18 Jan 2006
2 comentários

Greenwich

Bairros, Day Trip, Dicas de Londres, Dicas de Viagens, Viagens pelo UK

Pouca gente sabe que Greenwich eh apenas um bairro de Londres. Nao esta exatamente no centrao, mas tambem nao eh tao afastado assim, porque tem boas conexoes de trem e metro.

Mas quando vc chega lah, e sai da estacao, parece uma viagem no tempo… ao mesmo tempo que vc consegue ver Londres do outro lado do Rio, e os arranha ceus de Canary Warf logo ali, nao dah pra ignorar a sensacao de estar muito, muito longe.

A primeira impressao eh de que Greenwhich eh uma cidade pequena. Nao tem predios, nao tem grandes avenidas, etc.
Mas oque realmente compoe o cenario eh o Greenwich Park, a sua imensidao de grama verdinha cercada por predios historicos e museus por todos os lados, atingindo o apice com o edificio do Royal Observatory no alto da montanha, no centro do parque.

Muita gente nao faz a menor ideia de onde fica Greenwich, mas com certeza esse eh um nome que todo mundo jah ouviu na vida.


GMT, Greenwhich Mean Time eh a linha longitudinal que demarca a posicao zero do fuso horario mundial. Eh essa linha tambem que divide o mundo entre Ocidente e Oriente.


Essa linha (que nao eh nada imaginaria!!) esta demarcada dentro do Royal Observatory, que foi fundado em 1675 pelo Rei Charles II, e tinha como proposito estudar e melhorar as tecnicas de navegacao praticadas na Inglaterra. Mas o GMT soh foi realmente estabelecido em 1884.

Hoje em dia o Observatory funciona como museu, com exposicoes com os instrumentos e tecnicas antigas usadas para o estudo dos astros, e claro A linha.

Cliche: eu com um pe no Oriente e outro no Ocidente

O Este. O Oeste. De cada lado da linha, no chao de Greenwhich estao gravados as principais cidades do oriente e do ocidente a quantos graus de longitude elas estao do meridiano.

Just for the record: O Rio de Janeiro esta lah!
Outro lugar muito legal do Greenwhich Park eh o museu de historia maritima (Maritime History Museum), que apesar de ter como publico alvo principal as criancas, tem umas exposicoes muito legais, e algumas experiencias tambem, como por exemplo, como sao formadas as ondas? Como sao formadas os Tsunamis?

Eu e a Moncia ficamos competindo quem tinha mais forca e conseguia provocar as ondas mais fortes (ambas soh conseguiram criar marola…).

Fachada do Museu

Tem tambem a exposicao sobre a exploracao dos polos (Antartida e Antartica), que eu achei o maximo, principalmente porque eles mostram, cronologicamente, a evolucao das tecnicas, e eh impressionante ver as condicoes precarias que os cientistas usavam para suas exploracoes, lah em 1800 e antigamente (roupas inadequadas, inexistencia de instrumentos de comunicacao, ignorancia geografica, nutricional, etc) e mesmo assim eles conseguiram descobrir quase tudo que se sabe ateh hoje desses dois pontos do planeta.


Outra exposicao que eu pessoalmente adorei, foi sobre as tecnicas de navegacao, porque alem de ser muito interessante (como todas as outras), eles tem uma ala totalmente dedicada aos navegadores Portugueses, sobre as tecnicas desenvolvidas pela Escola Maritima Portuguesa, a descoberta do novo mundo, a colonizacao do Brasil, o Cabo da Boa Esperanca, o comercio com a India, a exploracao da Africa, etc, e (moral da historia) como a soberania do Reino Portugues, por mais de 100 anos, mudou completamente o mundo, e literalmente descobriu o mundo como nos conhecemos hoje. Com direito a foto do Vasco da Gama em destaque e tudo. E Miniatura das Naus Portuguesas.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
2 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
2 comentários
  1. […] barcos realmente sao a maneira mais facil de chegar por exemplo do Southbank a Greenwhich, ou do centro de Londres ao The […]

    Responder