16 May 2010
56 comentários

Carimbo de Israel

Dicas de Viagens, Israel

Uma das coisas que tinham me deixada intrigada nessa viagem era o tal do carimbo de Israel no passaporte. Tanto que trocamos a ordem de nossas viagens a Israel e Dubai pra evitar dor de cabeça, já que Dubai, assim como outros países Arabes não reconhecem Israel como estado e proíbem a entrada a pessoas que tenham carimbo Israelita.

Depois descobri que na verdade poderíamos pedir um carimbo num papel separado, e assim não “manchar” a integridade de nossos passaportes.

Depois veio o boato de que na verdade a policia da fronteira já não aceita esses pedidos tão facilmente. Mas resolvemos arriscar.

Quando chegamos no aeroporto de Tel Aviv e entreguei meu passaporte, pedi pra menina da imigração carimbar um papel separado. Ela fez cara feia e perguntou porque, que eu justifiquei que viajava a países arabes a trabalho. Ela confirmou os carimbos de países como Turquia, Dubai, Malasia, Egito e afins, e então carimbou um papael separado.
Para nosso pavor, esse mesmo papel foi confiscado por outro policial antes mesmo de recolhermos nossa bagagem.

O Canadense que estava batendo papo com a gente tentou usar a mesma história, mas como não tinha carimbos pra “provar” a história levou uma dura da policia e foi levado pra uma salinha separada. Logicamente não aconteceu nada com ele, mas ele passou um susto…

Depois o outro boato era que sem o carimbo de entrada seria praticamente impossível atravessar a fronteira para a Palestina…. Coisa que fizemos sem o menor problema, pois estávamos com um guia Arabe. Na verdade, o policial entrou na van, olhou pra todo mundo (todos ocidentais), perguntou alguma coisa pro motorista e nem pediu pra ver passaporte de ninguém.

Agora, na saída de Israel o Aaron (que tem um nome tipicamente Judeu, apesar de ser cristão) levou uma dura da policia que não acreditava que ele não era judeu, não tinha família em Israel nem falava Hebreu… E tão pouco acreditaram que ele era casado comigo, pois oficialmente não temos o mesmo sobrenome e afinal, porque um Americano com nome Judeu iria casar com uma portuguesa e morar em Londres???!!!

Mas passado o susto, passamos sem problemas e mais uma vez pedi carimbo de saída numa folha separada, e dessa vez a menina da policia nem me perguntou nada.

Então sei lá. Pelo sim, pelo não, prefiri não ter meu passaporte carimbado , pois nunca se sabe o dia de amanha (ou a viagem de amanha?) e prefiro não ter problemas para entrar em países Arabes no futuro.

Então fotografei o papel com o carimbo de saída, antes de ser confiscado, para guardar para a posteridade…

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
56 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
56 comentários
  1. Lucia - 16/05/10 - 20h26

    Dri, estou adorando acompanhar sua viagem, mas olha… esse eh um dos lugares o qual eu ja nao tenho a minima vontade de visitar. E agora depois de ler essas particularidades toda deles, tenho menos vontade ainda. bjos

    Responder
  2. Eliane Pechim - 16/05/10 - 20h33

    Quando eu era adolescente era doida pra ir morar em Israel. Longa história. rs… Eu não adotei o sobrenome do meu marido e já enfrentei algumas saias justas por causa disso, inclusive com a imigração americana, mas nada que não fosse resolvível e, obviamente, nada comparável a situação de vocês em Israel, que apesar dessas complicaçõezinhas todas eu ainda gostaria muito de visitar um dia.

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 10h55

      Na verdade essas “complicacoes” sao apenas detalhes da viagem, e nao impactam em nada, nada mesmo o tanto que gostamos e aproveitamos Israel. Super recomendo demais essa viagem!

      Responder
  3. Bia - 16/05/10 - 21h58

    Dri, bem interessante essa história do carimbo… eu não tinha idéia disso! :)

    bjs
    .-= Bia´s last blog ..Ferien!!!!* =-.

    Responder
  4. CarlaZ - 17/05/10 - 02h39

    Oi Dri,
    estou aqui aguardando esses posts de Israel!
    Nossa nao sabia dessas confusoes de carimbos nao e tenho umas perguntinhas…
    Tenho uma amiga que esta indo pra Israel e pretende de la ir a Jordania e Egito…vc chegou a ver sobre essas situações? Se pode ter algum problema? Alguma dica da melhor forma de fazer?
    Bom vou falar pra da proxima vez ela entrar por aqui, ok?
    Bjos

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 10h54

      Oi Carlinha!
      Entao, teoricamente, nao tem problema nenhum, tanto Jordania como Egito manteem relacoes amigaveis com Israel. O unico lugar que proibe descaradamente o carimbo de Israel eh apenas Dubai.
      Porem mesmo tendo carimbos do Egito e Jordania no meu passaporte nao tive problemas, mas foram viagem separadas e nao cruzei a fronteira de um lugar pra outro… Mas eh bem comum que turistas incluam Petra na Jordania, por exemplo, numa viagem a Israel, e vice e versa. Entao imagino que nao hajam problemas.

      Porem, nessa viagem conhecemos uns canadenses no nosso albergue que estavam fazendo esse roteiro “completo” do oriente medio, e todo tinham pedido carimbos separados, pra evitar problemas futuros.

      Acho que essa questao do carimbo Israelita tem muito boato, muito disse-me-disse e vai muito da sorte decada um: sua pinta, seu passaporte, onde mora, de onde veio e pra onde vai (se vc tem cara de ociedental/branco, ou de judeu, ou de arabe, etc – uma coisa que eles nao tem pudor algum de fazer mesmo eh o tal do “racial profiling” e te descriminam descaradamente se acham que vc tem cara de ser oque nao eh! Como no caso do Aaron que tem nome judeu e um nariz que nao colabora! :-o).

      Meu conselho seria sempre pedir pra receber o carimbo num papel separado, que eh uma pratica comum por lah, e eles tem um formulario especifico pra isso. Nunca se sabe o dia de amanha, e eu preferi nao arriscar!

      Responder
      • CarlaZ - 19/05/10 - 03h30

        Valeu Dri!
        Post bombando hein…
        Bjo

        Responder
  5. Janise - 17/05/10 - 02h45

    Olá Dri…
    To adorando seu blog… sou de joao pessoa-PB-Brasil e em julho farei uma viagem a europa (mochilão) e seu blog está me ajudando MUITOOOOOO!!!!!
    Muitas felicidades e fica com Deus!

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 10h46

      Oi Janise,

      Que bom! Fico feliz que o blog esteja ajudando seu planejamento!

      Responder
  6. Gabriela - 17/05/10 - 04h03

    Oi Adriana,
    Quero conhecer Israel, assim como alguns paises arabes que ainda nao conheço, mas acho que é meio sacal essa questao de visto.
    Na verdade eu nem sabia (ou nao havia pensado) que houvesse esse problema de um visto impedir o outro. Que coisa, nao? O mundo é muito louco mesmo.
    Meu marido foi interrogado quase no estilo Jack Bauer, numa viagem a trabalho a Israel. Até as anotaçoes da reuniao que ele participou, pediram pra ver.
    O sobrenome italiano dele foi classificado como grego e como ele dizia que nao era grego, a moça ficou meio nervosa.
    Entendo as questoes de segurança, mas rola uma paranoia também. Enfim, o importante é que todos saiam com boas lembranças, pois deve ser um pais bem interessante.
    Boa semana

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 10h46

      Pois eh, eu tambem nao sabia direito sobre essa questao do carimbo Israelita ateh comecar a planejar a viagem a Dubai ano passado e ouvir o “causo” do marido de uma amiga Inglesa que teve sua entrada negada a Israel pois tinham varios carimbos de Dubai (ele vai muito lah a trabalho) e estava tentando entrar em Israel via Egito…
      Entao por precaucao, preferi nao bobear…

      Responder
  7. Luciana Bordallo Misura - 17/05/10 - 04h08

    Mas Dri, voce nao tem 2 passaportes, nao dava pra carimbar em um passaporte diferente do que voce tem o carimbo dos paises arabes? Sempre pensei em usar passaporte diferente nessa situacao…nao?
    .-= Luciana Bordallo Misura´s last blog ..Viajando com crianças: equipamento =-.

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 10h37

      Pois eh, mas sabe que eu nem pensei nisso?
      Na verdade nao uso NUNCA meu passaporte Brasileiro, as vezes nem mesmo quando vou ao Brasil. Alem disso, na ultima vez que viajei usando os dois passaportes (porque me enrrolei com as datas de pedido de visto), acabei entrando no Vietnam com passporte Brasileiro e fui interrogada e encheram meu saco pois nao tinha “provas” que viva legalmente em Londres…
      Eu sempre tenho a impressao que no geral, as pessoas e os policias de imigracao nao sabem lidar com pessoas de dupla nacinalidade, e como tenho duas, mas moro num terceiro pais, acho que tudo complica demais.
      No caso de Israel, a melhor solucao foi mesmo pedir um carimbo num papel sapearado doque tentar explicar porque estar usando uma segundo passaporte…

      Responder
  8. Camila - 17/05/10 - 07h49

    Oi Dri, sempre acompanho seu site. Adoro suas histórias e principalmente as curiosidades de cada viagem.
    Além disso, amo ver fotos de viagem e seu blog é praticamente a Disneylandia pra quem assim como viaja em cada fotografia. Aproveitando, qual tripe que você usa?
    Bjs

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 10h34

      Oi Camila,
      Na verdade eu nao uso tripe nenhum!
      Tenho um daqueles “gorila pods! pequenos, mas depois que troqui de camera ha uns meses atras, o gorila pod jah nao aguenta o peso e nao tenho mais usado.

      Responder
  9. Gabi R. - 17/05/10 - 11h54

    Quanta n’oia, neh? A deles… Que coisa.

    Responder
  10. Carla - 17/05/10 - 13h46

    Oi Dri! Eu e o marido também já tivemos problemas por eu não ter o sobrenome do marido. Até no Brasil, ja foi dificil provar que meu marido era meu marido rs …Dai cai na asneira de registrar meu casamento no consulado do Brasil aqui e depois transcrever no Brasil: quanta burocracia!!! E ainda colocaram o nome do meu marido “errado”…No Quebec, antigamente, colocava-se tres nomes no filho,geralmente biblico, mas so usa-se UM. No entanto, como na certidao de nascimento estao os tres nomes, e o consulado supostamente eh obrigado a traduzir a certidao integralmente (mesmo sabendo como funcionam as coisas aqui no Quebec), o nome do meu marido saiu “errado”, ou seja, com tres nomes. E nao adiantou mostrar todos os outros documentos do marido com um nome so, nem seu CPF brasileiro com um nome so! Meu marido, que eh um lord em termos de educacao, perdeu a linha com os atendentes do consulado … rsrsrsrs
    Entao, no fim das contas, eu continuo considerada nao casada com o marido rsrsrs, pois se ele mostrar a certidao de casamento brasileira e o passarpote canadense, os nomes nao batem! Piada!!! Então, hoje em dia ando com uma copia das duas certidoes, a do Quebec e a do Brasil, quando vamos viajar! rsrsrs

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 13h51

      Na verdade eu troquei de nome sim, o Aaron fez muita questao e pra ele era uma coisa muito importante. Como pra mim nao fazia a menor diferença, adicionei o nome dele sem o menor problema.
      E depois de quase 2 anos de casados finalmente consegui vencer a buricracia Portuguesa e meu nome esta oficialmente trocado e sou oficialmente casada, mas ainda nao renovei meu passaporte, entao como nunca lembro de carregar certidao pra canto nenhum, sempre reservo passagens e afins com meu nome “oficial” como do passaporte.
      Mas ainda nao entrei com o processo de transcrição no consulado Brasileiro, e pra falar a verdade nem sei se vou fazer nada…. pois realment enao uso meus documentos Brasileiros nem mesmo quando vou ao Brasil…. E só de pensar na burocracia toooooda de novo, me da arrepios!

      Responder
      • Carla Mota - 17/05/10 - 18h10

        Dri, aqui no Quebec, mesmo que a pessoa queira, a lei não permite o uso do sobrenome do cônjuge. Isso foi obra do toque exagerado do feminismo por estas bandas, dai a lei saiu do extremo que obrigava o uso do sobrenome do marido, para o extremo que o obriga o não-uso. E, ainda que eu tivesse me casado oficialmente no Brasil e mudado meu nome (meu marido queria tb e nao conhecia esta lei nova), o governo quebequense me obrigaria a usar o nome de solteira em todos os meus documentos. Coisas do Quebec… Mas eu sou oficialmente casada sim, nos dois paises. So e dificil fazer a imigracao entender, pois nao tenho o nome do marido, nem ele o meu.
        Isso de mais de um nome e sobrenomes fica muito complicado quando se vive em mais de um pais. Quando nos tivermos um filho, vai ter um sobrenome so! rsrsrsrsrs
        Se voce nao usa seu documento brasileiro, corre desta burocracia de registrar casamento no Brasil!!!! ;)

        Responder
  11. Sr. Brito - 17/05/10 - 15h41

    Te acompanho desde 2008, (anonimanente, claro) estive pensando, daria um ótimo livro tudo isso, quem sabe até um filme!(?)
    Sucesso!

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 16h10

      E nao eh?
      soh falta agora alguem me apresnetar a uma editora e/ou produtora de cinema! :-)

      Responder
      • viviane martins - 24/05/10 - 13h43

        Sinceramente? eu compraria o livro… nao eh para te bajular(mesmo por que, voce nao precisa), esse blog tem material suficiente para um livro, tenho certeza que vc nao vai parar por aqui, nao consegue ficar quieta neh?!
        Jah pensou nisso?
        Nao me lembro de ter ouvido falar de um livro que conta a vida e as viagens de uma brasileira no exterior. Tenho certeza que seria sucesso.
        Amo ler livros e adoraria ler um com esse conteudo.
        bj

        ah! eu nao tenho a menor intencao de adotar o nome do meu marido, quando me perguntam por que… baixa a cabocla feminista :-D

        Responder
        • Adriana - 25/05/10 - 12h03

          Hahahahha!
          Bem, nao eh por falta de vontade! Adoraria transformar o blog num livro, mas convenhamos que nao eh das cosias mais faceis, certo?
          Jah disse, se alguem por ai conhecer uma editora, eh soh me avisar! :-)

          Responder
  12. Izabela - 17/05/10 - 17h32

    Estou amando posts sobre Israel.
    Este é um lugar que NUNCA me despertou vontade de conhecer, mas suas impressões estão aguçando minha curiosidade.
    Estou pronta para muito mais, viu…
    Bjs

    Responder
  13. Flavia Mariano - 17/05/10 - 19h07

    Ei Dri!

    Parece que gostou mesmo de Israel! Eu fiz Egito, Jordânia e Israel fui cruzando as fronteiras e é superrrr tranquilo!!! Tem gente com dois passaportes, com um, sem nenhum! rs Essa coisa de Oriente Médio é mais história e mito do que realidade. Inclusive da fronteira de Jordânia para Israel tem free shop super baratinho!

    Só não consegui meu visto no papel porque a mulher tinha a certeza absoluta de que eu sou Árabe e isso tenho alguns probleminhas, porque todo mundo vem logo falanod em árabe e alguns se recusam a falar em inglês achando que estou mentindo… mas faz parte. Na Mesquita de Casablanca, que tem horário limitado a visita de turistas, entrei no horário só de muçulmanos sem problemas porque o homem achou que eu era marroquina. Essa parte é boa! Meu namorado ficou de lado de fora babando! rs

    Enfim, a história de Dubai não sabia, sabia do Líbano e Síria que deixei para outra viagem porque fiquei meio assim por estar indo para Israel, mas no fim vi que dei bobeira, porque este controle não é tão rigoroso assim…

    Beijos!!!
    .-= Flavia Mariano´s last blog ..Nem sempre a mudança é o melhor caminho? =-.

    Responder
  14. Flavia Mariano - 17/05/10 - 19h08

    Ah!!!

    E no meu caso, se quiser ir para Dubai, Síria, Líbao, Irá, fica a dica para todos que tiverem visto Israelense no passaporte, é só tirar outro passaporte que entra em todos os países sem problemas!
    .-= Flavia Mariano´s last blog ..Nem sempre a mudança é o melhor caminho? =-.

    Responder
  15. Gabriela - 17/05/10 - 19h11

    Oi Adriana,
    Sobre essa questao de mudança de nome, a Italia é bem ditatorial: antigamente a mulher TINHA que ter o nome do marido e mante-lo mesmo quando viuva. Agora, a mulher NAO PODE incluir o nome do marido. E’ mole? Sera’ que ninguem conseguiu pensar que essa questao e’ pessoal e subjetiva e que as pessoas sao (ou deveriam ser) livres para fazer esse tipo de escolha?
    Meu marido queria que eu usasse o sobrenome dele e eu nao tenho nada contra (so a questao burocratica de mudança de documento, pq eu fujo da burocracia sempre que isso é possivel). Como preciso fazer a transcriçao do meu casamento para que ele seja valido no Brasil, pensei em acrescentar o sobrenome dele aos meus, mas um funcionario do consulado do Brasil desaconselhou, pois vou ficar com os documentos com o novo nome e a certidao de casamento (italiana) com o nome antigo.
    Realmente eles vencem pelo cansaço. Vou ficar quieta, porque a estupidez é ilimitada e universal.
    Bj

    Responder
  16. Thais Mittmann - 17/05/10 - 19h12

    Oi adriana!
    Que viagem essa de não acreditarem na história de vcs. Esqueceram da globalização? hahahah
    Parece teoria da conspiração, né?

    Me diz uma coisa, eu e meu marido temos sobrenome alemão, acho que o meu até pode se passar por judeu, mas o dele com certeza não, vc já ouviu alguma história de barrarem alemães para entrar em israel? Tinha vontade de conhecer, mas acho que nossos sobrenomes poderiam causar problemas…

    Eu também não adotei o sobrenome do meu marido e por enquanto não tive problema algum… beijos

    Responder
    • Adriana - 17/05/10 - 19h14

      Nao imagina! Conhecemos varios Alemaes no nosso albergue! Pode ir sem medo! O lançe deles é mais relacionada a religiao mesmo, e nao necessariamente nacionalidade.

      Responder
  17. renata - 17/05/10 - 21h44

    Dri
    acompanho seu blog e peguei otimas dicas para uma viagem ao Egito, semana passada estavamos na Jordania e fomos passar o dia em Israel, onde a oficial carimbou nosso passaporte apesar dos pedidos para nao carimbar, na volta da viagem fizemos escala em Dubai e a primeira coisa que o oficial de Dubai viu foi o carimbo de Israel , na hora chamou outro cara que ligou para outro, mas como nao passamos por Tel aviv e estavamos com visto emitido pela Emirates de transito, depois de nos fazer esperar e tirar copia de tdos documentos nos deixaram entrar, entao sim existe um problemao em ir para Israel e depois para Dubai, Arabia Saudita, etc…Renata

    Responder
    • Adriana - 18/05/10 - 14h39

      Que bom!
      Obrigada pelo sue “depoimento”… na verdade nao sabia que eles as vezes “recusavam” carimbar em papel separado… que coisa! E que bom que vcs estavam com visto de trabalho e conseguiram entrar assim mesmo!

      Responder
  18. Letícia R. - 18/05/10 - 00h37

    Dri, tô achando tudo de bom essa conversa, pois vou pra lá em julho… lua de mel!!! =)
    Esse papo sobre passaportes me fez pensar… vou com um grupo de brasileiros. Melhor entrar com meu brasileiro e esquecer o italiano, né? Pra evitar confusões? Na Europa ele é uma beleza, mas por lá não parece mais uma ideia tão boa… =/

    Responder
    • Adriana - 18/05/10 - 14h38

      Oi Leticia,
      Israel nao eh Europa, entao nao faz diferenca se vc entra como Italiana ou Brasileira. Mas se vc mora no Brasil e nao na Italuia, eu aconselharia a entrar em Israel como Brasileira mesmo, pra evitar confusoes sobre sua residencia, de onde veio e pra onde vai…
      Obviamente ninguem vai te impedir de entrar em Israel por ter um passaporte Italiano, mas eh sempre bom evitar esse tipo de confusoes…

      Responder
  19. Lu Francesa - 18/05/10 - 15h56

    Oi Adri, deixa eu te perguntar algo q não tem a ver com o post, mas queria muito que vc respondesse :)

    Qual é a freqüência de turbulência nos vôos que vc pega ? Vc nunca teve medo ? Eu peguei um medo terrível de voar,que está atrapalhando a minha vida :(

    Beijocas,Lu.
    .-= Lu Francesa´s last blog ..Conquistei mais uma estrela =-.

    Responder
    • Adriana - 18/05/10 - 16h05

      Oi Lu!

      Eu pessoalmente nao tenho medo NENHUM de aviao, e memso nos voos mais cabeludos que peguei fiquei numa de “nao tem nada que possa fazer anyway…”.
      Mas na verdade raramente pego turbulencias… as vezes o aviao dah uma sacolejada aqui ou ali, mas bem pouco e nem me incomoda… e as vezes nem reparo, pois geralmente apago assim que sento num aviao…

      Mas jah peguei umas turbulencias terriveis! Ha muitos anos atras estava indo pros EUA com meus pais e um dos banheiros do aviao pegou fogo!! Imagina o panico!!
      Mais recentemente, voltando da Turquia o aviao sacodiu TANTO que acabei viajando com saquinho de vomito na mao… e quando pousamos a pista estava cercada de bombeiros e paramedicos, pois o piloto depois contou que um dos motores parou de funcionar durante o voo!!!!

      E jah tive outros voos mais mexidos tambem, mas nada a ponto de me traumatizar, nem que me fizesse lembrar de alguma situacao em particular…

      Responder
      • Lu Francesa - 18/05/10 - 23h50

        Obrigada minha querida! :)
        Eu tive o azar de pegar uma grande turbulência! Mas é de pessoa mesmo, minha sogra e o Léo estavam juntos e viajam sem problemas! Agora é eu conseguir me curar deste mal! C’est la vie!
        Bisous,Lu
        .-= Lu Francesa´s last blog ..Conquistei mais uma estrela =-.

        Responder
  20. Carol - 18/05/10 - 20h30

    Driii…essa foto ficou PERFEITA!!! Adorei!!!

    http://www.flickr.com/photos/30459150@N07/4615788727/

    Responder
    • Carol - 18/05/10 - 20h31

      Ahhh, e tô adorando as histórias de Israel, essa do carimbo nunca imaginaria!! Concordo com o Sr. Brito aí em cima, vc tinha que escrever um livro!!! rs Bjs

      Responder
      • Brito - 19/05/10 - 03h12

        Voce nao vai acreditar, estou imprimindo todos os posts do ano de 2004,2005, assim que eu terminar vou imprimir o ano de 2006, e assim sucessivamente(imprimi? xiii, sem a autorização da Adriana, Ops!). Mas eu posso me explicar, eu nao tenho tempo de ler na internet(apesar de trabalhar na internet o dia inteiro)Então, eu, por acaso, imprimi uns posts para ler enquanto eu vou para o trabalho pois queria rever todo o trajeto da Adriana, desde o inicio, e virou uma mania, imprimo sempre, e leio durante as idas e vindas do trabalho. Por isso dei a ideia do livro. Pode ter certeza, como livro, vai dar certíssimo(altas aventuras!!) mas como a Adriana me disse antes, Basta apresentar-mos um editor e um produtor de cinema à ela!

        Sucesso a todas!

        Responder
  21. Karina - 07/01/11 - 21h10

    Oi, Dri!

    Gostaria de pedir uma ajuda, estou começando a organizar uma viagem para o fim do ano, saindo do Brasil, e quero visitar Istambul, Jerusalem/Tel Aviv, Petra/Aqaba e Cairo e, se conseguir, Luxor. Pensei em incluir Dubai a principio, mas estou achando muita coisa já, a priori está fora dos planos. Fiquei meio preocupada com essa questão das fronteiras, mas pelo que já li por aqui é tranquilo a transição entre o Egito, a Jordania e Israel. Mas e a Turquia? Sabe se existe alguma restrição com os outros países? Estou querendo começar a trip por Istambul e terminar no Cairo.
    Obrigada!

    Responder
    • Adriana - 08/01/11 - 17h37

      Eu nao fiz a transicao pra Turquia como parte da mesma viagem, mas imagino que seja bem tranquilo…
      Dubai como parte desse seu rotero eh impossivel (a nao ser que Dubai seja o primeirissimo pais a ser visitado, e Israel o ultimo, oque complica a logistica).

      Responder
      • Karina - 10/01/11 - 16h33

        É, eu já descartei Dubai nesse momento, seria realmente complicado fazer dessa forma. Mas de Istambul eu não queria abrir mão. Obrigada!

        Responder
  22. O Líbano na pratica - 04/02/11 - 21h08

    […] exigencia que eles fazem é que é terminantemente proibida a entrada a qualquer pessoa que tenha carimbo de Israel no passaporte (que por sorte eu pedi que não carimbassem meu passaporte em Tel Aviv e funcionou), […]

    Responder
  23. adriano - 05/03/11 - 22h34

    Adriana,
    Estou programando Jerusalém e Dubai em uma mesma viagem, pergunto, qual dos dois países é melhor passar primeiro.Obrigado.

    Responder
    • Adriana - 06/03/11 - 17h13

      Dubai primeiro com certeza! Se vc chegar em Dubai depois de Israel com seu passaporte carimbado, não vou te deixar entrar no pais.
      Na verdade essa eh a pior combinação de viagens no Oriente Medio. Evite misturar Israel com outros países da região pra evitar problemas nas fronteiras.

      Responder
  24. Janaina - 09/06/11 - 20h34

    oi Adriana,

    muito legal suas informacoes sobre israel, estou indo para la no fim do mes e queria saber como faço para copia-las para o word e excluir algumas coisas , mas nao é possivel . Por favor , libere pra mim .

    Obrigada

    janaina

    Responder
  25. Angela - 04/02/12 - 20h57

    Ola, meu nome eh Angela achei muito interessante a sua historia. Na verdade eu estava pesquisando sobre a entrada em paises arabes com carimbo de Israel no passaporte. Eu meu esposo estamos ha 4 meses aqui em OMAN( Medio Oriente), e no inicio tivemos esse receio, pois ele eh jogador de futebol e antes de virmos para ca ele esteve em Israel. Gracas a Deus não tivemos nenhum problema. Mas agora provavelmente vamos nos mudar para Bahren e vi algumas coisas sobre politica do Pais e uma delas eh k nao se pode ter o carimbo de Israel, isso me deixou receosa quanto situação do meu esposo. Cumprimentos.

    Responder
  26. Janaina - 21/09/12 - 21h01

    Dri,

    mas voce acha que se numa mesma viagem , eu fizer primeiro Dubai e depois Israel, sera que eu posso ter problemas na entrada em Israel ?

    bj e obrigada

    Responder
    • Adriana Miller - 22/09/12 - 08h18

      Possivelmente sim, principalmente Se as passages form relacionadas.
      Israel nao impõe nenhuma barreira “oficial” aos seus vizinhos árabes, mas eles podem fazer sua vida difícil na fronteira.
      Como via de regra, é sempre melhor deixar as viagens a países nao-recíprocos separadas, pra evitar dores de cabeça desnecessárias (e cancelamentos, custos, etc).

      Responder
  27. rodrigo - 29/07/13 - 23h16

    ola adriana,primeiramente meus parabens pelos relatos,gostaria de saber,eu fui em israel em 2012,e gostaria de ir para o marrocos,argelia,tunisia,libia e egito,,,será que posso ter problema em alguma das fronteiras? obrigado…

    Responder
    • Adriana Miller - 31/07/13 - 11h48

      Seu passaporte foi carimbado em Israel? Então provavelmente sim…
      Melhor verificar as regras atuais com a embaixada de cada um desses países.

      Responder
  28. Alice - 18/01/14 - 00h16

    Acho até que mais do que um livro ou um filme, daria um ótimo seriado!

    Responder
  29. Marco - 18/03/14 - 17h05

    Oi Adriana, o que tinha nesse papel em separado? Era uma folha em branco?

    Responder
  30. Anne Caldonazo - 30/06/15 - 20h11

    Olá tenho 24 anos sou cabeleireira e estou prestes a ir trabalhar nos UAE em Abu Dhabi por uma empresa de SPA, vai ser minha primeira viagem ao oriente, meu namorado vive em Israel/Haifa gostaria de saber se vou ter muitos problemas pra visitá-lo, tbm passear no Egito,e se ele também terá muitos problemas vindo de Israel pros UAE, este carimbo é feito no meu passaporte ou em um papel avulso mesmo pra ambos de nós? Ele é nascido na Russia e vive em Israel desde pequeno eu sou Brasileira. Agradeço!

    Responder
    • Adriana Miller - 02/07/15 - 08h58

      Oi Anne, melhor verificar as leis e regras atuais diretamente com cada consulado.
      Peloq ue eu saiba, alguem com passaporte ou visto de residencia/trabalho de Israel nao pode entrar nos Emirados Arabes de jeito nenhum, e vice e versa.
      OU seja, voce poderia pedir para que seu carimbo de Israel seja carimbado em outra folha de papel, mas se voce tiver um visto de trabalho de Abu Dhabi, eles nao vao aceitar que voce entre no pais – e idem para seu namorado, caso ele tenha um passaporte ou visto de Israel e queria entrar na EAU.

      Ms ja fazem uns anos desde a ultima vez que fui a Israel, entao melhor se informar melhor com o consulado diretamente.

      Responder