16 Nov 2014
32 comentários

Hotel em Nova Iorque: Hotel Pensylvannia

Dicas de Viagens, Nova Iorque, USA

Se você esta planejando uma viagem para Nova Iorque, existem dois fatos certeiros que tem que se acostumar: em primeiro lugar, se hospedar por la vai ser caro. E em segundo lugar, provavelmente vai ser um lugar pequeno, meio velho, e definitivamente nao vai valer o custo beneficio!

Então a não ser que você tenha um bom conchavo, ou uma conta bancaria sem limites, a maioria das opcoes de hospedagem na cidade ficam na casa de 200 a 500 dólares por noite, o que de cara já come boa parte de qualquer orçamento.

E nós não consideramos nada que fosse estilo “albergue” e nem queríamos nada que fosse muito por fora do circuito turistão, pois sabíamos que iríamos acabar gastando mais dinheiro em táxis e afins, então valeria mais a pena investir na localização do hotel.

Nossa opção numero 1 de localização era Midtown, ali pelos arredores da Time Square (que os Nova Iorquinos sempre detestam, mas acho perfeito para turistas) pois queríamos poder fazer tudo a pé, estar pertíssimo de todas as lojas, abundância de restaurantes, estações de metro e de trem (pois fomos para Long Island 3 dias seguidos), e como a mãe do Aaron ia ficar com a Isabella sozinha alguns dias/noites, queríamos ficar num lugar que fosse fácil de fazer tudo a pé, encontrar táxis, farmácias, lojas e etc, tudo que já enumerei acima.

Ah! E queríamos um hotel grande, com cara e estrutura de hotel mesmo, e portanto nada muito pequeno nem “boutique” ou “designer” demais (sabíamos que estaria frio, e queria a Isabella tivesse espaço para andar e brincar sem ter que ficar trancada no quarto do hotel. E realmente ela correu muito pelos corredores e pela recepção gigante!).

Então nossa escolha foi o Hotel Pensylvannia, pelo simples motivo de termos economizado mais de 500$ em relação a nossa segunda opção (para 6 noites de hospedagem), o Best Western Plus President (fica a dica para quem quiser gastar um pouquinho mais e ficar num hotel mais novinho e bonitinho), e por ter tickado todos os nossos itens de pré-requisito para hotéis.

O Hotel Pensylvannia fica em plena 7ª Avenida, exatamente em frente ao Madison Square Garden e a Penn Station, e entre as mega lojas Macy’s e JC Penney, além de incontaveis Duane Reade’s (rede de farmácias ótimas em NY, perdição!), incontáveis opcoes de restaurantes, e super conveniente para tudo.

5 minutos andando para um direção estávamos na Times Square, e 5 minutos andando na outra direção estávamos no comecinho da HighLine – perfeito! E por estar no meio da cidade (MidTown) era super fácil fazer tudo a pé (melhor parte de NY!), e um dia fomos andando até o Central park e Upper East Side, no outro dia fizemos todo circuito da Highline, no outro fomos até Chelsea e Meat Packing… enfim, mega conveniente pra tudo.

O hotel é enorme, e tinha toda a infra estrutura de hotel que queríamos e precisávamos – mas achei tudo bem datado e antigo. Sabe quando você vê que apesar de limpo, o lugar esta precisando de um mão de tinta e trocar os carpetes? Pois é, achei isso. Precisando urgente de uma repaginada.

Mas também não atrapalhou em nada nossa estadia, pois realmente não foi o tipo de viagem para “curtir” hotel.

Varias leitoras no Instagram recomendaram outros hotéis e “aconselharam” trocar de hotel – oi??? Para que eu vou pagar 100$, 150$ a mais só para ter moveis moderninhos no quarto? Thanks, but no thanks. (detalhe que a pesar de “econômico” ainda assim pegamos cerca de 200$ por noite – com taxas incluídas – pelo hotel!).

Achei os funcionários super simpáticos (nos deixaram fazer check in mais cedo pois estávamos com criança pequena e trocaram a reserva do quarto da minha sogra para ela ficar no quarto exatamente em frente ao nosso), a cama uma delicia de confortável, o chuveiro super potente (sou fresca com banheiro de hotel! Sou a louca dos mil banhos por dia!), e os quartos, a pesar de datados, eram super espaçosos e confortáveis! (dica: a diferença de conforto e tamanho entre as categorias de quartos é bem considerável, então recomendo reservar o quarto tipo “Quarto King Superior” (a segunda opção mais barata) pelo menos, pois o feedback que me deram do tipo “duplo superior” é que os quartos são bem menores. OUtra dica foi de pedir para ficar em quartos nos andares mais altos – o hotel tem 16 andares – nós ficamos no 11º e não tenho nada a reclamar!).

Então colocamos o berço da Isabella dentro do walk in closet (era enorme, praticamente um quarto só para ela!) e então tínhamos praticamente o quarto todo só para gente, tipo uma “sala de visitas” para bater papo no fim do dia com minha sogra e cunhada.

Enfim, está longe de ser o hotel dos meus sonhos, mas foi exatamente o que queríamos e precisávamos, mesmo tendo me tornado uma pessoa fresca e chata na escolha de hotéis para viajar com a Isabella!

Então recomendo para quem quiser viajar para NY sem ter que desembolsar todo o orçamento só na hospedagem! (mas sem abrir mão de localização, conforto, limpeza, etc, claro!).

P.S: uma leitora acabou de me avisar que eles também recebem compras (pra compras on line pré viagem) e guardam as malas (que nós usamos no último dia e foi super tranquilo).

 

Hotel Pennsylvania

401 7th Avenue, Midtown, Nova Iorque

 

Adriana Miller
Siga me!
Latest posts by Adriana Miller (see all)
Adriana Miller
32 comentários
14 Nov 2014
6 comentários

Noitada em NY: TAO e 230 Fifth

Dicas de Viagens, Nova Iorque, USA

Quinta feira a noite foi nosso primeiro “evento” com alguns dos amigos do Aaron que tambem estavam em Nova Iorque, e queríamos uma baladinha de primeira!

A primeira parada foi jantar no asiático TAO (que nos ja conheciamos a filial de Las Vegas), um restaurante Asiatico super baladinho (e que tambem rola um night club depois), que ocupa uma area enorme no subsolo do hotel Maritime no bairro Chelsea de Manhattan.

Assim como Londres, jantar fora em Nova Iorque eh imprescindivel fazer reserva, e algumas das nossas opcoes nem estavam mais disponiveis!

IMG_1310.JPG

IMG_0755.JPG

IMG_1311.JPG

Mas o TAO foi exatamente o que queríamos, um ambiente lindo e super animado (quando voce entra no restaurante, parece uma coisa de outro mundo! As mesas espalhadas nas “escadas” que descem pro salao principal sao incriveis), todo mundo arrumado, drinks deliciosos e um menu asiático bem eclético (tem de barco de sushi ate Dim Sum, pasando Pad Thai e Gyosas – todas as opcoes provadas e aprovadas!).

IMG_1309.JPG

IMG_1312.JPG

 

Depois do jantar, tinhamos mesa reservada no 230 Fifth, um bar na cobertura de um predio da 5ª Avenida que tem uma das melhores vistas possiveis em Manhattan – o Empire Estate bem ali no seu nariz!

Esse roof top bomba mesmo eh no verao, onde rolam altas festas na varanda (com aquela vista!!), mas como eles mesmos se auto-denominam, eles sao um bar 365 dias, pois mesmo na varanda ao ao livre rola aquecimento, o que eh super legal!

IMG_1314.JPG

Todas as mesas tem daquelas lampadas vermelhas aquecidas, alem de varias opcoes de cobertores e robes para te aquecer la em cima!

(pra quem nao quiser fazer noitada em NY, o “230 Fifth” tambem serve brunch e almoco, que deve ser ainda mais incrivel com aquela vista durante o dia!)

 

Entao conseguimos curtir bem a parte interna e externa do bar, e a pesar de que nao estava muito cheio (afinal choveu o dia todo), estava um clima bem legal, e acabamos ficando por la ate altas horas!

IMG_1313.JPG

A medida que as horas foram passando, mais gente foi chegando e o bar ficou super animado, com direito a DJ tocando ao vivo bem ali no meio da galera e tudo mais – mas convenhamos, meio impossivel nao se divertir com aquela vistona de Nova Iorque aos seus pes ne?

Realmente a cidade nunca dorme, e mesmo com jet lag e depois de ter andando por NY por horas a fio, ainda aguentamos bem a balada ate altas horas da madrugada!

E foi tudo tao animado, eh sempre tao divertido reencontrar os amigos de faculdade do Aaron (ele morou numa Fraternidade dentro do campus da faculdade, entao as historias deles sao tipo assistindo um filme sessao da tarde da vida real! Hahahaha), eh um grupo muito animado, que casaram com mulheres tao animadas e divertidas quanto!

Entao rolou “bebida que pisca” (#AgregandoValor a Nova Iorque!), passeio de limosine pelo Meat Packing Distric na madruga, e claro, muitas fotos!

IMG_0795.JPG

Ambos os lugares sao otimas dicas na cidade, tanto para almoco ou jantar (e no caso do 230 Fifth, brunch tambem), mas nao esquecam de fazer reserva!!

(A baladinha do 230 Fifth nao faz reserva de mesa, so comprando um “botle service” – tipo uma consumacao minima – mas que vale a pena com um grupo maiorzinho, ou entao, chegue cedo, pra nao ter que lidar com o mau humor tipicamente Nova Iorquino dos segurancas na porta!)

Ah! E nao esquecam de levar o passaporte como identidade! Nao interessa o quando grisalho voce esteja (ou esteja tentando disfarcar!) os Americanos sao super cri-cri com essa coisa de identidade e venda de bebida alcoolica! (eu ja tive que “me retirar” de um supermercado um vez pois o Aaron estava comprando cerveja junto com nossas comidas e eu nao estava com meu passaporte – e nao aceitaram minha identidade como um documetno “valido”! Para estrangeiros, so passaporte mesmo!)

TAO New York Downtown

Maritime Hotel, 92 9th Ave, New York

230 Fifth

230 5th Ave, New York

Adriana Miller
Siga me!
Latest posts by Adriana Miller (see all)

IMG_1313.JPG

IMG_1314.JPG

IMG_1311.JPG

IMG_1312.JPG

IMG_1310.JPG

IMG_1309.JPG

IMG_0795.JPG

Adriana Miller
6 comentários
13 Nov 2014
36 comentários

Diaro de viagem: Nova Ioque dia 1 – e meio! (5a Avenida e muitas lojas!)

Dicas de Viagens, Nova Iorque, USA

Para os posts sobre nossa viagem para Nova Iorque vou fazer uma coisa diferente do que tenho feito últimamente, e vou escrever os posts mais em formato “diario”, registrando o que fizemos a cada dia e minhas recomendacoes, em vez de focar em coisas e lugares espcificos. Sempre acho super difícil dar “dicas” de lugares muito batidos, pois tudo sempre fica muito repetitivo, e o que nao falta por ai sao otimos blogs especilistas sobre NY para quem quiser saber de coisas e lugares mais especificas.

Alem disso, foi uma viagem bem diferente para nos, e nao foi exatamente uma viagem “turística” (a pesar de que turistamos bastante tambem!), mas o que nos leavou para Nova Iorque dessa vez foi o casamento de um dos melhores amigos do Aaron (que foi um dos nossos padrinhos de casamento tambem!), entao tivemos muitos eventos para participar, que tomaram conta de uma boa parte do nosso tempo na cidade.

Varios jantares, almocos, encontros e claro, o casamento, espalhados entre nossos días.

Por sorte, a mae e irma do Aaron foram nos encontrar por la, e alem de ter dado uma super ajuda para cuidar da Isabella de noite, ainda foi uma boa desculpa para fazer uma comemoracao “Acao de Gracas & Natal” fora de época com a familia dele.

Entao voltamos da viagem coma quela sensacao de que foi tudo muito corrido, sabe? Mas ao mesmo tempo, foi um otimo destino de viagem para ese tipo de situacao, pois como todos nos ja conhecemos NY muito bem, pelo menos nao rolou nenhuma afobacao de ter e querer fazer tudo ao mesmo tempo, nem ficar chateado por nao ter dado tempo de fazer isso ou aquilo. Planejamos, coletivamente, mais ou menos o que cada um quería fazer, ou re-visitar e tals e fomos espalhando os passeios ao longo dos nossos 5 dias por la, dependendo do clima, horario do dia, e quais outros compromisos teriamos.

Mas vamos la!

Nosso primeiro dia em NY foi na verdade apenas uma tarde, pois saimos de Londres de manha bem cedo, pousamos no aeroporto JFK na hora do almoco e demoramos nada menos que 2 horas para chegar em Manhattan!

Em outras viagens a cidade eu sempre preferí pegar o metro (super fácil e rápido!), mas com mala + carrinho + bebe + cansados do voo, optamos pelos taxis amarelos mesmo, e foi uma otima escolha, a pesar do engarrafamento (de JFK ate Manhattan so pagamos uma taxa fixa de 52$ pela corrida, mais gorjeta de pelo menos 10 ou 15%, entao achei um otimo negocio!).

Escolhemos um hotel em Midtown, bem pertinho da Time Square de proposito – muita gente nao gosta de ficar em Midtown, mas para mim aquele burburinho eh sinonimo de Nova Iorque!

Sim, a cidade tem varias outras areas e bairros mais bonitos e mais charmosos, com hotel para todos os gostos (e bolsos!), mas era ali mesmo que queríamos nos hospedar – e para completar o fato de ja conhecer a area, ainda ficamos em frente a estacao de trem Penn Station, de onde pegaríamos trens para Long Island, onde tivemos o casamento e alguns outros eventos, entao foi super pratico, e o fator decisivo final na nossa escolha! (depois escrevo sobre o hotel com calma, pois recebi muitas perguntas no Instagram).

Mas enfim, ate chegarmos no hotel, fazer check in, esperar a mae do Aaron chegar e finalmente sair para passear, nosso dia ja tinha praticamente acabado!

Mas claro, ainda assim saimos para passear na Time Square e jantamos por la mesmo – queríamos alguma coisa bem turística, fácil e se fosse brega melhor ainda! Hahahahaha!

Ja na quinta feira, que foi nosso primeiro dia de fato na cidade, o dia comecou cedissimo – um oferecimento jet lag e a vozinha que nos acordou as 4 da manha pedindo leite e colo :-)

Mas nao tivemos pressa para sair do hotel, pois o dia estava horrivel! Vento frio, escuro e muita chuva…

IMG_0718.JPG

Entao resolvemos subir a 5ª Avenida e ir parando de loja em loja, fazendo um roteiro “anti chuva”!

A primeira parada foi o Rockefeller Centre, mas acabamos nao subindo no “Top pf the Rock” (que eu fiz na ultima vez que estive em NY e acho imperdivel!), pois o tempo estava tao feio, mas tao feio, que mal dava para enxergar o topo dos predios, entao imaginamos que a vista estaría prejudicada (e pela ausencia total de fila na entrada, acho que todos os outros turistas concordaram com a gente!).

IMG_0672.JPG

Aproveitamos o mini shopping no subsolo do predio para esquentar (e secar) um pouco, entramos em algumas lojas (bem ali no Rockefeller Centre fica uma das maiores Anthropologies da cidade).

Na sequencia fomos na American Girl, tambem conhecida como loja-perdicao-para-pais -de-meninas ou entao loja-sugadora-de-dinheiro-de-pais-de-meninas!

A loja eh um barato, e incrivel como uma ideia tao simples, realmente deu certo!

O conceito da American Girl eh vender bonecas que sejam uma refelxao de uma “menina Americana”, fugindo dos estereotipos das Barbies e afins onde todas as bonecas sao loirinhas e de olhos azuis – porque convenhamos ne? Nem toda as meninas que consomem essas (e qualquer outra!) bonecas sao assim, entao porque nao ter bonecas que reflitam essa diversidade? Achei genial, pois lembro bem do fato de que todas as minhas bonecas serem “diferentes” de mim e nao entender porque.

Entao a loja ocupa uns 3 ou 4 andares de um predio/quarteirao inteiro na quinta avenida e eh uma cosia impresionante!

Loga de cara voce ve a “vitrine” das bonecas e o arco iris de tons de pele, olhos e cabelo, pasando por todas as posibilidades de loirice e morenice, asiáticas, negras, ruivas, cabelos longos, curtos, cacheados, de franjinha, e seja la o que mais caracterize sua filha.

Para decepcao da avo, a Isabella ainda eh novinha demais para se empolgar demais com as bonecas, mas achei bem fofo ver outras familias por la, com criancas e meninas tao diferentes umas das outras, escolhendo suas bonequinhas de acordo com seu tom de pele, olhos e cabelo!

E como nao podía deixar de ser, no melhor estilo da maquina Americana de fazer dinheiro, a loja tem uma infinidade de outras meneiras de sugar o dinheiro dos país, vendendo acessorios, roupas combinando, cabeleireiros para criancas E suas bonecas, brunch e cha da tarde para criancas e suas bonecas, e tudo que voce puder imaginar!

Almocamos por ali mesmo e seguimos nosso passeio pela 5ª Avenida, entrando e saindo de varias outras lojas, mas tentando focar nas lojas que nao temos na Europa (a pesar de que nao resisti e entrei na Zara!), como a Henri Bendel (incrivel, uma loja enorme so de acessorios e bijouterias “finas”), a Sack’s e Bergodrof Goodman – porque $onhar nao cu$ta nada!

IMG_0707.JPG

Quando a chuva apertou de novo, estavamos bem em frente a FAO Schwartz, a maior loja de brinquedos do mundo (em segundo lugar esta a Hamley’s aquí em Londres!), e nao resistimos e deixamos a Isabella “solta” la dentro!

Ela AMOU a secao dos bichos de pelucia gigantescos e pirou no piano (aquele do Filme “Big” – “Quero ser Grande”) onde ficou hooooooras pulando de um lado pro outro tocando música!

Quando a chuva parou, corremos pro Central Park e demos uma voltinha rápida, so para constar!

A Isabella estaba com a corda toda, e adorou pular nas pocas de lama (ela ta precisando ir para uma Rehab de Peppa Pig!), correr atrás dos esquilos e ficou espantadissima de ver um cavalo de verdade ao vivo! (acho que esta na hora de levar ela num zoológico!).

De la voltamos correndo pro hotel pois tinhamos que nos arrumar e encontrar com uns amigos do Aaron para jantar!

IMG_0755.JPG

A seguir, cenas dos próximos capítulos…

Adriana Miller
Siga me!
Latest posts by Adriana Miller (see all)
Adriana Miller
36 comentários