29
Oct
2013
Bank of England & Royal Exchange
Escrito por Adriana Miller

A regiao da “The City” no centro de Londres – que eh na verdade a cidade de Londres original – eh mais comumente conhecida dos Londrinos como “Bank”.

6527209573_5724175cf3

Eh o nome da estacao principal de metro da regiao, e o nome que todo mundo acaba dando pra aquele area do centro financeiro da cidade. E o motivo eh simples – eh ali que esta a sede do Banco Central da Inglaterra (Bank of England) e o Royal Exchance (a primeira casa de cambio, e casa de “trocas” do pais e da Europa).

O Bank of England, foi um dos primeiros do mundo a exercer essa funcao de “banco central”, um papel que foi evoluindo ao longo dos seculos, mas que surgiu principalmente para controlar a fortuna dos monarcas, a arrecadacao de importos a nivel nacional e regular funcoes economicas como padronizacao de pesos e medidas de moedas, emissao de notas de dinheiro (a Inglaterra foi uma dos primeiros paises do mundo a ter dinheiro em “papel”), cartas de credito etc, ate chegar a algumas das funcoes modernas de um banco central, como regular taxas de juros, taxas da inflacao e negociar emprestimos internacionais do governo e divida externa.

Apesar de ter um “mini” museu aberto a visitacao, o Banco da Inglaterra so abre suas portas para visitacao durante o London Open House, onde eh possivel conhecer as diferents areas e salas de reuniao do predio, onde algumas das maiores decisoes economicas do mundo sao decididas!
(O Royal Exchange tem um café/restaurante lá dentro que é lindíssimo e vale a visita!)

Pode soar chato, mas a economista adormecida dentro de mim achou o maximo!

Alem de que o predio de 1694 eh lindo, e tem umas caracteristicas super interessantes como por exemplo, todas as portas sao duplas, com um mini corredor entre elas (como todas as discussoes que acontecem ali dentro sao extremamente confidenciais, todo cuidado eh pouco!).

Infelizmente a visita nao incluiu uma tour pelos cofres de ouro do governo Britanico, que ficam armazenados no subsolo do predio, que eh praticamente mitica, e que ocupa um espaco equivalente a 7 campos de futebol (praticamente todo subsolo da area da The City eh “recheada” de ouro!) onde sao armazenadas todas as reservas de ouro do Reino Unido, os paises do commonwealth, com um valor que estima-se acima de 150 trilhoes de Libras!!

Mas como premio de consolacao, no final do passeio pudemos segurar uma barra de ouro verdadeira (nossa, como eh pesado! Nao consegui nem tirar do lugar!), so pra ter um gostinho de como deve ser aquele lugar!

Bank of England

Threadneedle St, EC2R 8AH

Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
****
Adriana Miller is Brazilian from Rio de Janeiro and a travel addict! She currently lives in London - and travels the world! - with her American Husband Aaron and daughter Isabella.
Siga me!

 

Categorias: Atrações Turisticas, Conhecendo Londres, Inglaterra, Viagens
2
28
Oct
2013
30 St Mary Axe – The Gherkin: o edifício empresarial que virou ícone de Londres!
Escrito por Adriana Miller

Todos os anos em Setembro rola o evento “Open House” aqui em Londres – um evento de arquitetura onde a cidade “abre as portas” de edificios e monumentos que marcam a historia e apaisagem da cidade, que acaba criando uma super oportunidade turistica para Londrinos e visitantes!

Esse ano nos nos programamos super bem e sabiamos exatamente o que queriamos visitar – o problema desses eventos em Londres eh que tudo eh muito disputado, tudo lota e tudo esgota, e como nao poderia deixar de ser, as filas do Open House sao sempre quilometricas!

Entao esse ano estavamos determinados e conseguir aproveitar bem o fim de semana do Open House, e nosso alvo principal era o predio “£0 St Mary Axe”, o famoso Gherkin.

Desde sua construcao o Gherkin mudou a paisagem de Londres e acabou virando um icone da cidade. Mas no entando, nao eh um predio nada turistico: em seus 30 andares estao bancos, empresas de seguro, escritorios de advocacia… e portanto a entrada so eh permitida a seus funcionarios.

Porem eles fazem uma excessao ao ano: o London Open House!

Pra conseguir visitar, eh indispensavel chegar super cedo: nos madrugamos e chegamos na fila as 7 da manha, e ja estava virando o quarteirao (vantagem de ter um bebe pequeno em casa: acordar as 6 da manha num sabado eh o “normal”), e quem chegou depois das 8 e meia ja encontrou a fila “fechada”, pois ja tinham tanta gente esperando, a fila deu tantas voltas no quarteirao, que eles ja sabiam que nao daria tempo de todo mundo conseguir subir!

Como o predio eh propriedade privada, a vista se limita aos andares da cobertura, onde esta localizado e exclusive clube e restaurante “Searcys“, aberto apenas para membros e convidados.

E la de cima o Gherkin nao decepciona! Alem da vista incrivel, a propria estrutura arquitetonica do predio eh impressionante, dando aquele “plus a mais” que faz desse predio um simbolo de arquitetura e paisagem moderna.

O evento Open House acontece todos os anos em Setembro (um fim de semana, que muda de data de ano pra ano), e vale demais a pena manter a data anotadinha na sua agenda pra incluir na proxima visita a Londres!

(os proximos posts vao falar sobre todos os edificios que visitamos como parte do London Open House)

Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mae da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incánsavel e apaixonada por fotografia e historia.
****
Adriana Miller is Brazilian from Rio de Janeiro and a travel addict! She currently lives in London - and travels the world! - with her American Husband Aaron and daughter Isabella.
Siga me!
Categorias: Atrações Turisticas, Conhecendo Londres, Eventos, Inglaterra
7
29
Jan
2013
Leadenhall Market – História e Happy Hour no centro de Londres
Escrito por Adriana Miller

No post sobre o roteiro dos filmes do Harry Potter em Londres, eu me surpreendi com quantos comentários foram feitos sobre a foto do Leadenhall Market, uma galeria no distrito financeiro de Londres que hoje em dia é um point das happy hours.

A origem do mercado é do século XIV e é um dos mercados mais antigos de Londres, e o mais antigo que ainda esta de pé, no mesmo endereço, quando a cidade de Londres ainda era dominada pelos Romanos e se limitava a região da atual The City.

O prédio que vemos hoje, é na verdade de 1881, e uma das principais razões pela qual o mercado ainda chama tanta atenção.

Mas ele já deixou de ser um mercado ha tempos, e hoje em dia esta mais pra galeria, com lojas de roupas, sapatos, joalherias e alguns pubs.

Aliais, por estar tão no centro da cidade, a qualquer dia da semana (principalmente as 4ª, 5ª e 6ª feira) é impossível passar ali na porta e não reparar no mercado – os pubs de lá ficam lo-ta-dos com os trabalhadores da City com suas pints na mão curtindo o fim de mais um dia.

O mercado também ficou ainda mais famoso depois de servir de cenário para a prova da Maratona feminina nas Olimpiadas 2012 em Londres, onde foi cruzado pelas atletas umas 2 ou 3 vezes, mostrando seu interior rebuscado, o altíssimo teto de vidro e o chão de pedras coloridas (me lembra bastante a Galleria Vittorio Emanuele em Milão).

Os pubs e restaurantes da galeria são uma ótima pedida pra esticar num pub depois de passear pela City ou pelo leste de Londres!

Leadenhall Market

1a Leadenhall Market, Gracechurch Street, EC3V 1LR

Categorias: Compras, Conhecendo Londres, Inglaterra, Mercados, Pub & Restaurantes, Viagens
8
17
Aug
2011
A Cidade de Londres: The Square Mile
Escrito por Adriana Miller

Quando a gente pensa em Londres, logo uma das primeiras coisas que nos veem a cabeça são: o Big Ben, o Palacio de Buckingham, London Eye, e vários outros pontos de interesse.

Mas na verdade nenhum desses lugares fica de fato na Cidade de Londres!

A area metropolitana da Londres moderna é composta de cerca de 32 bairros e condados, e alguns deles com autonomia e autoridade de cidade independente.

E um desses pequenos boroughs é justamente a cidade de Londres.

Conhecida como “The City” ou “Square Mile” (Milha quadrada) pois é na verdade uam cidade minuscula, com diametro de pouco mais de 1 milha quadrada (cerca de 2,90 Kmª), essa area no centro de Londres é na verdade a cidade original que criou a Londres que conheçemos hoje em dia.

A cidade Londinium foi construida pelos Romanos mais ou menos em 47 a.c. numa area onde os Romanos acharam que a maré do Tâmisa era mais favoravel as suas rotas comercias através do rio. E foram também os Romanos que construiram a primeira muralha de Londres, que ainda é visivel em algumas partes – que seculos depois serviu como base para a construção da Torre de Londres.

Mas Londres só virou uma cidade oficialmente mais de 10 seculos depois, quando William, O Conquistador venceu a batalha de Hastings e voltou a Londres – ele então construiu a primeira Torre de Londres como proteção aos pouquissimos Londrinos que permaneciam sob domínio Inglês. enquanto o resto do pais estava em guerra contra os Saxões.

A História da cidade é antiquissima e o legal é que apesar da modernidade de hoje em dia, a mistura de estilos, as muitas guerras e incendios, muitos dos marcos originais dessa cidade com mais de 2 mil anos de história ainda podem ser vistos, como parte da muralha romana, ou a a cruz que simboliza o ponto de encontro do primeiro Parlamento, que até hoje pode ser visto em frente a igreja de Saint Paul’s.

Mas foi depois do incendio de 1666, quando a cidade foi quase que inteiramente destruída que o governo resolveu criar um plano urbano pra reconstruçnao da cidade, incluindo saneamento, praças, ruas e avenidas – e muitas delas ainda existem, exatamente como foram projetadas no seculo 17 até hoje.

Nos seculos seguintes a cidade de Londres permaneceu sendo reconhecida como o centro financeiro e comercial do pais, sediando o Banco da Inglaterra, varios edificios politicos e regulatórios, e medida que o resto da cidade (ou no caso, os outros boroughs) iam crescendo e ocupando outros papeis na sociedade Inglesa (cultural, politica, artistica, etc) esse papel de centro financeiro cresceu ainda mais, e assim permaneceu até hoje.

Hoje em dia muita gente conhece essa area de Londres como “Bank” (nome de uma das principais estacão de metrô que atendem a essa area, e que fica exatamente em frente a sede do Banco Central da Inglaterra).

Não é exatamente uma area turistica, mas tem muita coisa legal pra ver, tursticamente falando, tanto no aspecto histórico, e mais que nunca, por sua arquitetura super moderna.

Um bom ponto de partida é o monumento ao grande incendio de 1666, o Monument.

Uma torre de marmore enorme bem na “entrada” da London Bridge, de onde se tem uma otima vista da cidade toda (a vista lá de cima é bem melhor doque a do London Eye por exemplo, pois além de mais alta, você consegue ver o Eye!).

Depois vem o centro financeiro da cidade (e do país!) em Bank, onde fica o Banco Central da Inglaterra, o Bank of England (que dá o nome a estação de metro) que é um predio lindo e imponente, onde corta a “City” se bifurca numa infinidade de predios de escritorios e bancos e afins.

E qualquer passagem pela City não pode ignorar o lado moderno da área, e muitos deles se tornaram tão icônicos da cidade quando os monumentos mais históricos, como é o caso do Gherkin, que é o apelido do predio St Mary Axe, um predio comercial que tem um formato de bala e apelidado pelos Ingleses de “pepino” (Gherkin), que tem um formato tão característico e único que acabou virando simbolo da cidade.

 Um outro predio que tem uma arquitetura polêmica e muito caracteristica é o predio sede do Banco Lloyds. Adorado por muitos e odiado por outros tantos, esse predio também é conhecido como o “predio do lado do avesso”, pois todas as suas estruturas basicas estão do lado de fora, em vez de estarem escondidos dentro das paredes.

Então é possivel ver as tubulações, os elevadores, cabos eletricos entre varias outras coisas, completamente ao léu. Além de ter muito, muito vidro e janelas. Sua arquitetura única já fez com que o predio fosse usado como locação para inumeros filmes, entre eles Mamma Mia, A Armadilha, Spy Game, entre outros.

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: Atrações Turisticas, Bairros, Batendo perna, Conhecendo Londres, Inglaterra, Viagens
14