28
Jun
2013
Wimbledon: o passo a passo pra assistir o mais tradicional campeonato de tênis!
Escrito por Adriana Miller

Nos últimos dias o mundo tem prestado atenção nos gramados verdinhos das quadras de um pacato bairro no Sudoeste de Londres: Wimbledon!

Por 50 semanas do ano, Wimbledon é um afluente e calmo bairro. Até que todos os anos (geralmente) entre a última semana de Junho e a primeira semana de Julho, Wimbledon se transforma!!

Turistas, jornalistas, fãs de tênis e atletas de altíssimo escalão revolucionam o clima do bairro.

E não é atoa que Wimbledon tem essa aura de “exclusividade”. Talvez seja a grama verdinha imaculada, que leva extatas 50 semanas de precisão Britânica para deixa-la em condições perfeitas. Ou então os jogadores vestidos de branco.

Mas provavelmente seja por causa da dificuldade de se conseguir ingressos para as partidas!!

Na verdade, não é difícil. Apenas muito trabalhoso. A AELTC (All England Lawn Tennis Club – a associação Britânica de tênis de grama) é uma das instituições mais tradicionais do Reino Unido, e não só apenas no âmbito dos esportes, e levam suas tradições muito a sério – e isso inclui a venda de ingressos.

O processo começa todos os anos entre Agosto e Dezembro, para a competição do ano seguinte (por exemplo, em Agosto de 2013, inicia o processo para 2014). Resumidamente, para ter o direito de comprar ingressos para as partidas de Wimbledon, é preciso se inscrever um sorteio “loteria” público. Qualquer pessoa pode se inscrever e potencialmente ser sorteado, e funciona assim:

- Entre as datas estabelecidas (que muda todo ano, então para datas atualizadas, veja aqui), você precisa enviar um envelope para o endereço da AELTC. Dentro desse envelope, você tem que incluir um outro envelope, selado e endereçado a você mesmo. Cada endereço pode se inscrever para até dois ingressos.

- Umas semanas depois de enviado, a AELTC reenvia seu envelope endereçado com um formulário a ser preenchido. Eles não disponibilizam os formulários eletronicamente pois precisam que as dimensões e cores sejam sempre idênticas, pois são essas mesmas fichas que serão computadorizadas como parte do sorteio.

- Uma vez que as incrições se encerram em Dezembro, eles iniciam o processo de sorteio, e o resultado começa a ser divulgado a partir de Fevereiro ou Março.

- Se você for sorteado, receberá uma carta da AELTC com instruções sobre como comprar seus ingressos e os prazos. Se vocie não recebeu carta nenhuma, é porque não foi sorteado.

- O sorteio é totalmente aleatório, e você não pode escolher qual quadra, jogo/jogador ou dia quer assistir.

- O período de notificação e venda de ingressos as vezes pode durar até Maio ou inicio de Junho, pois a medida que algumas pessoas sorteadas não confirmem a compra de seus ingressos, os mesmo são re-sorteados e re-vendidos.

- Eles não tem nenhuma outra forma de inscrição, nem adotaram inscrições eletrônicas ainda.

- Para os sortudos sorteados, cada ingressos lhe dará direito a passar o dia dentro do complexo de Wimbledons (The Grounds) e assistir a todas as partidas que se realizem naquele dia, naquela quadra.

Porém, como tudo em Londres, a demanda é infinitamente superior a demanda, e nem todos que querem ir a Wimbledon conseguem ingressos via sorteio (eu já tentei várias vezes e nunca fui sorteada!).

Porém todos os anos a AELTC reserva alguns ingressos para serem vendidos no dia da partida, disponíveis ao público na bilheteria.

E ai se inicia um novo processo!

Mais uma vez, a procura é muito maior que a oferta, e o processo para comprar ingressos no próprio dia também é trabalhoso.

Todos os dias são cerca de 1.500 ingressos para as partidas das quadras “Centre court” (a principal), “Court 1″ e “Court 2″, que são distribuídas por onde de chegada – uma pessoa, um ingresso.

Além disso, cerca de 3.000 ingressos para entrada no complexo (Grounds), sem direito garantido a assistir nenhum jogo. E a venda desses ingressos funciona no mesmo esquema: por ordem de chegada, uma pessoa, um ingresso.

E justamente por causa da relação “oferta/demanda” de ingressos, até mesmo fazer fila em Wimbledon tem todo um processo e código de conduta!

Pra começar que para conseguir os ingressos para as quadras (ou seja, estar entre os primeiros 1.500 pessoas), é preciso acampar por lá desde o dia seguinte da partida.

Cada barraca só pode ter até 2 pessoas,  eles tem espaço e infra estrutura para 750 barracas.

Já pra quem quiser um dos cerca de 3.000 ingressos para entrar no complexo de Wimbledon, é preciso chegar cedo, muito cedo. E esperar!

Os portões da “fila” (“The Queue”) abrem as 6:30 da manhã, e não é nada exagero dizer que já tem fina na porta!

Eu não sabia exatamente o que esperar do processo, mas sabia que teríamos que esperar bastante e que no geral, era bem confortável.

Pra começar que não é uma “fila” no sentido comum da palavra.

A area reservada para a “fila”, conhecida e denominada como “The Queue”, é um enorme parque gramado – arejado, limpo, com banheiros, guarda volumes, cafés e lanchonetes.

Ao entrar nesse parque, os funcionários te orientam sobre onde você deve ir, e eles vão organizando as pessoas em fileiras no gramado.

Logo depois, alguém passa distribuindo os “Queue Cards” – um cartãozinho individual e numerado, que garante seu lugar na “fila”, e é o que você precisa apresentar na entrada para ter o direito de comprar seu ingresso. Todos os dias eles distribuem um numero X de “Queue Cards” (geralmente 3.000), e depois que eles acabam, uma nova fila recomeça – para quem quiser entrar em Wimbledon, a medida que as pessoas forem embora no fim do dia.

Eu fui com uma amiga e chegamos cerca de 7 da manha – muito cedo mas tivemos a desculpa de que nossos bebês acordam cedo mesmo, então porque não curtir o dia em Wimbledon?!

Quem chegou cerca de meia hora depois, já foi encaminhado para a fila de “esperar o dia todo” com expectativa de entrar apenas depois das 17:00.

Uma vez lá, e em posse do seu “Queue Card”, você pode ir e vir e fazer o que quiser – não é preciso ficar na “fila”.

Então o pessoa se espalha: abre os cobertores na grama, vai fazer um lanche, joga bola, as crianças correm pelo gramado.

Mas tudo é fiscalizado, justamente pra evitar que alguém chegue cedo, pegue um lugar na fila e desapareça. Então a cerca de cada meia hora os funcionários passam reorganizando a fila, pedindo pras pessoas mudarem de lugar – se seu pertences estiverem abandonados, eles serão recolhidos e em muitos casos, seu “queue card” confiscado.

As 10:30 da manhã a bilheteria abre e as pessoas começam a entrar no complexo, comprando seus ingressos de acordo com seu “Queue card” (só aceitam dinheiro, para agilizar o processo!).

E uma vez lá dentro, é tudo o máximo!

Pra começar que o lugar é lindo! Perfeitamente decorado e cuidado – muitos gramados, jardins, flores, banquinhos, cadeiras, mesas etc.

As opções de restaurantes são muitas, para todos os bolsos: nos edifícios das quadras “Centre Court” e 1 e 2 existem restaurantes e cafés mais formais e caros, e espalhados por todo o complexo estão várias opções de lanchonetes e restaurantes mais informais.

 

Também é fácil encontrar barraquinhas vendendo bebidas em todas as esquinas. E como manda a tradição de Wimbledon, muito Pimm’s e Morangos com creme!

Uma outra área muito legal em Wimbledon é o “The Hill”, um enorme gramado (meio inclinado) com um super telão passando os jogos ao vivo.

Então é lá que todo mundo se encontra e fica passando o tempo e curtindo o sol entre uma partida ou outra e tal.

Ao longo do dia, pra quem entrou em Wimbledon apenas com “Ground Tickets” (só com direito a entrar no complexo), tem a oportunidade de comprar ingressos para quadras específicas de “re venda”. Ou seja, a medida que o dia vai passando e os jogos vão acabando, e as pessoas que tinham ingressos para as quadras principais vão embora, seus ingressos são recolhidos e revendidos aos outros expectadores, aumentando as chances de quem quiser assistir algumas das partidas.

E claro, tem mais fila! E mais regrinhas a serem respeitadas em para tal fila!

O complexo fica aberto até as 10 da noite, com gente entrando e saindo o dia todo (última entrada as 8 da noite) e algumas partidas durando até bem tarde!

 

- Wimbledon com crianças e bebês:

Muita gente se surpreendeu de ver que a Isabella foi comigo (e minha amiga também levou a filha dela), mas achei que Wimbledon é um programa maravilhoso pra famílias e crianças de todas as idades!

É preciso respeitar algumas regras: bebês de colo e crianças menores de 5 anos não são permitidos na quadras princiais (Centre Court, 1, 2 , 3 12 e 18), e a organização recomenda que carrinhos não sejam levados para o complexo.

Nós optamos por levar nossos bebês apenas no cangurru, já que as duas são novinhas e (relativamente) leves, e foi a melhor decisão do dia!

Realmente vimos muitos pais e mães com crianças maiores em carrinhos, mas eles acabavam ficando limitados a poucas áreas do complexo, já que de forma geral Wimbledon tem muitas escadas, ladeiras, gramados inclinados etc.

Então levamos mantas e cobertores, nos espalhávamos nos gramados e as meninas ficavam numa boa brincando, rolando, dormindo e mamando.

Eles também tem alguns banheiros com fraldários (mas não todos) tanto em banheiros femininos quanto masculinos, confortáveis e limpos, além de bebedouros espalhados pelo complexo e várias opções de comidas infantis e lojas de souvenirs com brinquedos, roupinhas de crianças, raquetes de tênis mirim etc.

Tudo muito família!

Para crianças a partir de 5 anos, já são permitidos nas quadras, porém devem pagar um ingresso inteiro, como se fossem adultos.

 

- TicketMaster a partir de 2013!

A partir de 2013 a AELTC decidiu disponibilizar alguns ingressos via TicketMaster, para tentar diminuir a quantidade de gente todos os anos na “fila”, e tentar reduzir o número de ingressos “no show”.

São pouquíssimos por dia, pois eles apenas revendem on line os ingressos de pessoas que os notificam que não poderão usufruir os ingressos sorteados/comprados, então nunca dá pra saber quantos serão por dia e para quais quadras.

Mas ainda assim é uma chance a mais!

Os ingressos estão disponíveis na véspera de cada partida, a partir das 9 da manhã.

 

- Chegando e saindo de Wimbledon – na prática!

Wimbledon é um bairro no subúrbio Sudoeste de Londres, e o complexo de tênis da AELTC (Associação Inglesa de tênis de grama) fica lá perto, porém não no centro de Wimbledon.

Para chegar lá a partir de Londres é facílimo e com várias opções.

A mais simples é de metrô, pela District Line (linha verde) até lá e você pode descer na estação de Southfields ou Wimbledon (o complexo de tênis fica entre as duas). Não esqueça de consultar o Journey Planner para descobrir qual a maneria mais fácil entre sua casa/hotel até lá.

Outra opção, e bem mais rápida é ir de trem – a viagem entre a estação Waterloo e Wimbledon dura apenas 15 minutos (e a passagem de ida e volta custa 6,90£). Chegando na estação você pode andar, pegar um ônibus ou táxi (durante o campeonato os taxis da cidade fazer um esquema “cab share”, então todo mundo divide os táxis, para darem conta da demanda.

- Wimbedon nas outras 50 semanas do ano:

Porém o campeonato dura apenas 2 semanas por ano, mas é possível visitar o complexo de tênis e o museu o resto do ano todo (50 semanas por ano).

O museu conta um pouco da história do tênis e da associação Inglesa de tênis de grama, além de seus momentos históricos, principais jogadores, vencedores, troféus, uniformes e toda a tradição de Wimbledon.

Além disso, também é possível agendar visitas guiadas no complexo ao longo do ano, e ver por dentro das quadras, áreas de acesso, e entender um pouco mais dos bastidores desse campeonato tão tradicional!

Durante as duas semanas em que acontece o campeonato (geralmente a última semana de Junho e a primeira de Julho), o museu só permite a entrada de visitantes que já possuam um ingresso para o campeonato (e só é possível visitar o museu, sem o resto do complexo).

 

Categorias: Conhecendo Londres, Eventos, Inglaterra, Viagens, Viagens pelo UK, Wimbledon
24
03
Feb
2013
Wembley Stadium: Como assistir eventos esportivos em Londres
Escrito por Adriana Miller

Um dos estereótipos que o imigrante Brasileiro tem que conviver no exterior é o “futebol”. Em qualquer lugar do mundo que você falar que é Brasileiro, a reação provavelmente será um grande sorriso e algum comentário sobre nosso futebol!

6277824426_b120aaf276

Mas entre os povsa loucos por futebol o Brasil tá longe de ser o único, e na Inglaterra o esporte nacional também envolve 11 jogadores e uma Pelota.
E não é atoa que a Inglaterra tem uma das ligas nacionais de futebol mais ricas e famosas do mundo – a Premier League tem alguns dos times mais reconhecidos e seguidos do planeta!

4072796055_992dc12c10

E isso faz com que jogos de futebol e os estádios de Londres sejam vistos como atracões turísticas tão cobiçadas quanto muitos museus da cidade (afinal, tudo é uma questão de hobbies e gosto!).

6277300353_189d45d43f

Um dos principais estádios da cidade é o Wembley Stadium, que além sediar os principais jogos ainda é ima atracão a parte, podendo ser visitado o ano todo, tenha ou nao tenha jogos rolando.

Caso você nao consiga assistir nenhum jogo no Wembley, o próprio estádio organiza visitas guiadas o ano todo (mais informações aqui).

Mas nao só de futebol vive Wembley e os eventos esportivos em Londres.

Wembley tambem sedia uma serie de outros esportes ao longo do ano, como por exemplo foi o caso das Olimpíadas de 2012 em Londres ou os anuais jogos da NFL (National Football League – de futebol Americano) que acontece
em Londres no Wembley todos os anos (geralmente os jogos da NFL acontecem em Setembro/Outubro e sao parte dos Playoffs – e o Aaron vai todos os anos!).

6277820948_515680e00d

Assistir qualquer evento em Wembley é uma experiência a parte, e a organização Britânica transpira por todos os lados.


A começar pela entrada super organizada por portões específicos de acordo com seu assento (marcado).


Os portões sao eletrônicos e a prova de confusão e empurra-empurra, que automaticamente lêem o código de barra no seu ingresso e de quebra ainda fazem a vez se detector de metais.

Lá dentro os corredores sao amplos, os banheiros estão em todos os cantos, assim como os bares!!


Mas aqui entra um detalhe: devido a má fama doa Hooligans Ingleses, apesar de ser permitido vender bebidas alcoólicas no estádio, nao é possível beber no estádio. Ou seja, você pode comprar sua pint, mas tem que beber no corredor, e nao no seu assento!

Além do Wembley e dos outros estádios se futebol da cidade, um outro lugar que sempre sedia muitos eventos esportivos é a O2 Arena – famosa pelos shows e espetáculos monumentais, mas que devido a sua mega estrutura e tamanho gigante, tambem se transforma algumas vezes por ano para sediar os mais diversos eventos – como tambem foi o caso das Olimpíadas em Londres, ou os jogos de Tênis da ATP Tour ou alguns dos jogos da turnê internacional da NBA.

Mas nem sempre é fácil conseguir ingressos, principalmente para os jogos da Champios League e da Premier League (que é o equivalente a “Primeira Divisão” do futebol Inglês), já que o pessoal aqui é fanático mesmo e muita gente compra os passes anuais da temporada e tal, mas eu sempre recomendo o site do TicketMaster.co.uk (o mesmo que tambem sempre recomendo para compra de ingressos para teatro e shows), onde é possível comprar tickets e ingressos de acordo com seu esporte preferido (que pode variar de Polo a Rugby, Cricket e basquete e futebol).

 

Categorias: Atrações Turisticas, Dicas Uteis, Inglaterra, Viagens
12
30
Jul
2012
Um fim de semana Olimpico!
Escrito por Adriana Miller

Olha, se eu ja gostava de morar em Londres antes, nesses ultimos dias a paixao so aumentou!

20120730-130811.jpg

A cidade tem vivido seu momento auge, e apesar dos pesares, ta um clima tao bom por aqui, todo mundo tao feliz e orgulhoso que da ate gosto e a gente releva o metro lotado!

Nosso fim de semana foi sansacional, e Londres colaborou!

20120730-130755.jpg

Comecando pela Cerimonia de Abertura dos Jogos Olimpicos, que foi um show a parte! Britanicos ou nao, Londrinos ou nao, se voce tem o minimo interesse pelo pais, com certeza ficou emocionado com o show dado por Dany Boyle (o diretor Ingles que ganhou Oscar na direcao de Slumdog Millionaire).

As criticas tambem voaram soltas, e muita gente achou sem graca, e sem a magnitude do espetaculo que foi Pequim em 2008. Mas quer saber, a intencao nunca foi superar nem ultrapassar ninguem, nem ser o melhor nem o mais espetacular – os Britanicos fazem as coisas a sua propria maneira, e aquela festanca foi a prova disso!

20120730-130906.jpg

Nao so eles contaram a historias das ilhas de maneira criativa, eu achei o maximo como eles conseguiram mostrar de uma maneira tao simples com esse pequeno conjunto de ilhas e paises teve um poder estratosferico de transformacao no mundo que nos vivemos hoje em dia!

Revolucao Industrial? Check! Literatura? Check! Cultura Pop? Check! Entra muitas outras grandes contribuicoes para o mundo e a humanidade!

E acordar em Londres no sabado, com aquele dia ensolarado de verao nao teve preco!

20120730-130935.jpg

E a sensacao foi contagiante! Estava todo mundo nas ruas!!

Cada rua e cada esquina decorada com bandeirinhas dos paises, familias com criancinhas fantasiadas de diferentes nacionalidades, e todo mundo… feliz!

Nao encontrei outras palavras que descrevessem Londres tao bem esse fim de semana: felicidade e orgulho!

Ja domingo nao acordou tao ensolarado, e o dia variou entre o sol escaldante e a chuva torrencial sem a menor cerimonia!

Mas pra nos foi um dia historico, pois tivemos a honra de assistir nosso primeiro evento olimpico ao vivo! Isso sim eh item da bucket list!

20120730-130949.jpg

Fomos assistir a Ginastica Olimpica Feminina, que pra mim pelo menos eh sinonimo de Olimpiadas!

Quem nunca se imaginou dando aquelas piruetas, quem nunca ficou abobalhado assistindo oque aquelas meninas tao novinhas sao capazes?!

20120730-131003.jpg

A determinacao, a forca… num esporte tao feminino!

E olha, criticas ainda vao rolar aos montes! Seja porque os estadios nao estao lotados, seja porque o metro esta lotado, mas Londres mais uma vez esta de parabens na organizacao desse mega evento!

20120730-131023.jpg

Eh verdade que passamos mal bocados no metro ontem (e antes que algeum comente que “em SP eh bem pior!”, lembrem-se que esse eh um metro lotado so de turistas indo pros jogos, ainda nao “adicionamos” os milhoes de Londrinos que trabalham todos os dias!), mas ainda assim nao pegamos fila em nenhuma das estacoes, nao pegamos fila pra passar pela seguranca (afiadissima!) na entrada dos eventos (o exercito esta se encarregando da seguranca do evento, e pra entrar em qualquer lugar olimpico, temos que passar por seguranca estilo aeroporto).

20120730-131049.jpg

Nao sejamos ingenuos (nem injustos!) e claro que Londres esta tendo problemas, assim como o Rio tambem terah e tenho certeza que varias outras cidade-sede ja tiveram. Mas uma coisa que esse fim de semana nos provou, eh que na hora que tudo comeca e a magia dos jogos se espalham pela cidade, a gente ate esquece dos problemas, e se lembra do privilegio que eh morar numa cidade que esta no centro das atencoes do mundo (por mais imperfeita que ela seja!).

A saida tambem foi sem confusao nem empurra-empurra, muitos postos de informacao, muitos banheiros, barraquinhas de comida e bebidas e muita, muita gente simpatica prontos pra ajudar os turistas em todas as esquinas!

20120730-131033.jpg

Estou muito orgulhosa de ser uma Londrina-adotiva, e tenho toda fe que o Rio de Janeiro nao vai fazer feio e que daqui a 4 anos faremos uma festa tao boa quanto, pra deixar todo mundo com esse orgulho bom de ser Brasileiro!!

Ainda temos mais alguns ingressos pra eventos Olimpicos, e tenho certeza que as proximas semanas serao animadissimas aqui na terra da Rainha!

P.S. Pra turma do Instagram, essas fotos foram todas postadas “ao vivo” por la – eh soh seguir @DriMiller

 

Categorias: Conhecendo Londres, Eventos, Inglaterra
31
19
Jul
2012
Olimpíadas 2012: Saia na frente!
Escrito por Adriana Miller

Faltando pouco mais de uma semana para o inicio da tao esperada Olimpiadas de 2012, Londres finalmente parece pronta!

Na verdade, a infraestrutura ja esta pronta ha um tempao, mas 2012 foi um ano tao movimentado na Inglaterra e Londres (principalmente por causa do Jubilee de Diamante da Rainha), que as vezes a gente ate esquecia que ainda tinha a Olimpiadas por vir!

20120719-091636.jpg

Mas nas ultimas semanas, de repente tudo mudou!

Os aeroportos estao irreconheciveis, e as estacoes de metro e trem estao (finalmente!!!) concluindo suas obras de reforma e expansao, e ja eh possivel ver todo merchandising dos jogos por todos os cantos, dando informacoes e direcoes para os milhoes de turistas sendo esperados na cidade nas proximas semanas.

20120719-091658.jpg

Mas nem tudo sao flores, e achei engracado o clima de “imagina na copa” que esta rolando no Brasil, por que na verdade, por aqui o clima de ironia desconfiada esta bem parecido.

Claro que a infraestrutura das duas cidades (Londres e Rio, que sera a proxima cidade sede) nem se compara, e por mais que a gente reclame das filas demoradas de Heathrow, a coisa nem chega nem aos pes daquela vergonha do aeroporto do Rio de Janeiro.

O problema eh que Londres esta com uma boa infraestrutura, porque Londres ja TEM uma boa infraestrutura – e eh ai que comeca o grande problema, no ponto de vista da populacao local.

Toda essa otima infra ja esta em sua capacidade maxima! “Imagina nas Olimpiadas”?!?!

20120719-091717.jpg

Entao o governo tem investido forte na campanha “Get ahead of the games” (saia na frente dos jogos – dai o titulo do post), uma maneira de instruir e preparar a populacao pro impacto (negativo e positivo) que um evento desse porte tera na cidade e em nossas vidas.

E o pessoal por aqui esta preocupado mesmo!

O metro de Londres ja transporta milhoes de pessoas diariamente, e sempre explodindo pelas costuras, como vamos comportar mais alguns milhoes?!

20120719-091813.jpg

Entao essa campanha esta incentivando a populacao a procurar outras rotas pra voltar pra casa e chegar no trabalho, incntivando a -quem puder – trabalhar de casa, ou ate mesmo nao trabalhar nesse periodo!

Aqui no escritorio, varios colegas esta tirando ferias simplesmente pra nao ter que lidar com a confusao. Nao vao a lugar nenhum, vao ficar em casa mesmo – mas pra muitos Londrinos, ficar trancado em casa nesse periodo eh uma alternativa muito melhor doque ter que enfrentar o cos que Londres – potencialmente – podera viver.

20120719-091846.jpg

A campanha chega ao extremo oposto, criando um verdadeiro exodo de Londrinos e Britanicos querendo fugir do pais nesse periodo – oque gerou uma nova campanha do governo, incentivando as pessoas a ficarem por aqui (e gastarem seu dinheiro por aqui tambem!), com um comercial de TV com varios rostos Britanicos famosos e ilustres mostrando tudo que o Reino Unido tem de melhor, e mostrando que sim, eh possivel ter otimas ferias por aqui mesmo!

Entao a cada dia que passa os aviso e lembretes sobre as “mudancas” nos proximos dias ficam mais intensos (no auto falante dos trens e estacoes, folhetos distribuidos nas ruas, etc), e basta alguma coisa dar errada que pronto, fica todo mundo em panico (hoje de manha 3 linhas do metro tiveram problemas e atrasos, oque ja causou um panico generalizado de “imagina nas Olimpiadas!?”).

Outra especualacao eh a seguranca, tanto na entrada e saida do pais (o controle de fronteira do Reino Unido eh um dos mais rigidos do mundo), nas ruas e no transporte publico (afinal, Londres ja sofreu com alguns atentados terroristas), e anda rolando aquele dilema: ao mesmo tempo que o pessoal reclama das filas demoradas(dissimas!) nos aeroportos, tambem reclamam que nao podemos relaxar num momento desses. Guardas armados em estacoes de metro sao um pouco desconcertantes, mas quem quer dar bobeira numa hora dessas?!

Eu, pessoalmente, estou empolgadissima para ser residente de uma cidade sede!

Acho que nao serei muito afetada pelo caos que a cidade vai viver nas proximas semanas (isso eu sei que sera inevitavel), pois trabalho fora do centro de Londres e sei que tenho a flexibilidade de trabalhar em casa, caso seja necessario.

Alem disso consegui ingresso para alguns eventos/esportes nas proximas semanas, e acho que no fim das contas, tudo vai valer super a pena, e sei que no final de tudo, vou “ganhar” uma Londres ainda melhor: reformada, limpinha, cheia de atracoes e infrastrutura nova pra ser aproveitada por muitos e muitos anos!

E agora resta a esperanca de que o Brasil e o Rio de Janeiro saibam tirar proveito das oportunidades que terao nos proximos 4 anos, e que assim como Londres, todo caos, reformas e confusoes sejam apenas os meios que justificam os fins, e que se o Rio de Janeiro ficar um poucoquinho parecido com Londres nesse aspecto, ja sera uma grande medalha de ouro pra todo mundo!

 

 

Categorias: Conhecendo Londres, Eventos, Viagens
11
01
Jul
2011
Polo in The Park
Escrito por Adriana Miller

Londres nao eh exatamente conhecido por seu verao super quente, ensolarado e tropical… Mas isso nao atrapalha em nada que os Londrinos aproveitem a estacao como se nada fosse!

Chova ou faca sol, eh soh as temperaturas subirem para dois digitos que os Ingleses ja comecam a curtir o verao como se nao houvesse amanha!

E o melhor mes do ano nesse aspecto eh sem sombra de duvidas Junho!

Nao ha garantias de sol nem de calor e muito menos de tempo bom, mas eh o mes que a cidade “acorda” da hibernacao do inverno e Londres ferve de eventos “veraneios” super legais!

A formula do sucesso para os eventos de verao em Londres sao basicamente 3 ingredientes: alguma tipo de “espetaculo” (algo para assistir, que pode ser um show, uma competicao esportiva, etc), parque e uma desculpa pra se arrumar e ir beber ao ar livre!

Entao no inicio de Junho eu e a Tati fomos no Polo in The Park no parque Hurlingham, no sul de Londres.

O dia estava horrivel e chuvoso, mas obviamente nao estragou a festa!

Polo eh um dos esportes mais tradicionais da Inglaterra, o esporte da “Realeza”, entao como era de se esperar, nao economizaram na pompa.

Apesar do parque elamacado, nao faltaram saltos altos nos pes e fascinators nas cabecas das mulheres, e tweed jackets para os homens, que se aglomeraram na beirada do campo para assistir as equipes nacionais de Abu Dhabi, Argentina, Inglaterra e Australia jogaram as finais da copa Mint de Polo.

Mas tenho minhas duvidas se alguem estava realmente asisstindo o jogo…!

Eu amo qualquer esporte que tenha cavalos, mas nao entendo nada sobre Polo, e a verdade eh que a atracao do dia eram mesmo as areas de apoio do parque, com direito a praca de alimentacao da Harrods, bar tematico-tropical do Mahiki e um Champagne Bar da Veuve Clicquot – onde eu e a Tati passamos a tarde toda!

Sao eventos assim que fazem a gente esquecer que muitas vezes o sol nem aparece durante o verao Londrino, mas isso nao impede que a cidade seja uma das mais animadas do mundo! Principalmente em Junho!

Categorias: Conhecendo Londres, Eventos, Inglaterra, Parques
7
21
Jun
2010
Royal Ascot
Escrito por Adriana Miller

Esse fim de semana foi o tão esperado Royal Ascot que é considerado um dos principais eventos do verão Ingles!

Todos os anos pensávamos em ir, e acabavamos esquecendo de reservar com antecedencia, e esse ano finalmente conseguimos juntar um grupo de amigos e compramos nossos ingressos ha uns 4 meses atras!

O Royal Ascot é a principal corrida de cavalos que acontece na cidade de Ascot, em Berkshire – no sudoeste de Londres.

Oque faz do Royal Ascto tão importante e pomposo é justamente o fato de ser Real – a tradição começou em 1711 com a Rainha Anne e até hoje a corrida ainda mantem as tradições e pompa que cercam a famila Real Britanica.

Por exemplo, todos os 5 dias de evento são inaugurados com a troca de guarda da Rainha, e logo depois a familia Real entra no racecourse em suas carruagens Reais, cercados pelos guardas. A mini osquestra toca o hino nacional e todo mundo fica de pé.

É verdade que os Ingleses adoram gongar sua familia real, que estampa as capas do tabloides quase que diariamente, mas ao mesmo tempo eles teem um respeito imenso por sua linhagem e tradição. A Rainha e o Duque de Edimburgo foram recebidos com uma salva de palmas de arrepiar!!

Outra de suas tradições é a restrição que existe em certas areas da corridas – a area principal é o Royal Enclosure onde apenas convidados de sangue azul sao permitidos. Para pessoas comuns só é permitido o acesso se voce se inscrever com a recomendação de uma “badge holder” (passe), que são nomeados diretamente pelo representante da Rainha que tenham participado do Royal Ascot em pelo menos 4 anos seguidos! Lá dentro o dress code é rigorossimo, e as mulheres tem que usar longo e chapeu, e os homens fraque com cartola!

O evento é levado super a serio pela High Society Britanica, e uma das top 10 duvidas no FAQ do  site é “Onde posso pousar meu helicoptero?”!!!

Se não me enganos, cada dia tem cerca de 5 corridas, e muitas vezes o cavalo da Rainha também compete. Se por acaso o cavalo Real ganhar a corrida, todos os presentes tem que se levantar e tirar seu chapeu para a Rainha.

E é dai que surgiu uma das maiores atrações do Royal Ascot, e oque faz com que essa corrida seja tão famosa hoje em dia: Chapeu!

Apesar das restrições da Realeza, qualquer commoner (pebleu) pode comprar ingressos para as areas não restritas da corrida, e a mais popular é o Silver Ring, que é a area que fica justamente em volta da arena e permite as melhores vistas!

No Silver Ring, cada um pode vestir e fazer oque quiser, mas mesmo assim os Ingleses não perdem uma oportunidade de peruar e se vestir como a Realeza! É um festival de penachos, cartolas, fraques, e chapeus a perder de vista!

E aliais, realeza, cavalos e corridas a parte, o passatempo mais legal durante o Royal Ascot é realmente o people watching e a extravagancia das Inglesas!

Eu tentei comprar o fascinator mais escandaloso da Acessorize, mas mesmo assim fui das mais discretas!

A experiencia como um todo foi sensacional! Já começando na estação de trem, que estava lotado de passageiros super arrumados indo pra corrida! A impressão é que a cidade inteira tinha parado pra se emprequetar e rumar pra Ascot!

A corrida propriamente dita, tambem foi super interessante. Eu pessoalmente não entendo nada de corrida de cavalo, mas todos entramos no clima! Lemos o livinho explicativo sobre o treinamento de cada cavalo (que incluem extravagancias como massagens com oleos essenciais todos os dias para um, ou 3 copos de cerveja Guiness todas as manhas para outro!) e fizemos varias apostas!

A minha sogra ganhou 2 vezes!! Escolheu pelo nome que mais gostou e pronto! Quadruplicou o investimento em segundos!

Apesar do tempo instavel (pelo menos nao choveu!) e do ventinho impiedoso, foi um otimo e tipico day out Londrino!

Ano que vem o Royal Ascot vai comemorar seu aniversario de 300 anos, e entre os dias 15 e 19 Junho de 2011 a data sera celebrada com toda pompa merecedora! As cabines VIPs já estão esgotadas e a lista de espera já esta aberta!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Ascot, Eventos, Inglaterra, Viagens pelo UK
23