29 Feb 2008
11 comentários

Tradicoes

Casamento, Vida no Exterior

No outro dia vi no orkut uma discussao sobre tradicoes em casamentos, as regrinhas chatas de etiqueta etc. Nao soh acho isso tudo muito chato, como ainda por cima estamos tentado incorporar numa mesma ceremonia e festa tradicoes, culturas e etiqueta de varias paises diferentes: Brasil, EUA, Portugal e Inglaterra.

A lista eh interminavel, e pras mocoilas que jah passaram por isso, deem sua opiniao… Vcs sao mais experientes que eu, que ainda estou no “ACHOMETRO” da coisa.

A pesar da festa ser realizada no meu pais, quisemos incorporar varias coisas da tradicao Americana. Assim como ele respeita (e muito) minha(s) cultura(s), eu tambem respeito a dele, e nao queria que seus amigos e familiares se sentissem meros “convidados”, participando de uma coisa que nao sabem oque eh, oque significa, etc.

Pois bem.
Comecando do principio, acho que a principal diferenta eh sem duvida o noivado em si. No Brasil (na maioria dos casos), o casal decide casar. Ai escolhem aliancas (lisas, de ouro amarelo) juntos, uma para cada um que sera usada na mao direita, e soh depois fazem uma festa de noivado com as familias, onde fazem a troca “oficial” de aliancas.

Aquí e nos EUA eh beeeeeem diferente.
Para comecar que tem toda a historia do noivado.
O cara tem que “propor” casamento para menina, e tem que ser uma maga producao. Tem que ser surpresa, e tem que ser uma “boa historia”, algo legal/aventureito/remantico/divertido que eles vao contar para seus filhos e netos.
O homem tem que se ajoelhar e dizer a celebre frase “will you marry me?”. Ai entra na cena o anel de noivado.

Soh a mulher usa o anel, na mao esquerda mesmo. O anel geralmente eh de ouro branco ou platina (mas tb pode ser de ouro amarelo, depende do gosto dos noivos) e tem que ter um diamante (ou varios). Nos EUA (os reis do capitalismo selvagem) dizem que quanto maior o diamente, maior o amor. Eu acho isso uma bela de uma palhacada. Quando maior o diamante, maior a conta bancaria do noivo (e normalmente eh isso que eles querem mostrar pros outros!) ou maior a DIVIDA do noivo! AHHAHAHAHAHA! Na Inglaterra a coisa eh mais low profile, e no geral as mulheres usam aliancas bem pequenas, de menos de 1 quilate. E ninguem tah nem ai.

No nosso casamento, acho que a principal diferenta de cultura eh na organizacao do casamento em si, e nos papeis que cada Pessoa desempenha.

Para comecar a “Wedding Party”. No Brasil, o noivo e a noiva tem os casais de padrinhos e madrinhas, em quantidades que podem variar entre 1 casal para cada lado ateh 25 casais (ou mais, se vc tiver o mesmo gosto duvidoso da Wanessa Camargo!). Nos EUA e na Inglaterra, a noiva tem as Bridesmaids e o noivo tem os Groonsmen. A quantidade tb varia e depende do gosto (ou ausencia de) de cada um. Mulheres de um lado, homens do outro.

O grupo das mulheres tem uma “chefe” que eh a “Maid of Honor”, tipo a “principal” que geralmente eh a irma da noiva (ou melhor amiga se ela nao tiver irmas). E o grupo dos homens tem o “Best Man”, que tb eh o principal, e que geralmente eh o irmao do noivo ou seu melhor amigo.

Cada Pessoa que participa da Wedding party tem suas obrigacoes, e existem ateh livos que ensinam a ser uma boa maid of honor!!
Para as Inglesas, participar do casamento de uma amiga ou irma, significa nao soh estar no altar, mas tb pegar pesado! Varias revistas de casamento inglesas que comprei trazem ateh lista de afazeres pras noivas distribuirem entre as maid of honors, para cada uma saber oque se espera delas… No such thing as a free lunch…

E pros homens a mesma coisa tb acontece. O Aaron esta botando os groomsmen dele para ralar! Alem do Best man que esta fazendo todos os convites de graca e organizando a despedida de solteiro, ele ainda pesquisou preco das aliancas, e o Aaron ainda incumbiu o coitado de enderecar todos os envelopes dos convites!!! Gente, coitado do cara! Mas ele nem reclama, e o Aaron nem liga, afinal sabe que essa eh a “obrigacao” dele como Best man!

Alem disso, todo mundo usa roupa igual. O tradicional manda que as bridemais estejam todas iguaizinhas: mesmo vestido, mesmo penteado, mesmo sapato, e mesmos accesorios. Idem pro homens.
Nos vamos fazer um pouco diferente, pq detesto aquelas bridesmaid par de jarros. Mas por outro lado acho que fica muito mais bonito e harmonioso quando todas estao usando a mesma cor, doque em casamentos brasileiros que cada uma veste oque quer, e fica aquele altar mega poluido, cheio de cores, modelos e tecidos diferentes.

Com as minhas bridesmais decidimos que cada uma pode escolher oque quiser, e eu vou comprar o tecido. Logo cada uma vai escolher o modelo que prefere e que lhe veste melhor, podem escolher seu proprio sapato, cabelo, accesorios etc. Sou uma noiva democratica!

Alem disso tudo, a Wedding party tambem tem um papel importante durante a festa. Mas vou falar disso lah em baixo.

Outra diferenta entre ceremonias Brasileiras e Americanas eh que no geral, as americanas sao durante o dia. Muitas festas sao almocos e nao jantar, ou entao sao no meio da tarde e acabam cedo.

Quando fomos no casamento da Deborah e do Gustavo ano passado o Aaron ficou maravillado com a animacao da festa, que foi uma festa “de verdade” e nao uma festa “de casamento” que geralmente eh aquela cosia chata e monotona, com uma badinha sem graca cantando musicas cover…

Nossa ceremonia sera mais cedo que um casamento Brasileiro “normal”, mas sera no fim do dia, entao a festa podera rolar solta a noite toda!

Passando para a festa, alem do horario e animacao, uma diferenta entra Brasil, UK e EUA eh a estrutura. Me corrijam se eu falar asneiras,  mas nos poucos casamentos Brasileiros que fui ateh hoje o foco principal eh a festa, e nao tem uma pausa propriamente dita pro jantar. Jah nos casamentos gringos, o foco eh o jantar, e a festa eh soh um coadjuvante.
Entao nossa festa sera masi arrumadinha, cada coisa na sua hora.

Depois da ceremonia, enquanto tiramos fotos, os convidados vao pro cocktail. Depois todos descemos pro salao do jantar.

Outra diferenca aquí. Nos EUA e UK, o jantar eh sempre com lugar marcado, entao nao tem aquelas cenas de familia correndo e se estapeando para pegar “mesa boa”. Cada um tem seu lugar marcado e ponto. Deve ser um saco organizar isso tudo (ALO ALO minhas bridesmaids! Acabei de pensar nuam tarefa para voces!! A liberdade acabou!), mas por outro lado teremos tanta gente de paises diferente, que falaz linguas diferentes, etc, etc, nao podemos correr o risco das pessoas ficarem perdidas… sem saber onde e com quem sentar… mesa lugares sobrando numa canto, lugares faltando em outro…

Voltando para estrura da festa, durante o jantar comeca o festival dos discursos. Os de praxe sao: pai da noiva, best man e maid of honor. E eh sempre uma surpresa. Geralmente o pai da noiva abre a noite, e “da” sua filha ao noivo, fala alguna coisa emocionante e pronto. Depois eh a vez da Maid of Honor, que tambem fala alguna coisa legal sobre como conheceu a noiva, o tempo dela de solteira, sobre sua personalidade etc. Ai chega a vez do best man, que geralmente eh a estrela da noite! Segundo o Aaron a maior responsabilidade do Best men eh fazer um bom discurso. A maioria das pessoas fazem um de sacanagem, contando algum podre do passado do noivo. Principalmente os Ingleses, que sao famosos por serem sem nocao em seus discursos!

Em 2006 quando fui num casamento em Denver com o Aaron o mico da noite foi dado pela maid of honor, irma da noiva. Nao sei se ela tava bebada ou se eh maluca mesmo, mas fez um discurso que comecou engracadinho e bonitinho, de como so dois se conheceram. Ai a coisa comecou a ficar sem nocao, e ela acabou contando para todo mundo que a na verdade era um milagre eles estarem casando pois a noiva (irma dela) que agarrou ele numa noitada e ainda tiveram um “one night stand” (logo dormiram juntos na primeira noite). Soh sei que ficou um clima tao esquisito que as pessoas nem estavam mais achando graca… De repente, os noivos levantam correndo de suas mesas, agarram ela pelo braco e arrastam a menina para fora do salao.
Ficou um silencio ridiculo… o pai da noiva morrendo de raiva, a mae morrendo de vegonha, a avo chorou… uma baixaria. O jantar seguiu em frente, mas os noivos ficaram lah fora com a irma da noiva horas e mais horas…

Jah avisei o best man que ele que nao se meta a engracadinho que vai se ver comigo!
Depois disso tudo, os noivos dancam a primeira musica como marido e mulher a abrem a pista de danca!

Uma outra coisa que eh bem tipica dos EUA (e que nao se faz nem no Brasil nem na Inglaterra) eh o jantar de ensaio, o reharsal dinner.
Os americanos levam os ensaios muito a serio, e na vespera do casamento encenam a parada completa – musicas, leituras, cerimonia, orden das entradas, etc – e no final fazem um jantar para comemorar.

Na tradicao americana a familia da noiva paga o casamento, entao a familia do noivo paga o jantar de ensaio. No nosso caso somos nos mesmos pagando tudo (ai se meu pai me desse essa moleza…), mas a mae dele fez questao de pagar o jantar de ensaio!

No reharsal dinner geralmente sao convidados as familias (direta) dos noivos, a wedding party e convidados de fora. Como a sogra que esta pagando, ela que manda, e fez questao de convidar TODOS nossos convidados que vem de fora do Brasil, logo potencialmente termos umas 100 pessoas no reharsal dinner! O local escolhido foi o Porcao Rio’s porque o Aaron AMA rodizio e a vista do Pao de Acucar eh imbativel!

E depois tem varios outros detalhes, como por exemplo:

– A noiva jog ao bouquet pras solteiras, e o noivo joga a cinta liga pros solteiros (coisa de Ingleses. Eu particularmente nao gosto).

– Para ter boa sorte a noiva usa 4 amuletos: Something old, something new, something borrowed and something blue (Uma coisa antiga, uma coisa nova, uma coisa emprestada e uma coisa azul)

– Presentes: Tanto nos EUA e no UK as pessoas saem de casa bem cedo (geralmente com 18 anos quando vao pra universidade), entao quase todos os casais moram juntos antes de casar, oque signifca que quase ninguem tem necessidade de fazer lista de presentes. Portanto dar dinheiro de presente pra alguem eh super normal, e muitos casais escrevem isso em seus convites de casamento (oque no Brasil seria justificativa pra linchamento em praca publica!)

– DIY – Do It Yourself: Como aqui tudo eh caro, e coisas que envolvem servicos sao mais caras ainda, existe todo uma cultura do “faca voce mesmo”. Cabelo, maquiagem, lembrancinhas, decoracao da Igreja, arranjos de mesa, vestidos etc.

Cartao de agradecimento: Aqui todo mundo manda cartos de agradecimento para cada pessoa presente. Tem que ser escritos a mao e pessoais a cada convidado. E eles levam isso super a serio, e eh um grande faux pas se esquecer ou demorar muito pra mandar.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
11 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
11 comentários
  1. Juci - 29/02/08 - 21h40

    Oi Dri, so hj vi uns recadinhos seu que meu blog separou como spam, pode? Ninguem merece!
    Eu achei o maximo esse negocio de ensaio…hehe, pra mim quanto mais festa, é mais legal!…rs
    Agora minha amiga, se um dia vc for convidada pra ir num casamento noruegues, se preparada, pq a coisa é muuuuuuito chata!
    Otimo final de semana!
    Juci

    Responder
  2. Juci - 29/02/08 - 21h49

    Eu esqueci de falar que semana que vem estou indo pro meu primeiro casorio ingles. Mas na verdade so fui convidada pra parte II. Que eu nem sei como é, se tem aperitivos, ou se tem que pagar a sua propria bebida. Vamos ver!….rs
    Nao faco a minima ideia do que usar

    Responder
  3. leticia - 01/03/08 - 05h21

    otimo post, Adriana
    algumas das tradiçoes eu conhecia outras não (a do noivo jogar a liga, por exemplo). acho legal voces tentarem incorporar um pouco de cada coisa.

    Responder
  4. Flavia - 01/03/08 - 14h41

    Oi Dri, sabia que o wordpress mandou uns comentarios seus pro spam tbem? Mesmo eu falando que nao era spam, o outro comentario foi parar lah tbem…

    Nossa, que resumao! Ficou um otimo post.

    Como nao fizemos festa pro nosso entao nao posso falar nada, mas fui num casamento nos States que na hora do jantar tinha um diagrama com as mesas e os numeros das mesas. Vc pegava um papel na entrada com o seu nome e o numero da mesa onde ia se sentar e pronto. Bom, na teoria achei otima a idea, mas na pratica nao foi tao pratico assim, pois alguns numeros foram mudados de ultima hora, ai jah viu, era um tal de sair procurando mesa e numero… Mas se der pra fazer um diagrama que vcs coloquem na entrada (nao sei se o cocktail vai ser em salas separadas ou nao) pro salao de jantar com os numeros e os nomes das pessoas (ou arranjar um jeito de dar para as pessoas o numero das mesas, tipo com uma lembrancinha, sei lah). Ah, soh pra esclarecer, os numeros das mesas estavam no centro da mesa com um prendedor (sabe daqueles de prender fotos), mas bem alto, pra poder ver os numeros.

    Nao sei se confundi sua cabeca ou ajudei, mas foi.

    Bjs.

    Responder
  5. Cláudia Acourt - 01/03/08 - 23h58

    Ei Adriana, adorei este post.

    Lá na comunidade Diário da noiv – Casar é Fácil (um dos braços da comunidade) houve um noiva brasileira que morava nos States e veio casar no Brasil. Como você ela preservou várias tradiçõs do país do noivo. Sobre deixar os lugares marcados ela resolveu a questão com recepcionistas que indicavam onde estavam as mesas. Para não usar número ela usou nome de casais famosos do cinema para cada mesa tipo>: Sr e Sra. Smith, Mickey e Minie. Ela disse que foi divertido pois todos queriam saber quais eram os casais da mesas. Fica uma idéia pra você, ou melhor, para as suas damas .. huhuhua

    Bjos

    Responder
  6. Adriana - 02/03/08 - 10h46

    Pois eh, vamos fazer isso tudo. Teremos um diagrama na entrada com o esquema das mesas, os nomes das pessoas indicando em que mesa estao, e onde a mesa fica no salao. E tambem nao vamos usar numeros pq acho que fica meio confuso, Entao vamos usar nomes de cidades/paises onde viajamos juntos, seguindo todo tema da noite, de “viagens”.

    Responder
  7. Flavia - 02/03/08 - 15h47

    Nossa!!! Adorei esta história de manter as tradições!! Amei ainda mais a história de ter lugar marcado. Pq fala sério! Não há coisa pior mesmo do que todo mundo saindo correndo para pegar uma boa mesa!!! Não esqueeça de postar s fotos do casório aqui, pq parece que vai ser MRARAVILHOSO!!!!

    Bjocas

    Responder
  8. Claudia - 02/03/08 - 17h18

    Nossa!!!! Seu casamento vai ser lindo demais… muito legal “acompanhar” os preparativos com voces!!!!
    Bjs
    Claudia

    Responder
  9. Tati - 02/03/08 - 22h57

    Nossa, quanta diferença! ahushahsa
    O negócio do ensaio é super legal, mas eu achei a história do noivo jogar a cinta liga esquisita :P
    Bjusss

    Responder
  10. Tati/Laurinha - 03/03/08 - 00h10

    Miguxa…
    Li tentando achar minhas tarefas…kedi???
    Dps dos 1 meses, ate me sinto mal dando uma “sumida” na organizacao das coisas ate o livro de como ser uma boa ” maid of honor” eu comprei lembra??? ehehehe…shuift!
    Passando o periodo lere lere lere, q venham as atividades!
    Ponha msm tds nos para por a mao na massa…
    E super conconrdo com o mix de tradicoes, ainda mais se tiver docinhos portugueses….ehehe…to le te.
    te amo
    beijo

    Responder
  11. Débora - 03/03/08 - 19h33

    Nossa não sabia que existia tanta diferencia nas cerimonias de casamento… Mas que legal que vcs estão contornando bem essa situação, tenho certeza de que ficará tudo perfeito…

    Beijinhos.

    Responder