30
Oct
2011
Saint-Germain-des-Prés
Escrito por Adriana Miller

O bairro Saint-Germain-des-Prés na area River-Gauche (lado esquerdo do Sena) de Paris deve ser um dos pouquíssimos bairros centrais de Paris onde vemos mais Parisienses do que turistas pelas ruas.

Nao que o bairro nao seja turístico - e vale demais a pena um visita - mas ao ser comparado com outras areas do outro lado do Sena a concentração de atrações turísticas por metro quadrado é bem reduzida, oque consequentemente tem um efeito diretamente proporcional aos turistas que a area atrai.

Tudo que Saint-Germain nao tem de cartões postais, ele tem de charme-cliche-Parisiense e ainda hoje atrai o mesmo estilo de moderninhos intelectuais de outrora.

E foi justamente isso que ajudou a desenvolver o bairro no século 19, que foi o berço do movimento existencialista.

As cafés escondidinhos das ruas do entao bairro low profile no 6eme arrondissement abrigaram nomes como os escritores e filosofos Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir enquanto desenvolviam suas criticas antropologicas, sociais e politicas que contribuiram para uma revolução social na Europa no inicio do seculo 20.

Muitos desses cafes ainda existem (mas hoje em dia atrem mais turistas doque filosofos) e os mais notaveis sao os historicos Cafe de Flore – que era o preferido da elite intelectual e literaria nos periodos pre e pos guerras – e o rival Les Deux Magots – que era o preferido entre a elite artistica e fashionista durante o mesmo periodo, listando entre seus clientes mais notaveis, nomes como Pablo Picasso durante sua fase “cubismo”.

Mas apesar de hoje em dia apenas atrair turistas, os dois cafes ainda mantem uma forte presença no mundo literário de lingua Francesa, e ainda sediam dois prêmios de literatura, o “Le Prix des Deux Magots” e o “Prix de Flore” desde a decada de 30.

Mas intelectuais e literatura clássica a parte, o Saint Germain de hoje em dia, atrai um novo estilo de vanguarda, e cada esquina e cada quarteirao do bairro (principalmente no Bulevard du Saint Germain, a rua principal do bairro) sao ocupadas por lojas de design: seja moda, como os incomuns Sonia Rykiel e Zadig et Voltaire, que sao duas marcas francesas que definitivamente nao se moldam no padrão Chanel-Dior-Hermes de ser.

Alem das lojas de design mobiliário (como por exemplo uma loja gigante da Armani Casa ou Bang & Olufson), pecas de arte, pinturas e galerias de fotografia.

E é em Saint Germain tambem que esta a loja de Departamento Le Bon Marche, com estrutura desenhada por Gustav Eiffel e que eh a loja de departamentos mais antiga da Europa.

Mas apesar dos cafes de peso Flore e Deux Magots, Saint Germain é inteirinho dedicado a arte de beber cafe e nao fazer nada numa mesinha na calçada.

Sao quarteiroes e mais quarteiros, com ruas inteiramente ocupadas por cafes, bistros e restaurantes chamoso, principalmente entre as ruas Rue de Seine e Rue du Buci (bem atras da Igreja de Saint Germain), e eh justamente ali que esta o maior tesouro escondido do bairro: o Cafe Procope (na rue de l’Ancienne Comédie, praticamente chegando no Odeon) que leva o recorde do primeiro e mais antigo cafe de Paris!

O engraçado, é que num bairro com tantos grandes nomes e tantas ofertas, o histórico Procope acaba se apagando e passando totalmente despercebido pelos turistas!

O Procope foi fundado em 1686 (no mesmo predio ate hoje!) por um comerciante Italiano que nao se conformava de nao encontrar um bom lugar dedicado a tomar cafe em Paris, entao fundou o primeiro restaurante/bar, com um nome inspirado em “Procopius”, o historiador Romano que divulgou todos os podres do imperador Justino, oque chamou bastante atencao na epoca.

Alem disso o cafe foi fundado praticamente do outro lado da rua do teatro Comédie-Française, fundado por Moliere e um dos primeiros do genero na cidade, e rapidamente virou um estabelecimento frequntado por atores e roteiristas antes e depois das apresentacoes.

Hoje em dia o Cafe Procope ainda funciona como um bar e cafe, mas tambem eh um bistro, e tem um menu bastante variado.

E claro, nao esquecendo da propria igreja de Saint Germain (que ja foi Abadia, mas hoje em dia acho que foi destituida) que marca a area central do bairro.

Um roteiro legal pra ser feito por ali eh comecar o passeio nos arredores do museu Les Invalides e do museu Rodin, que apesar de tecnicamente nao estar no bairro Saint Germain, eh um predio lindíssimo e tem um conexão logica e bem facil, seguindo pela Rue de Grenelle (ruazinha estreita cheia de predios antigos ocupados por ebaixadas e consulados) ate onde o Bulevard Raspail se junta com o Bulevard Saint-Germain, e dai pra frente é uma reta que cruza todo o bairro!

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Categorias: França, Paris, Restaurantes & Cafes, Roteiros & Passeios, Viagens
14

14 Comentários em:
"Saint-Germain-des-Prés"

  1. Romara - 30/10/2011

    Puxa Dri, ja estive em paris algumas vezes e pensei q ja estivesse ok..mas seus ultimos post sobra paris me deu vontade de voltar mais 1 vez e conhecer as suas novas dicas :) !bj gde e bom domingao ainda sem sol :).

  2. Carina-Senzatia - 30/10/2011

    Mesmo ido várias vezes a Paris, adoro ler relatos como estes teus últimos sobre Paris. Sempre se descobre um catinho especial onde ainda nao passamos, ou passamos e nao tínhamos percebido. :-)

  3. Jo - 30/10/2011

    Nossa estou AMANDO esses posts sobre Paris! Apesar de conhecer MUITOS Países, eu sou louca por essa cidade. Estou feliz com esses posts…
    Obrigada!

  4. Tati - 30/10/2011

    Dri, posta lá no “beauty” seus looks de viagem a trabalho!!!bjs

  5. Claudia Maria - 30/10/2011

    Jantei uma vez no Le Procope. Comida correta com preço justo. O que vale mesmo é o local, muito bonito por dentro (fiquei no andar superior), com garçons beeeeemmm franceses mas educados e muita história. Valeu a experiência. Quanto ao bairro Saint Germain, fiquei hospedada ali uma vez e foi muuuito bom, tem tudo perto, muitos franceses e sem aquela multidão de turistas (asiáticos principalmente)andando pelas ruas.

  6. Claudia Acourt - 30/10/2011

    Vendo as fotos me deu uma saudade de Paris. (suspiros profundos)

  7. Milena F. - 30/10/2011

    Adoro esse bairro, é muito charmoso e os turistas que por ali passam parecem ter um perfil diferente do turista típico da Champs Elysées.
    Gosto do Procope pois é um dos lugares de Paris que serve um maravilhoso “coq au vin” (galo cozido no vinho). Ainda estive lá na semana passada. Mas infelizmente acho que tem se tornado muito turístico, e os funcionários acabam cometendo uns errinhos bobos que são “imperdoáveis” no ambiente gastronômico. Mas sempre vou pois adoro esse prato, realmente a decoração é linda e o bairro é encantador!

  8. Maria Antonietta - 30/10/2011

    Dri, acabei de chegar de Paris/Londres e fiquei exatamente neste bairro, que é uma delícia mesmo. Queria aproveitar para te agradecer todas as suas dicas maravilhosas! Em Londres, fiz um roteiro bem baseado nas suas informaçoes e os restaurantes que vc indica sao uma escolha sem erro! Valeu!

    • Adriana - 30/10/2011

      Oi Adriana, tudo bem? Que bairro de Londres vc diria que é semelhante ao Saint Germain des Prés? Quando fui a Paris, aluguei um apartamento em Saint Germain e adoreí, porém, agora em março de 2012 irei a Londres, por 12 dias, e estou com muita dificuldade para escolher uma região pra ficar. Já li seu blog de cabo a rabo, mas mesmo assim estou super na dúvida, pois são muitas as opções… por isso a pergunta… hehe… quem sabe assim consigo me decidir. No mais, continue com seus posts que são ótimos! Parabéns!

      • Adriana Miller - 30/10/2011

        Huuum… dificil viu… Londres é bem maior e muito mais segmentado que Paris.
        Se vc quer um foco mais intelectual-cool eu iria pra Shoreditch, se você goste de moda e design, então Chelsea e Mayfair são boas opções, se você prefere um bairro mais pratico (boa localização mas sem frescuras) a região de Southwark é otima… Old Street e Hoxton é mais boemia e descolada, para um ambiente mais familia, Battersea e Greenwich são otimos…
        Então é bem dificil indicar um unico bairro que tenha um perfil especifico… E como são dezenas de bairros, a situação só complica…

        • Adriana - 30/10/2011

          Nossa, já ajudou um monte, Adri!!! Porque num mar de bairros interessantes como é Londres, algumas indicações como as que vc me deu já são uma luz no fim do túnel… Muito obrigada! Beijos

  9. myiska - 30/10/2011

    Post encantador, assim como o bairro!

  10. [...] por falar em Saint Germain, eu descobri um verdadeiro achado no [...]

  11. Aline Paola - 30/10/2011

    Olá, descobri seu blog hoje e estou amando! Fiquei hospedada no Boulevard Saint Germain por um mês e não poderia ter escolhido lugar melhor! Foram 30 maravilhosos dias em que “flanei” por Paris e, felizmente, não deixei passar o “Le Procope” despercebido. O lugar é realmente lindo, a comida honesta, preço razoável, porém o atendimento foi ruinzinho, mas td bem! Para quem estiver pela região, recomendo o Café Danton, que fica defronte o Metrô Odeon- comida muuuuuito boa e preço muito justo!!!
    Abraços a todos!