Bangcoc durante nossa lua de mel, entao foi bem legal revitiar essa experiencia novamente na Asia.

A experiência nao sai barata, e apesar de se pode beber ótimos drinks e variações de Singapore Sling por toda a cidade, todos os turistas querem é conhecer o bar – e portanto cada drink custa em media 26 dólares!

Mas, quando em Cingapura…

 

Adriana Miller
8 comentários
Página 1 de 512345