27 Apr 2017
2 comentários

Doha – Qatar

Dicas de Viagens, Oriente Médio, Qatar

“Doha” – a resposta que nós demos às indagações sobre “onde seria nossa próxima viagem” nas últimas semanas, trouxe um misto de reações. Variando entre o desdém de “não tem nada lá” ao “uh? Onde é isso?!”, nós vimos de tudo: muita gente que amou, outros nem tanto e muitos comentários de estranhamento. “Já conectei num voo no aeroporto de lá, e todo mundo te olha estranho”, foi o mais repetido.

Doha

O Reino do Qatar é tão distante quanto frequente na vida de muitos viajantes: dificilmente será a primeira opção de alguém (por enquanto), mas ao mesmo tempo, está tão presente em vários roteiros, pois o país (quer dizer, seu aeroporto) é frequentemente ponto de escala entre a Ásia e o resto do mundo. Nós mesmos fizemos uma paradinha no aeroporto de Doha à caminho de nossa Lua de Mel na Tailândia ha muito anos atras!

Mas a impressão que tive foi que pouca gente que passou por lá prestou atenção (eu inclusive) até que o país ganhou a honra de sediar a Copa do Mundo de 2022 – “Heim?! E os Qataris tem time de futebol?!” Foi a minha reação!

Então se prepare – essa pequena península está prestes a virar sensação, e muito bem merecido!

Mas não dá pra culpar ninguém pela falta de atenção dedicada ao país até agora: eles competem com potências Árabes como Dubai e Abu Dhabi, são vizinhos do super cultural e “exótico” Sultanato de Omã, e estão rodeados por áreas polêmicas como Irã, Iraque e afins.

Mas o que tem de pequenos, têm de poderosos: Qatar é dona do maior renda per capita e poder aquisitivo do mundo, e além das reservas imensas de petróleo, eles também são donos da maior reserva de gás natural do planeta. Ou seja, dificuldade financeira e crise provavelmente não fará parte da realidade dos Qataris por um bom tempo!

Mas realmente é um país que assusta por suas diferenças e leis e costumes restritas. São considerados “liberais” por seus únicos vizinhos (Arábia Saudita), mas quando comparados com outros “concorrentes” do Oriente Médio (e visto pelos olhos de ocidentais!), o Qatar é um dos países mais fechados do mundo.

A maioria esmagadora das mulheres anda coberta da cabeça aos pés (entre as muitas variações de abayas, niqabs, hijabs e burqas) e os homens usam os tradicionais robes brancos. A poligamia é o mais comum, e a maioria das famílias é composta por 1 marido e muitas esposas; os locais são proibidos por lei de consumir bebidas alcoólicas (que são raramente encontradas a venda, e nunca em lugares públicos), entre vários outros temas e diferenças polêmicos.

Além de que tudo é muito recente né?

Depois de passar pelas mãos de colonizadores Persas, Sauditas e Britânicos, eles finalmente declararam sua independência na década de 70 e não pararam mais! De uma vilarejo sem recursos no meio do deserto árido, foram catapultados à nação mais rica do mundo!

Enquanto estávamos por lá, uma seguidora comentou no Instagram que “tinha problemas” com a artificialidade dos países do Golfo… Claro que todos tem direito à sua opinião pessoal, e simplesmente não viajar à determinados lugares.

Mas por outro lado eu fiquei pensando, pensando… E quer saber, eu tenho é uma mega admiração por esses povos! A capacidade de reinvenção, de superação deles é incrível! Olha só tudo que construíram em 50 anos?!?!

Claro que não tem a história e tradição centanárias da Europa, ou templos milenares da Asia, a natureza opulente da América do Sul…. Mas e daí?!

Desenvolveram sua marca registrada nesse mundão, e olha, conseguir prosperar naquelas condições realmente não é pra qualquer um!!

Mas então, porque prá lá?!

Por vários motivos na verdade: primeiro é que o Oriente Médio nessa época do ano é ótima para quem mora na Europa: garantia quase que absoluta de sol e temperaturas quentes. Vôos relativamente rápidos (cerca de 6 ou 7 horas apenas) e quase nada de fuso horário (2 horas do Reino Unido, e 1 hora da Europa Ocidental). E para nós, que já conhecemos bem a região, gostamos da mistura entre o diferente & exótico que a região oferece, mas com os confortos ocidentais de bons hotéis, restaurantes, bons serviços, etc, etc principalmente para viagens em família.

 

Doha na Prática:

  • Nós voamos num voo direto entre Londres e Doha pela British Airways, mas tanto a Qatar Airways quanto a Eitihad Airways, voam para praticamente todos os cantos do mundo!
  • É impraticável não alugar um carro em Doha! Por ser menos turística, a cidade simplesmente não tem táxis circulando, e você ficaria dependente de motoristas independentes ($$), serviços de carro dos hotéis ($$) ou ilhado em algum lugar. Além disso, as distâncias são muito longas e literalmente no meio do nada, cercado por deserto e sol à pino. Aprendemos a nossa lição depois de algumas viagens a Dubai e Abu Dhabi, então alugar um carro nem foi questionado como essencial. Não foi necessário carteira de habilitação internacional (aliais, nunca nos pediram isso, em lugar nenhum do mundo!)

  • E vale mencionar que o pais é um verdadeiro canteiro de obras! Estradas abrindo, fechando, pontes e viadutos sendo derrubados e reconstruídos como que por esporte! Resultado – ninguém sabe ao certo como ir ou chegar a determinados lugares, e o próprio GPS e Google Maps ficavam loucos! Era um tal de “vire à esquerda”, “pegue a segunda é direita”, “siga pela estrada X”, etc que simplesmente não existiam mais (ou ianda!)! Então aprendemos que tínhamos que falar com o Concierge do hotel todos os dias antes de sair pra passear, ele verificava sites locais etc, e nos dava as coordenadas de como chegar do ponto A ao B. Mas a cidade é relativamente pequena e fácil de se orientar, então logo logo pegamos o jeito, e já sabíamos, bem de maneira geral, como achar certos pontos.

  • Apesar de Qatar ser uma península na Golfo Pérsico, não vimos tantas praias por lá (muito mar, mas pouca praia propriamente dita), e a maioria delas são particulares e fazem parte de resorts ou condomínios de luxo. Então se sua intenção realmente for a praia, fique de olho na escolha do hotel.
  • Nos falaram que podíamos ir às praias publicas normalmente (com biquini, shorts, etc), mas que todas elas são bem desérticas – ou seja, teríamos que levar tudo (canga, toalhas, cadeiras, água, lanches etc) pois a maioria delas não tem esse tipo de infra. Então acabamos ficando com uma baita preguiça e não encaramos as praias públicas.

 

  • De resto, a cultura é bem Árabe, muçulmana e fechada (para nossos padrões né?), realmente bem menos internacional do que os Emirados Árabes (me lembrou bastante o Bahrain!), então vale a pena ficar de olho nas regrinhas básicas de etiqueta local:
    • Mulheres não precisam burca, mas recomenda-se que você se vista de maneira “modesta”: saias longas ou calças, braços cobertos. Claro que vimos muitas turistas ocidentais vestidas e circulando como se estivessem nas areias de Ipanema, mas eu pessoalmente gosto de respeitar os locais. Se isso te incomoda, não vá. Simples assim.
    • Para os homens, não aborde mulheres diretamente. Não peça informações, e muito menos as toque (seja para cumprimentar, para pedir licença, ou o que seja).

 
<blockquote>
<h2>Me Acompanhe!</h2>
Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:
<ul>
<li><a href=”https://www.youtube.com/drieverywhere”>Canal TV Everywhere no YouTube, com vídeos 2 vezes por semana, sobre Viagens, Crianças, Beleza, Dicas de Londres, e lifestyle etc</a>:</li>
<li><a href=”http://instagram.com/drimiller” target=”_blank” rel=”noopener noreferrer”>Instagram</a>:</li>
<li><a href=”http://Facebook.com/drieverywhere” target=”_blank” rel=”noopener noreferrer”>Facebook.com</a>:</li>
</ul>
</blockquote>
&nbsp;

 

Adriana Miller
2 comentários
30 Jan 2017
0 Comentários

Vlog: Viajando sozinha com 2 crianças – o que levei na mala de mão e como foi nossa viagem!

Avião, Baby Everywhere, Dicas de Maternindade, Viajando com crianças

Viajando sozinha com 2 crianças

 

Produtos Mencionados no vídeo:

Mala/mochila Ikea: http://fave.co/2k4YTjX
Outras opções: http://amzn.to/2km3hJK ou http://amzn.to/2jHOK9q (mais baratas)

Necessaire “Paca Pod” (para troca de fraldas): http://amzn.to/2jHT20z
Ou Aqui: http://fave.co/2kmcjGR

Almofada de Amamentação: http://fave.co/2klRRpt
Almofada de pescoço: http://amzn.to/2km9khk
Mamadeiras MAM: http://amzn.to/2jHVqnT
Chupetas MAM: http://amzn.to/2kYEGeb

Necessaire para mamadeiras: http://amzn.to/2jHRFyP
Pote para leite em pó: http://amzn.to/2jHPETl

Capa de iPad infantil: http://amzn.to/2jHWbxa
Fone de ouvido infantil: http://amzn.to/2kYAlr0

Tênis Adidas: http://amzn.to/2kYtY7n

Mais dicas sobre viajar com crianças:
http://drieverywhere.net/categoria/baby-everywhere/viajando-com-criancas/

Posts e dicas sobre viajar de avião com crianças e bebês:
http://drieverywhere.net/categoria/baby-everywhere/viajando-com-criancas/

 

 

Me Acompanhe!

Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:

 

Adriana Miller
0 Comentários
11 Jan 2017
55 comentários

Good Bye 2016! Hello 2017!!

Ano novo e resoluções

Chegou o momento que “oficialmente” inicia meus anos, todos os anos: o post de retrospectiva do ano que passou.
O que começou como um exercício pessoal de recapitulação e agradecimento pelas oportunidades incríveis que a vida me deu, acabou virando também um post “tradicional” e muito esperado para os leitores cativos aqui do blog!

Então vamos lá!

2016, aaaaahhhhh, 2016!

Bem, a primeira coisa a falar, é que de um ponto de vista pessoal, 2016 foi um ano longo!

Eu passei 9 dos 12 meses do ano grávida – e ao mesmo tempo que tenha sido um bebê muito sonhado e esperado, a gravidez foi difícil. Muitos enjoos, um cansaço debilitante, dores aqui e acolá, e um verão raro de muito calor!

E assim que o Oliver nasceu e todos esses sintomas passaram, começou a “fase avançada” de cuidar de um recém nascido, se recuperar do parto, etc, etc.

Eu sei que esse post geralmente é um apanhado das viagens que fiz, mas não posso deixar de incluir essa nota pessoal, pois também tive viagens recusadas, viagens canceladas, pois simplesmente não consegui!

 

E então 2016 começou no Peru, mais especificamente em Lima, depois de passarmos uma semana viajando entre Macchu Pichu e Cusco.

Uns dias depois de descobrir que estava grávida, em Janeiro, finalmente conseguimos chegar até Andorra, esse mini-país-Principado escondido entre a França e a Espanha, no topo dos Pirineus.

E de quebra, ainda emendamos com Barcelona na Espanha.

Em Fevereiro comecei uma novo projeto no trabalho, que me levou algumas vezes à Suíça – Não deu tempo de turistar, nem rolou post na época, foi foram ótimas experiências profissionais!

E começamos Março com uma super viagem: Cingapura, Myanmar e Filipinas!

Cingapura é um país que não recebe o crédito que merece! A cada vez que volto, gosto mais de lá, e apesar de tão pequeno, a lista de cosias a fazer e conhecer não pára de aumentar!

De lá fomos direto pra Myanmar!

Ai gente, não tem como não ser clichê! Que lugar sensacional! Sem dúvidas “a” viagem do ano!

Depois de mais uma passadinha em Cingapura, cruzamos o Sudoeste Asiático direto para as Filipinas, na ilha de Boracay!

Tenho muita implicância quando as pessoas falam que precisam de “férias das férias” Hahahahahaha Mas fazer o que?! É uma modalidade de extensão de viagem que eu adoro e não dispenso!

Em Abril eu viajei bastante a trabalho, mas não saí do Reino Unido – trabalhei em Manchester, no norte da Inglaterra, ao longo de 6 semanas!

 

Em Maio outra viagem a trabalho me levou a Budapeste na Hungria.

Junho começou animado: não só meu enjoo finalmente acabou, e a primeira viagem do mês foi um fim de semana incrível com um grupo de amigas!

Passamos um fim de semana prolongado no Lago Como, no norte da Itália.

E uns dias depois, ainda em Junho, embarcamos para as Ilhas Maurício, para uma segunda Babymoon!

O país é um paraíso e a viagem foi uma delícia!

 

Em Julho minha barriga começou a ficar maior do que eu conseguia carregar, mas ainda assim consegui encaixar uma última viagem como família de 3: fomos a Disneyland Paris com a Isabella!

Então em Setembro, o Oliver finalmente chegou!!

Você gosta de aventuras?? Então tenha filhos! :-)

 

E finalmente depois de longos meses em cárcere privado sem viagens, fechamos o ano nos EUA, reunindo a família para o Natal em Pittsburgh, na Pensilvânia:

E o ano novo em Denver, no Colorado!

Essas duas viagens não tiveram posts, mas foram parte do #vlogmas, e fiz vídeos-diário todos os dias registrando a viagem!

 

Então o que esperar de 2017? Mais viagens, mas dessa vez como uma família de 4!

Em 2016 nós cancelamos 4 viagens (!!!) pois não estava me sentindo bem no começo do ano e outra no Natal por conta de uma atrapalhada nos passaportes do Oliver…

Mas logo que ele nasceu e garantimos que estava tudo bem e ele era 100% saudável, já comecei a planejar 2017 freneticamente!

Portanto, o que temos planejado por enquanto:

Fevereiro: Brasil! Vamos levar o Oliver pra conhecer o resto da família Brasileira e passar o mês todo por lá.

Abril: A Páscoa é sempre uma época ótima pra viajar pro Oriente Médio: conseguimos conciliar uma escapada do inverno Europeu, com temperaturas amenas no deserto! Então dessa vez o país escolhido é Qatar!

Maio: Em Maio temos 2 feriados prolongados aqui na Inglaterra, e foram justamente as viagens que não conseguimos fazer ano passado!

No começo do mês vamos para a Holanda ver os campos de Tulipas (já é o terceiro ano que planejamos essa viagem! Sempre acontece alguma coisa e temos que cancelar de última hora!).

E no fim do mês vamos para Mykonos, na Grécia!

Em Junho o Aaron tem um congresso em Vancouver no Canada, então o plano é irmos todos juntos e de lá voltar a Pittsburgh, para o aniversário de 100 anos de sua avó.

Em Julho eu volto a trabalhar, então por enquanto vamos deixar o resto do ano em aberto…

 

E por aí? Quem mais já fez planos para 2017?

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

 

Me Acompanhe!

Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:

 

Adriana Miller
55 comentários
Página 1 de 83112345678