02
Dec
2011
Oque fazer em apenas um dia em Milao?
Escrito por Adriana Miller

Uma das principais vantagens das minhas viagens a trabalho, é que tenho a possibilidade de viajar bem independentemente e, na medida do possível, fazer meu próprio horário e organizar meu dia como eu quiser/puder.

Então sempre que possível, eu faço questão de reservar umas horinhas a mais pra poder aproveitar um pouco a cidade a ser visitada. E ao planejar uma viagem a Milão, cidade que eu nunca tinha visitado, meu racional não foi diferente: marquei minha ultima reunião pra bem cedo, e meu voo de volta pra casa bem tarde – então sabia que teria algumas (poucas!) horas durante a tarde pra aproveitar a cidade antes de voltar pra casa.

Por sorte Milão é uma cidade bem pequena, e ao contrario de seus (muitos) vizinhos ao redor da Italia, não tem tanto potencial turístico – principal motivo pelo qual nunca tinha me animado muito de conhecer a cidade, e sempre acabava voltando para outros lugares mais “interessantes”.

Mas nao se engane, sabendo onde ir e oque fazer, Milão tem cenários incríveis, que transbordam cultura, historia e arte, e pra minha sorte, não são necessárias dias e mais dias pra conhecer a cidade um pouco melhor.

Entao meu passeio comecou bem ali no centrão, pois também é onde estava o escritório.

A primeira parada foi a Piazza del Duomo, que sem sombra de duvidas é a imagem mais icônica de Milao!

Eu ja tinha passado por la de manha e a caminho do escritório, mas queria voltar e ver tudo com calma e, claro, tirar muitas fotos.

E como essa igreja é impressionante minha gente!

O apelido de “floresta de Milao” é muito merecido, pois aquela coleção interminável de colunas e picos e torres, realmente cria essa ilusão do topo de uma floresta.

A Catedral, que eh a terceira maior Igreja do mundo, demorou nada menos que 430 anos para ser construida (entre 1386 a 1813), mas conseguiram manter o estilo original Gótico longo dos seculos.

Assim como algumas outras catedrais na Italia, o Duomo di Milano eh muito mais bonito por fora doque por dentro (outro bom exemploe eh o duomo de Florença), marcado por suas 3.500 imagens e esculturas, que cobrem praticamente toda a superfície da Igreja.

Do lado de dentro o Duomo tambem eh impressionante, mas tem uma caracteristica muito mais sombria de Igreja Medieval doque seu exterior claro e exagerado – o centro das atenções são os vitrais que rodeiam o altar e as 52 colunas que se enfileiram ao longo do centro da igreja, e para os mais corajosos, é possível subir na torre da Igreja, de onde se tem uma vista completa da cidade (eu não subi, pois além de estar com o tempo curto, ainda estava morrendo de frio!).

Ali na praça da catedral, estão outras duas atracoes turisticas da cidade: A Galleria Vittorio Emanuele e o Palacio Real.

A Galleria Vittorio Emanuele é outro lugar “cartao postal” da cidade, e que eu diria ser tao imperdível quanto o Duomo e que conecta a praça do duomo com a praça do Teatro Scalla, com seu formato em “cruz” e com uma estrutura de metal e vidro cobrindo a rua.

A Galleria foi construida em 1864 e nomeada em homenagem a Vittorio Emanuele, o primeiro Rei da Italia Unificada – e ate hoje é considerada a “mãe” do conceito de shopping center que temos hoje em dia, pois foi a primeira galeria/centro comercial coberto do mundo.

Ali estavam (e ainda estao) as principais e mais prestigiadas marcas e lojas Italianas, e ainda hoje a Galleria eh sinonimo de moda de vanguarda Italiana.

E ainda marcam presença na Galleria alguns dos restaurantes e cafes mais antigos e tradicionais da Italia, como o Biffi Caffè, fundado em 1867 (e em 1882 foi o primeiro restaurante Italiano a ter energia eletrica) e o Zucca’s Bar, todo decorado em Art Nouveau.

Mas antes de Cruzar pro outro lado da Galleria, um outro ponto que vale a visita eh o Palazzo Reale – apesar de ser meio sem graca em comparacao com o Duomo e a Galleria, esse Palacio foi a sede do Reino Milanes durante muitos seculos, e hoje em dia é um museu e galeria de arte.

E do lado oposto do Duomo, cruzando a Galleria esta o Teatro alla Scala, sem duvidas uma das principais casas de Opera e Teatro do mundo!

Foi ali que Verdi comçou sua carreira como compositor, a Maria Callas já foi a soprano fixa da casa e foi onde Giani Versace alcançou o auge de sua fama nos anos 80 ao ser responsável por todo figurino da Scalla.

O teatro ja tem mais de 200 anos, e ate hoje, quando sua “temporada” abre as portas durante o inverno Milanes, continua sendo um dos eventos sociais mais marcantes no calendário da cidade – se você esta planejando uma visita a Milao durante a “La Stagione” (temporada), vale a pena tentar comprar ingressos para assistir algum dos espetaculo nessa Opera historica.

Depois de um (super atrasado e corrido) almoço, fui em direção ao lado oposto da cidade para o Castelo Sforza, no lado oeste de Milao.

O Castello Sforzesco ja foi um dos principais palácios da Europa durante a idade media, pois era ali a sede e residência da familia Sforza, que dominavam o Ducado de Milao durante os séculos da Italia pre-unificação.

O Ducado Milanes era um dos mais ricos e mais poderosos da regiao, servindo de “passagem” e proteção que conectava a Italia ao resto do continente.

Mas alem de todo poder e dinheiro dos Milaneses do seculos 14, os Sforza foram uma daquelas familias históricas que se envolveram em tantas trapaças e dramas, que parecem personagens de dramalhao de novela Mexicana!

Um otimo exemplo foi seu envolvimento com o Papa Alexandre VI, o polemico Rodrigo Borja (e pra quem tiver preguiça de ler livros históricos sobre os fascinante Borgias, a HBO fez uma mini seria fantástica sobre a familia, onde os Sforza tem uma presença marcante!).

O castelo, que na verdade é um conjunto de fortes e fortalezas, ainda esta super bem conservado, tanto por fora quanto por dentro, onde hoje em dia é um ótimo museu.

É dentro do Museo Castello Sforzesco que esta exposta a escultura “Pietá Rondanini”, que foi a ultima escultura/obra feita por Michelangelo, que literalmente morreu (acredita-se que de infarto) enquanto entalhava o marmore, e portanto a escultura permance incompleta ate hoje (la dentro nao é permitido tirar fotos).

E não perca o jardim Parco Sempione ao fundo do castelo (principalmente todo pintado com as cores do outono!) e o Arco della Pace lá no fundo.

A a apenas alguns blocos de distancia do Castelo Sforza esta a Igreja Santa Maria delle Grazie, tambem financiada e construída sob o domínio dos Sforza, e é la que esta pintada a magnífica “Ultima Ceia”, pintada em Alfresco por Leonardo Da Vinci.

A Igreja é fácil de achar, e apenas a uns 15 minutos andando do castelo (a nao ser que voce se perca como eu… ai demora quase uma hora!) e bem pequena e simples.

Na verdade a pintura esta na parede leste do refeitorio do antigo monasterio, e foi totalmente destruida durante os bombardeios da Segunda guerra mundial.

Felizmente os monges protegeram a parede principal com sacos de areia, e entao a parede onde esta a “Ultima Ceia” foi a unica parte da Igreja a permanecer de pe em todo quarteirao… mas ainda assim a parede foi muito danificada, e somada a ação do tempo, demoraram decadas ate que tudo voltasse ao normal.

Hoje em dia, justamente por causa da delicadesa do afresco, e logicamente, por causa de sua importância historia e artística, a Igreja é super protegida e cheia de tecnologias que protegem as relíquias.

Pra começar que as visitas so sao permitidas com hora marcada – eu nao sabia disso e soh consegui entrar porque estava sozinha, e por sorte (ou azar!) tinha uma unica vaga sobrando para entrar com um grupo escolar… E ainda assim tive que esperar mais de 45 minutos!

As visitas sao limitadas a 25 pessoas por visita, e cada grupo só pode ficar la dentro por 15 minutos, tendo mais 15 minutos de internvalo entre os grupos – e assim eh possivel regular a temperatura, umidade e poluição dentro da sala, oque protejerá a pintura por muitos outros seculos!

E assim terminei meu dia… ja correndo pra voltar pro aeroporto!

Agora mal posso esperar pra voltar pra cidade de novo muito em breve e conhecer as outras cosias que ficaram faltando!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, 34 anos, Carioca. Economista e profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Categorias: Italia, Milão, Viagens, Viagens pela Italia
20

20 Comentários em:
"Oque fazer em apenas um dia em Milao?"

  1. helo - 02/12/2011

    nao acredito q vc conseguiu ver a ultima ceia!!! sempre q eu vou tento reservar horário e nunca tem!

    • Adriana Miller - 02/12/2011

      Eu nem sabia que tinha que reservar, mas foi mesmo muita sorte, pq eles só tinham um unico ingresso sobrando!
      (mas em compensação tive que entrar com um grupo de 24 adolescente Italianos freneticos… Aff…)

  2. Daiane - 02/12/2011

    que lindo esse lugar! cheio de historias pra contar, adoro!

  3. Julliane - 02/12/2011

    Dri! Se eu levar uma prancha bivolt do Brasil, pega em Londres?
    Obrigaada! :D

  4. Fernanda - 02/12/2011

    Eu consegui reserva para ver a última ceia por telefone. No site, nunca havia vaga. As agências de viagens compram tudo e revendem por preços altíssimos. São grupos e grupos de turistas orientais. Para subir ao Duomo, comprei os ingressos pela internet no site oficial. A subida é bem tranquila, diferentemente do duomo de Firenze. Meus sogros (75 anos) levaram numa boa.

    Sobre o Scala, conseguimos ingressos para ver o Elixir do Amor no dia do espetáculo. Os ingressos restantes são vendidos por 10 euros. É preciso dar o nome na lateral do teatro e voltar ao teatro uma ou duas horas antes do espetáculo para retirar os ingressos. Não tivemos sorte de conseguir todos os lugares juntos, mas éramos oito. Fomos divididos em dois grupos de quatro.

    Abraços, Fernanda

    • Adriana Miller - 02/12/2011

      Otima dica!

  5. Isabel - 02/12/2011

    Quando estive em Milão consegui ver a última ceia numa boa, acho q foi agendado pelo telefone! E tirei foto ainda, sem flash na maquina para não danificar a obra…
    Dri, seu roteiro está excelente, estive por 4 dias na cidade e tudo o q vc mostrou foi o q priorizei ver! O Duomo é sem palavras!!!! Lembro da emoção q foi qdo eu sai da estação do metrô, que é bem ali na frente… fui subindo as escadas, e a cada degrau eu via um pedacinho novo… nossa, indescritível!!

    Beijos!!

    • Adriana Miller - 02/12/2011

      Acho que agendar por telefone é mesmo a melhor dica!
      Eu dei muita sorte mesmo!! Nem sequer sabia que tinha que reservar com antecedência…

  6. Marta FG - 02/12/2011

    Obrigada a todas pela dica telefónica!

  7. Carolina Câncio - 06/12/2011

    Noooosssaaaaaaaaaa, eu adoreiii!!!
    Como já disse no face, adoro seu Blog!!!
    Tem imagens que só vejo aqui sabia?! Umas das coisas q fiquei impressionada, foram as fotos do Taj Mahal, eu adorei, nunca tinha visto tantos detalhes, nem mesmo na TV!!!As fotos do seu safari então, fiquei encantada!!!Parabéns!!!!!
    bjos

  8. […] ao longo de sua carreira como pintor ao serviço da Corte do Ducado de Milão (onde ele teve os Sforza como seu […]

  9. Alberto Pereira - 17/09/2013

    Adriana, tudo bem? Nem sei se vc ainda está morando por aí. De qualquer forma quero te agradecer. Antes de embarcar (ano passado) para Milano, li suas dicas. Foram excelentes (principalmente o GOLD).
    Onde vc anda?

    • Adriana Miller - 17/09/2013

      Que bom que aproveitou as dicas!

      Continuo morando em Londres (desde 2005) :-)

  10. […] descobri como a cidade eh cheia de cultura e historia (logo, uma ótima combinação turística! E ate fiz um roteirinho nesse post aqui), mas a cada viagem a Milao fui aprendendo a apreciar a cidade como ela eh – uma cidade […]

  11. Sarita - 05/12/2013

    Oi Dri! Vou pra Milão semana que vem passar o fim de semana. Queria muito ver as fotos deste post pra montar um roteiro, mas infelizmente elas não abrem nem no computador nem no celular. Não sei o que acontece… Você acha que é fácil fazer um roteiro sozinha estando pela primeira vez na cidade ou é melhor pegar aqueles ônibus turismo ou walking tour? Obrigada!

    • Adriana Miller - 05/12/2013

      Tranquilissimo de fazer sozinha!
      MIlao eh uma cidade relativamente pequena, e as cosias sao super pertinhas umas das outras. Alem disso a rede de metro eh boa e taxis sao baratinhos!
      Quando vc chegar la pede na recepcao do hotel um mapinha da cidade e vai marcando as dicas do post, pra voce saber onde fica cada coisa :-)

      Infelizmente o servidor que hospeda as fotos do blog esta com um problema e algumas imagens estao temporariamente sumidas! Espero que voltem em breve!

  12. Sarita - 09/12/2013

    Obrigada :) Vou encarar sozinha o roteiro então!

  13. Vinicius - 14/04/2014

    Bom dia.
    Tenho dois ingressos para visitar a Ultima Ceia em Milão no dia 15/06/14, mas em razão da mudança no meu roteiro não estrarei na cidade no dia que comprei. Em contato com a empresa que vende os tickets não há possibilidade de cancelamento, mas posso trocar as datas e autorizar terceiros a utilizarem o ingresso. Se alguém tiver interesse, favor entrar em contato pelo email: miranda.vinicius@gmail.com

  14. Pedro Pereira - 14/10/2014

    Adorei o seu blog! Irei contactá-la no próximo mês ;)

  15. […] O mercado também ficou ainda mais famoso depois de servir de cenário para a prova da Maratona feminina nas Olimpiadas 2012 em Londres, onde foi cruzado pelas atletas umas 2 ou 3 vezes, mostrando seu interior rebuscado, o altíssimo teto de vidro e o chão de pedras coloridas (me lembra bastante a Galleria Vittorio Emanuele em Milão). […]