06 Feb 2014
71 comentários

Mantendo a forma

Beauty Everywhere, Dia a dia, Gravidez

Volta e meia eu posto alguma foto dos meus exercicios no Instagram e sempre tem alguem que me pede “dicas”, coisa que nunca me animei muito em fazer… Acho que nesse momento de “Instafitness” e “Insta-fitness-neurose” que a blogsfera esta passando eu tenho muito pouco a acrescentar. Ate que uma leitora comentou que era isso mesmo que ela queria saber: como eh a rotina de alimentacao e exercicios de uma pessoa “normal” – e nao uma socialite que tem todo tempo do mundo pra malhar, fazer tratamentos esteticos mil, gastar fortunas com suplementos e ter todo acompanhamento de profissionais, personal trainers etc.

20140206-093642.jpg

Bem, nao sei nem por onde comecar, pois nao estou querendo re-inventar a roda, mas essa eh mais ou menos minha rotina e o que da certo pra mim.

O principal de tudo eh que eu gosto de me exercitar e de esportes, e isso sempre fez parte da minha familia e da minha vida, entao fazer exercicios, ginastica, malhacao ou “treino” (essa eh a nova palavra da moda neh?!), entao nao eh uma coisa que faco apenas pra atingir uma “meta”, e sim uma coisa que – na medida do possivel – faz parte do meu dia dia assim como tomar banho, escovar os dentes etc.

E isso inclui ser muito ativa no dia a dia tambem, e acho que uma coisa leva a outra – por um lado sempre estou me exercitanto (faco tudo andando em Londres), mesmo quando nao estou malhando propriamente dito, que por sua vez faz com que eu tenha muito mais disposicao pra fazer as coisas que gosto no meu tempo livre (como caminhar bastante nas minhas viagens, nadar e mergulhar, fazer trilhas e escaladas, esquiar etc).

Mas claro, seria muita hipocrisia dizer que a malhacao nossa de cada dia nao tem um fim estetico, por que claro que tem – e quem falar que quer “apenas saude”esta mentindo! Todo mundo quer ser saudavel, mas todo mundo tambem quer ficar de bem com o espelho… entao acho que os dois se complementam (ate por que, muito mais dificil que alcancar um objetivo de corpo ou de peso, eh conseguir mante-lo pra vida toda!).

Entao eh o seguinte: eu faco exercicios aerobicos todos os dias de manha, antes do trabalho. E sempre que da (pelo menos umas 2 ou 3 vezes por semana) vou na academia do escritorio fazer musculacao.

As vezes nao rola. Durmo mal, estou mais cansada que o normal, estou viajando, trabalhando muito ou simplesmente sem saco. Muitas vezes passo semanas, e as vezes meses sem me exercitar (no sentido “malhacao” da palavra, mas meu dia dia eh sempre muito ativo), o que tambem nao eh o fim do mundo. Assim que as cosias voltem ao normal, volto pra minha rotina numa boa.

E a musculacao, infelizmente, acabo fazendo bem menos do que gostaria, pois nao tenho como controlar minha agenda e sempre estar livre na hora do almoco (porque viajo muito, tenho que participar de reunioes e calls com escritorios em fuso horarios diferentes, tenho prazos e afins… nao eh um dia a dia muito regrado e previsivel).

Engracado que enquanto escrevia esse post eu parei pra pensar e realmente nas minhas melhores fases de atividade fisica, saude e estar de bem com o corpo, sempre foi nesse esquema de me exercitar de manha e depois na hora do almoco, desde que comecei a estagiar numa empresa no Rio de Janeiro que tinha academia (e ai entre faculdade, estagio, familia, amigos e namorado, eu chegava na academia no centro do Rio as 6:30 da manha pra correr na esteira ou fazer spinning e na hora do almoco fazia musculacao ou aula de localizada/body pump, etc). E principalmente nos ultimos dois anos essa foi a rotina ideal que tem dado MUITO certo pra mim: pra comecar que sou uma pessoa matinal. Tenho muuuuuito mais disposicao pela manha, nao sofro de mau humor cronico e nem sofro pra acordar cedo…

20140206-093717.jpg

E convenhamos que aquele momento que o despertador toca eh sempre horrivel, seja as 6 ou as 7 ou as 8 da manha… entao ja que voce vai sofrer mesmo pra levantar da cama, aproveita e ja acorda logo mais cedo e se livre das “obrigacoes” do dia!

Alem disso, nao tenho hoooooras no meu dia para me dedicar a academia, entao fica muito mais facil encaixar 1 ou 2 sessoes de 30 ou 40 minutos de exercicios por dia, do que ficar naquele compromisso de que preciso de 2 horas pra ir na academia.

Entao a uns anos atras eu montei uma mini academia em casa, bem basica, mas que supre minhas necessidades, onde tenho uma maquina eliptica/transport, caneleiras, pesinhos livres, bola de pilates, elasticos de resistencia, colchonete de ioga e etc.

E foi a MELHOR coisa que fiz por mim mesma!

TAO pratico pular da cama e ja ir direto me exercitar, sem ter que gastar tempo me arrumando, indo pra academia, exibindo a figura com os marombeiros, me preocupar (e gastar $$$$) com o tenis da moda, a roupa da moda e afins, nem ter que revesar equipamento, colocar o nome na lista da aula da modinha etc, etc, etc.

Ah, eh uma liberdade!

Entao acordo, me exercito por uns 30/40 minutos, depois ja pulo direto no banho, me arrumo voando, e quando a Isabella acorda, la pra umas 7 da manha, ja estou prontissima para meu dia, e de quebra ainda tenho tempo pra brincar com ela, tomamos cafe da manha juntas, nos arrumamos juntas etc.

Claro que por outro lado isso tambem significa que eu nao tenho acesso a alguns equipamentos mais especializados, acompanhamento profissional etc, entao umas 2 ou 3 vezes por semana vou na academia da empresa fazer musculacao.

Obviamente meu objetivo com essa rotina nao eh ser marombeira e muito menos saradona, e muito menos vou sofrer porque minha barriga nao eh trincada coma as modelos da Victoria’s Secret, nem minha bunda eh dura como a madrinha da bateria – mas aprendi a respeitar meu biotipo e ser feliz com o que tenho (ja passei aaaaaanos sendo rata de academia, fazendo todas as aulas e exercicios da moda, tomando suplementos, dietas de engorda e sonhando com pernas grossas e musculosas – coisa que obviamente nunca aconteceu porque simplesmente esse nao eh meu biotipo. Entao hoje sou feliz sendo magrinha da perna fina e ponto final).

Quanto a dieta, eu sempre comi muito bem – meus pais tem uma alimentacao otima e super saudavel, entao cresci com otimos habitos alimentares (que nada mais eh do que uma dieta balanceada e equilibrada. Um pouquinho de tudo, e de tudo um pouco), mas confesso que isso mudou um pouco depois que conheci o Aaron (pois ele tem uma dieta pessima e pessimos habitos, entao tentamos nos balencear). E pra mim, ter uma dieta balanceada tambem signifca comer tudo (incluindo refrigerante, doces, gorduras), mas nao todos os dias!

Odeeeeeeio esse auto-flagelo que anda rolando nas redes sociais de “jaquei”, “gordices” e afins. Escapuliu da dieta? Paciencia. Amanha a vida volta ao normal… nao precisa ficar sofrendo em publico!

Entao como muitas frutas, muuuuuuita salada, carne magra, pao integral e todas essas coisas cliche que todo mundo esta careca de saber que faz bem – mas se no fim de semana eu quiser comer 5 pedacos de pizza e um pote inteiro de sorvete, vou comer, sem sofrer por isso.

Jamais sacrificaria minha vida social, e o puro prazer de comer em nome de uma “dieta” – porque dieta nada mais eh doque um estilo de vida. E sei que pra mim jamais daira certo viver uma vida inteira de sacrificos, entao temos que achar um balanco que de certo a longo prazo (ainda que isso signifique se privar de excessos no dia a dia pra poder curtir um pouco mais em outras ocasioes).

E o mesmo eh verdade pra rotina de exercicios; quando viajo a trabalho, geralmente levo meu tenis e tal e tento manter a rotina de me exercitar pela manha (fuso horario e outros eventos na noite anterior permitindo…), mas nem sempre da – temos que reconhecer que as vezes uma horinha a mais de sono faz muito melhor pra nossa saude do que 30 minutos na esteira!

E acho que nunca na vida levei roupa de academia numa viagem a passeio! Minhas viagens ja sao super ativas mesmo (gosto de fazer tudo a pe!), entao nao acho que tenha a menor necessidade de ficar carregando tralhas de academia pra cima e pra baixo mundo a fora.

Vai la, curte sua viagem, seus amigos e familia – experimente a culinaria local, os drinks no fim do dia e as sobremesas – na volta pra casa a rotina volta ao normal!

Outro habito que eu prefiro eh comer pouco… mas comer muito! Heheheh! Ou seja, eu raramente bato um pratao de PF, mas em compensacao praticamente nao paro de comer o dia todo, e sempre vou trabalhar cheia de comida na bolsa, faco marmita no cafe da manha do hotel quand estou viajando e etc. Entao nunca deixo de tomar cafe da manha (ate porque como me exercito de manha, depois do banho to morrendo de fome!), depois faco outro lanche quando chego no escritorio, as vezes faco outro lanche antes de ir na academia na hora do almoco, ai vem o almoco, e a tarde faco pelo menos mais uns 2 lanches. E como durmo cedo, tambem janto super cedo (super entrei na rotina Britanica de ser, e geralmente janto umas 7 ou 7:30 da noite! E geralmente durmo entre 10 e 11 da noite).

Assim evito aquela fome irracional incontrolavel (inimiga numero 1 de qualquer dieta) e fica mais facil fazer opcoes saudaveis sem ter que pensar muito na “dieta”.

Mas confesso que hoje em dia me policio muito mais no dia a dia do que fazia ate uns 2 anos atras (basicamente ate engravidar), pois sempre soube que meio que podia comer de tudo (em moderacao) e conseguia manter tudo numa boa.

Ate que descobri que estava gravida da Isabella e foi um susto atras do outro! Hehheheeh

Foi sim assustador assistir meu corpo mudando tanto, tao rapidamente e nao poder fazer nada!

Eu fui uma gravida suuuuuper saudavel, minha vida e alimentacao continuaram equilibradas (nao tive desejos loucos nem me entupi de porcarias), eu continuei fazendo muitos exercicios, mas eu engordei MUITO e muito rapido!

Como sepre fui uma “magra de ruim”, sempre me imaginei aquela gravida “so barriga”, que nao engorda nada e usa a calca jeans skinny ate o dia do parto, so colocando um elastico no botao da cintura, sabe?

Que nada!

Mesmo comendo tao bem quanto sempre comi, e me exercitando como sempre me exercitei eu engordei 18 quilos (sendo que engordei 6 quilos so no primeiro trimestre, que eh uma fase que a maioria das mulheres nao engorda nada!), e achei tudo muito assustador! Ao mesmo tempo que demorei quase 5 meses pra sequer aparentar que estava gravida, a balanca e a circunferencia geral nao paravam de me assustar!

E sabe aquelas lendas de que “ah, voce vai perder tudo no parto!” ou entao que “amamentar seca! Voce vai emagrecer muito amamentando!”.

Pois eh… Nada disso aconteceu pra mim!

3 dias depois do parto quando voltei pra casa e me pesei eu tinha perdido apenas 5 quilos (tudo bem que eu ja tinha inchado bastante e ja estava transbordando de leite, o que deve ter pesado bastante na balanca), e durante os 4 meses que amamentei a Isabella acho que perdi no maximo mais uns 3 ou 4 quilos.

Foi desesperador!

E o engracado que meu obstetra tinha me alertado pra essas coisas todas (que esse papo que amamentar emagrece eh puro mito, principalmente para mulheres que ja passaram dos 30 – o metabolismo fica muuuuuito lento para poder usar toda sua energia na producao de leite, mas ao mesmo tempo sentimos MUITA fome), alem de nao poder fazer dieta nem me exercitar demais pra nao prejudicar a producao de leite.

Entao tentei continuar a me alimentar com equilibrio como sempre fiz, e voltei a me exercitar 5 semanas depois que a Isabella nasceu (colocava ela no carrinho, tenis no pe e pasava 1 ou 2 horas caminhando por Londres!), mas a verdade eh que so depois que ela parou de amamentar eh que finalente vi as coisas voltarem ao normal – meu organismo e metabolismo voltaram ao normal quase que instanteneamente (assim como a pele voltou a ter brilho, o cabelo parou de cair, a energia e disposicao voltou, o apetite diminuiu…. Aff! Amamentar eh muita judiacao pro corpo da mulher! #prontofalei) e nos 3 meses seguintes perdi os ultimos 8 quilos.

Mas olha, queria muito poder falar que os quilos extra “desapareceram”, mas nao foi bem assim nao!

Eu voltei a acordar cedissimo pra poder malhar antes da Isabella acordar, fiz dieta (contei caloria, contei carboidratos, contei gorduras e todas as coisas que no “dia a dia” nao faco porque acho que acabam virando neura e nao sao sustentaveis a longo prazo), me inscrevi num grupo de exercicios no parque com outras maes e fiz de tudo pra voltar ao meu normal!

Entao a verdade eh que hoje em dia, apesar de me sentir “de volta” com o meu corpo de antes (sabe que ate passei a gostar mais da minha barriga?! A pela fica diferente mesmo, mas no processo de esticar e depois encolher, achei que minha cintura ficou mais fina e meu etomago menos alto, que sempre foram cosias que me incomodaram bastante!), mas morro de medo de voltar a engordar (mesmo sendo alta – 1,75cm – 18 quilos eh coisa pra caramba!), entao levo essa minha rotina de exercicios e de alimentacao muito mais a serio do que antes!

Bem, falei, falei sem dizer nada ne? Nao acho que eu tenha muitas “dicas” pra dar nao, mas sempre acho que podemos tirar uma ideia daqui, outra dali e achar nosso proprio balanco.

Eu pessoalmente acho que as musa-fitness vivem um realidade que nao eh compativel com meu dia dia e estilo de vida, entao nao da pra ficar sofrendo porque sua barriga nao eh igual a da fulana nem sua bunda eh igual a da ciclana – mas sigo varias, e acho que vale a pena filtrar algumas ideias de refeicao, lanches, e principalmente exercicios pra fazer em casa.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Adriana Miller
71 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
71 comentários
  1. Flávia - 06/02/14 - 11h34

    Oi Dri
    Acompanho seu blog há anos e também seu IG, adoro a forma como vc escreve e as lindas fotos que publica… Mas este post foi especial! Caiu como luva neste momento “Insta-fitness-neurose”, como vc mesma citou. Também sou magra (sempre tentei engordar), já passei por gravidez e amamentação há seis anos atrás, trabalho o dia todo em empresa no Centro do Rio… E vc mostrou o que é a “realidade” da maioria de nós. Arrumar tempo, dar um jeitinho, se preocupar sim, mas dentro do normal e possível, sem se privar de estar com familia, comer algo gostoso, curtir um dia de sol sem se esconder nas roupas…
    Parabéns pelo blog (desde sempre) e pela iniciativa de mostrar sua rotina e suas opiniões sinceras e verdadeiras. É este o segredo: não seguir padrões surreais e dicas sem noção. Se cuidar por saúde, e não por modinha. Acho que este post fará diferença pra muitas pessoas… Beijos pra vc e um beijinho especial para Bella.

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 13h49

      Obrigada Flavia!
      Pois eh, na verdade nao eh um post de “dicas”, e sim alguns comentarios sobre minha “filosofia” e o equilibrio que da certo pra mim.
      Nao me incomoda em nada almocar salada com peito de frango todos os dias (por eu gosto de salada e eh isso mesmo que como todos os dias), mas foto nenhuma no instagram ou na capa de uma revista vai me convencer que eu seria mais feliz tendo uma barriga de tanquinho e zero celulite se isso significar que eu nao posso sair pra jantar com meu marido e amigos ou tomar uma taca de vinho numa sexta feira a noite, ou um pedaco de bolo, ou seja la o que for!

      Responder
  2. Karine Porto - 06/02/14 - 11h39

    Hahahaha Adorei a parte “Insta-fitness-neurose”! É bem por aí! Resolvi acompanhar uma dessas musas no Instagram como forma de inspiração para meu projeto “Kaká 2014″(rs), mas é exatamente como vc falou: irreal!! Melhor mesmo é buscar uma vida equilibrada, sem neurose! Eu só tenho “medo” de engordar muito quando engravidar, pois também sou (ou era?) do time das magras de ruim e não sei fazer dieta! Oh God! :)

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 12h04

      Pois eh! Nao desmerecendo o papel prestado por esses perfis – acho que podem vir a ser uma boa fonte de inspiracao e ideias, e ao mesmo tempo mostram que o bem estar e a boa forma eh uma coisa a longo prazo – e desmistificam aquelas dietas de “capa de revista” que prometem verdadeiros milagres em poucos dias, que nao eh saudavel nem realista.
      Mas ao mesmo tempo esses perfis trazem uma onda de baixa estima, comparacoes etc, sendo que o que elas postam nao podem – nem devem – ser levado ao pe da letra por 99% da populacao!

      Responder
  3. Luiza - 06/02/14 - 13h16

    Realmente cada corpo reage diferente . Engordei 16kg na gestação! E emagreci tudo e mais uns dois quilos só amamentando! Nunca fiz dieta e comi feita uma louça nesse período e agora to sofrendo pq to parando de amamentar e continuo com uma fome de leão! Resultado : os dois kg extras que perdi to ganhando! Então para mim a amamentar emagreceu muito! Foi muito bom p mim e to sofrendo aqui por estar acabando essa fase do meu filhote😁😁

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 13h44

      Pois eh, cada corpo eh um corpo (que afinal eh o “moral da historia” desse post, ne?) e acho que o bebe tambem influencia nessa historia da amamentacao.
      Eu tive MUITO leite (de nao conseguir levantar os bracos pra pentear o cabelo de manha de tao “cheia” e “empedrada” que ficava), mas a Isabella nunca foi uma boa “mamifera” e nunca me “esvaziava” por completo.
      Nao sei se isso eh outra lenda urbana da maternidade ou nao, mas ja ouvi dizer que quanto mais leite o bebe mama, mais o copro da mae produz e mais o corpo gasta… mas sei la viu. Hoje em dia nao acredito em mais nenhuma dessas historias! Hehehehe

      Responder
  4. Beta - 06/02/14 - 13h29

    Compartilho do sentimento de que ” amamentar emagrece”. Nossa não emagreci nada na amamentação, e apesar de ter engorado super pouco – 13kg na primeira gestação e 11kgs na segunda (tenho 1,71m) tive que suar e fechar a boca para emagrecer tudo e ainda falta 1 kilinho!

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 13h40

      Pois eh menina!
      Eu ja me achei no lucro por nao ter engordado durante a amamentacao, que foi o que aconteceu com todas as minhas amigas “da vida real” que tiveram bebes mais ou menos na mesma epoca que eu!

      Responder
  5. Tatiana - 06/02/14 - 13h31

    Dri, amei esse post! E é engraçado que quando a gente vê suas fotos, acha que não engordou nada na gravidez e que perdeu tudo em tipo 3 meses!! kkk Mas só a gente sabe como é né?
    Eu engordei 16kg na gravidez e perdi 13kg sem fazer nada, só amamentando! Dei sorte porque eu comia muito, cada pratão gigante! Era uma draga! kkk Mas amamentei 1 ano a minha filha e me acostumei com esse esquema, então quando parei engordei 4kg de repente!!!!!! Desde então tem sido uma luta perder esse peso e só agora que entrei numa academia e passei a me exercitar pelo menos 4 vezes na semana que percebo que meu corpo começou a responder!
    Acho que não tem segredo mesmo, a gente tem que se exercitar e comer de forma equilibrada, sem neuras. Comer é bom, faz bem, dá prazer, não adianta cortar tudo. Por isso os exercícios, no meu caso, são imprescindíveis.

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 13h38

      Acho que dei sorte que o peso ficou bem distribuido, nao inchei muito no rosto (nem em lgar nenhum) e sou alta, entao concordo que disfarcei bem o peso! Pelo menos essa foi minha consolacao ne?! Heheheh
      Mas nossa, a impressao que tinha era que a balanca subia so por respirar oxigenio! Que desepero! Hahahah
      Mas ao mesmo tempo sempre fui contra gravida fazer dieta e ter que se privar (e continuo sendo, para as futuras gravidezes!). O metabolismo muda mesmo, a fome triplica e o corpo “pede” comida e nutrientes pro bebe crescer saudavel, e acho isso importantissimo!
      Meu medico recomendou que para minha estatura o correto seria engordar entre 14 e 16 quilos (gracas a deus aqui nao rola essa ditadura de soh poder engorda de 9 a 12 quilos, credo!) e eu juro que achei que seria impossivel engordar isso tudo!
      Ah…. ledo engano!
      Nada como um carrossel hormonal pra mudar nosso corpo e nosso metabolismo!

      Responder
  6. Juliana P. Galvao - 06/02/14 - 13h35

    Evero Dri,

    A vida dessas “musas” do fitness também não condiz com a minha realidade. E viver praticamente numa academia, comendo batata doce e ovo, e tomando whey, etc., ninguém merece!

    Como você mesma disse, equilíbrio é tudo!

    Sinto um enorme prazer em comer, principalmente coisas que fazem bem a saúde! Mas meu metabolismo já não é o mesmo… Por isso, esse ano também comecei a montar meu projeto pessoal: estou mudando a minha alimentação e tentando criar o habito da atividade física, pois pretendo engravidar ainda este ano (se Deus quiser!). E como não faço parte do time das magras por natureza (tenho muuiiita facilidade para engordar – engordei 5 kg depois que conheci meu namorido!), sei que se não mudar meus hábitos antes de engravidar, e retomar meu peso normal, eu creio que vou engordar na minha gravidez. E morro de medo disso… Minha genética não é muito boa… hehehe. Então, sei que tenho que fazer a minha parte.

    Outra coisa que vejo muito aqui no Brasil é as pessoas dizerem para as grávidas comerem tudo que elas quiseram durante a gravidez. “Você tá grávida, come! Tem que comer por dois, pois você está grávida!” As pessoas falavam isto para você?

    P.S.: Você está ótima! E parece até mais magra do que antes de engravidar!

    Bjs

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 13h59

      Pois eh, no Brasil a gravidez eh 8 ou 80 ne?
      Ou a gravida nao pode comer nada porque nao pode passar de 1 quilo por mes (?!?!?) ou se escangalha de comer pao frances com doce de leite como se nao houvesse amanha!
      Aqui as coisas sao mais balenceadas, e mais realistas. Nao conheco nenhuma gravida que tenha seguido uma “dieta” durante os 9 meses, e os medicos – no geral – seguem um padrao realistico de acordo com cada mulher.
      Meu medico recomendou que eu engordasse entre 14 e 16 quilos, devido ao meu estilo de vida (muito agitado mesmo), minha estatura fisica (sou alta e nao sou “mignon”), me exercito, tenho pressao baixa etc. E a unica recomendacao de “dieta” foram algumas coisas que eu deveria incluir na alimentacao todos os dias (tipo “x porcoes de frutas, x porcoes de legumes e vegetais, x porcoes de proteinas e laticinios, etc, etc), mas se desse vontade de comer um chocoltate no meio da tarde, que fosse feliz e comesse mesmo!
      Entao nao tive pressao alta (nem baixa demais que eh meu principal problema), nao tive anemia, nao tive enjoos, tonteiras, dores, caimbras nem nenhuma das mazelas que aflige as gravidas – e muito provavelmente porque fui tao saudavel durante os 9 meses.
      Mas ao mesmo tempo NUNCA, NUNCA ouvi comentarios pejorativos sobre meu peso (como amigas no Brasil ouvem de seus obstetras), e desde que estivesse saudavel (colesterol, ferro, glicose, pressao, etc, etc) meu medico estava feliz e me apoiando.

      Responder
  7. Priscila - 06/02/14 - 13h51

    Muito obrigada, Dri, por compartilhar estas suas experiências que deram certo! É muito inspirados para mulheres normais, com vidas normais. Sem contar, que vc de certa forma acaba incentivando outras pessoas a terem hábitos saudáveis e que não existe milagre para alcançar um corpo saudável e amigo do espelho.
    Se não for muito abuso, você pode compartilhar melhor a sua alimentação durante a semana? O que come do café da manhã? Os seus lanchinhos durante o dia são compostos por que (frutas, sanduíches, barras de cereais)? E o que geralmente come no almoço e jantar (salada, sopa, …)? Como carioca, tenho maior dificuldade de largar o arroz e feijão no almoço…. Hehehehehe

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 15h36

      Claro Priscila!
      Entao, na verdade meu dia a dia eh bem chato… heheheh
      No cafe da manha (depois de me exercitar) geralmente tomo um suco/vitamina de frutas com vegetais e/ou iogurte e/ou ovos, ou mingau de aveia.
      Meus lanches sempre sao frutas, ou nozes, ou barrinhas, tanto nos lanches da manha, quanto a tarde.
      E a janta varia bastante. Geralmente eh slada + alguma carne + legumes/vegetais, mas tambem comemoas bastante massas, cassarolas, stir frys, chili con carne, bolo de batata etc… Eh a refeicao que temos mais tempo de ser “criativos” kkkk
      E sempre revezamos quem faz o que a noite, entao um dia eu cozinho enquanto o Aaron fica coma a Isabella (da jantar, banho, poe pra dormir etc), e no dia seguinte ele cozinha e eu fico com ela.

      Responder
  8. Wilma - 06/02/14 - 14h14

    Concordo principalmente com o q disse aí acima no comentário, 99% não tem como seguir esse modismo, e você sabe, que isso, está levando a maior numero de obesidade. Aqui no Rio afastado do grande Centro, a obesidade está imperando, que na minha humilde opinião,é que a maioria, TENTAM seguir o que falam as revistinhas e aí logo depois passam a entrar numa ansiedade e comer o quádruplo e mal, porque pra se alimentar bem, com qualidade no Rio de Janeiro, precisa de um ótimo salário, nada é barato, como se sabe. E a coisa é tão louca, que essas meninas obesas, acho q se vêem magras,e usam os modelitos, shortinhos de dois dedos e saem por aí, como se fossem a Sabrina Sato magrinha. Muito Louco!!!
    Mas não se preocupe tanto, vc nunca será obesa, a menos que se abandone muito, seu biotipo é de magra.
    Uma observação que gostaria de ter sua opinião ou de alguém que entendesse: não lembro quem me alertou, se médico,amiga…que pela manhã não devemos imediatamente pular da cama pra esteira ou similar, porque o aceleramento brusco do coração depois desse repouso favorece ao aumento da pressão arterial e dos enfartos que frequentemente ocorrem nesse periodo. A partir disso, eu sempre faço um “cafe pequeno” e só depois me exercito, quando dá, mas gostaria de pular da cama direto pro meu exercício, pois teria menos chance de desviar desse objetivo, mas fico com receio. Será que isso procede mesmo???

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 15h59

      Pois eh, e ainda tem dessa, como as coisas no Rio estao caras ne?
      A nao ser quem te mtepo de pesquisar muito, comprar diferentes coisas em diferentes mercados, feiras e afins, nossa, gasta o salario TODO no supermercado!
      E o tanto que essas meninas gastam em suplementos? Jezzzzzuuuuuuuis! 500 Reais por um pote de Whey?!?!? Aff

      Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 16h03

      Sobre se exercitar em jejum, eh mais uma daquelas situacoes onde cada caso eh um caso – mas hoje em dia ja existem varios estudos que mostram que fazer exercicios leves e moderados em jejum, pela manha (e nao ficar a tarde toda sem comer antes de ir pra academia) tras outros beneficios, como potencializar a queima de gorduras, aumentar o metabolismo do dia todo, etc.
      Mas cada um conhece seu corpo ne?
      Eu nao me mato de malhar de manha nao, entao nao sinto necessidade de comer antes, nem sinto tonteira nem passo mal, nem nada disso.
      Mas enquanto estava gravida isso mudou, e PRECISAVA comer assim que acordasse, se nao caia dura no chao – entao comia um iogurte, ou banana/maca, um muffin ou alguma outra comidinha leve e rapida, segundos antes de me exercitar pela manha.
      Depois que parei de amamentar essa necessidade desapareceu e hoje em dia voltei a preferir por me exercitar em jejum (mas mais um vez, nao eh um exercicio de super alta intensidade nem de alto impacto).

      Responder
  9. Jose - 06/02/14 - 14h50

    Dri, vc ARRASOU!
    Eu também acredito que precisamos de filtrar muito sobre os excessos que explodiram por tudo.
    A pessoa tem barriga trincada? e daí? eu não vejo a menor graças nisso, sinceramente porque? porque eu não sou rata de academia, nunca fui e não me sinto bem vendo homens e mulheres marombados.
    Hoje é tudo Wey protein, não se delicia uma boa comida e uma boa companhia porque não pode comer nada. Só claras, só wey protein, ahora a nova neura é pipoca, não que não seja gostoso uma pipoquinha mas, pipoca todos as noites porque o personal mandou? aah vamos combinar que o povo enlouqueceu.

    Eu adorei seu post, torci e pedi muito ehehe pra vc fazer ele, amei.
    Te conhecer mais um pouquinho, mais sobre sua rotina é sempre gratificante. Já disse sou sua fã, és uma mulher linda de várias maneiras e cada vez só prova que sempre estive certa sobre vc, mulher real, natural e que sabe viver, curtir a vida e que também tem suas inseguranças como teve na gravidez, isso é ser normal, ser real.

    Eu sempre tive efeito sanfona, ficara horas sem comer e depois me entupia, hoje faço várias refeições durante o dia, como de 3 em 3 hs, consigo isso porque sou dona de casa claro, muito vão criticar isso não existe na vida real, na minha dá.
    Daí com essa reeducação alimentar eu mantenho meu peso há 8 anos, coisa que não conseguia antes.
    Como de tudo não tomo refri porque não gosto dele mas, como uma panela de brigadeiro e depois no outro dia volta ao normal frutas, suco porque isso é que eu gosto, sou muito de comer frutas, troco qualquer coisa por fruta mas, não é neura é porque eu gosto de frutas mesmo.
    Adoro sorvete e doces também claro mas, me acostumei a comer melhor e não sinto falta.

    Só preciso aprender a me exercitar, sou do tipo preguiçosa mesmo, quero dizer estou sempre fui super ativa e ultimamente super vagal.

    Uma dúvida belezistica ehehe, como está as manchinhas (invisíveis que não vi) mas, vc falou que teve?
    Terminou o tratamento?

    Mais uma vez adorei e muito obrigado por escrever esse post

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 15h57

      Obrigada Jose!

      Olha exercicio tem que ser uma coisa automatica sabe? Parte da sua rotina diaria – tipo anda na esteira enquanto ve a novela, ir no mercado a pe em vez de ir de carro, fazer bicicleta/transport enquanto se atualiza no Instagram (esse eh o que eu faco!) hhehehehhe
      Sempre da pra encaixar em algum buraco do nosso dia!

      Sobre as manchinhas, ainda estao aqui, mas o tratamento esta dando super certo e ja melhoraram bastante!
      Mas infelizmente as manchas de melasma nao tem uma “cura”, entao o tratamento sera eterno, pro resto da vida, pra mante-las “apagadas”. Se um dia eu deixar de passar acido, deixar de usar filtro solar alto ou pegar sol, elas voltam e escurecem, entao o tratamento ja foi incorporado na minha rotina do dia a dia (acido a noite e filtro pela manha) e assim espero conseguir mante-las trasnparentes pro resto da vida! Heheheh

      Responder
  10. Jose - 06/02/14 - 14h50

    Desculpe o mega comentário

    Responder
  11. Daiane - 06/02/14 - 14h52

    Dri, obrigada por compartilhar connosco estas coisas tão pessoais. O que eu acho legal e inspirador no seu blog é que você é uma pessoa normal e chega onde “nós queremos chegar”.
    Ou seja, quando eu leio o Drieverywhere eu penso ‘Sim, eu consigo’, seja para um mestrado com trabalho, uma viagem extravagante ou manter a forma sem neuras…
    Um beijo enorme e um beijinho para a Isabella.

    Responder
  12. Catarina - 06/02/14 - 15h38

    Parabéns pelo texto maravilhoso, Dri! Adorei todos os pontos focados e não poderia concordar mais. Esta “febre” apesar das excelentes inspirações de exercícios e alimentação tambem geram comparações impossíveis. Para nós, mulheres, mães, trabalhadoras a tempo inteiro é muito complicado ter 2 ou 3 horas para ir ao ginásio. E esforço-me para pelo menos 30 minutos por dia correr um pouco. Nem sempre se consegue, mas é a vida normal!
    Tive muita sorte (e autocontrolo e exercícios…) e apenas engordei 11 quilos na gravidez (tenho 1,70m). Mas quando regressei a casa, tinha perdido apenas 4…fiquei em pânico. E sim, enquanto amamentei não perdi nada, sentia-me constantemente inchada e pesada, tinha uma sede descontrolada, enfim…A amamentação é um turbilhao hormonal mesmo! E também deixei de acreditar em todos os mitos relacionados, porque cada caso é um caso e cada corpo reage de forma diferente!
    Parabés pelo blog, pelo exclente post e pela filha maravilhosa,
    Um beijinho de Portugal (Açores)
    Catarina

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 15h44

      Meu deus eh verdade! Esqueci da sede de camelo do Saara durante a amamentacao!!! kkkkk

      Responder
  13. Maria Helena - 06/02/14 - 16h03

    Dri, querida…
    Parabéns pelo blog e pelos posts tão verdadeiros!!
    Descobri o drieverywhere não faz muito tempo (pq não me deparei com essa belezura antes???) e amooooo ler seus posts…sempre dou uma olhada nos novos e também nos antigos!! Morro de rir com as suas aventuras… Vc parece ser uma pessoa muito leve de espírito ou como dizem “easy going”.
    Tenho que confessar que tenho uma certa preguiça desses #projetos #jaquei e etc… que pipocaram na net. Parece que é errado comer e querem acabar com o culto da boa mesa!! O certo mesmo é encontrar um equilíbrio, sem sacrificar as experiências e os bons momentos que a comida traz consigo!!
    Um beijo grande cheio de carinho para vc e sua pequena.

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 16h10

      Pois eh, nao ha #BundaDura no mundo que me convenca que vou me divertir normalmente se levar uma marmita de frango com batata doce e whey pro restaurante num sabado a noite com meu marido!
      Mas entendo que para algumas pessoas eh mais importante ter uma bunda sem celulite ou percentual de gordura corporal abaixo dos 10% do que uma vida social e gastronomica.
      Nao eh meu caso, mas cada um tem que saber o que te faz feliz!

      Responder
  14. Juliana P. Galvao - 06/02/14 - 16h14

    Agora é que que reparei na primeira foto…
    Vc está usando sapatilha e meia??? hehehe
    Muito bom!

    Responder
  15. Amanda Roth - 06/02/14 - 16h29

    Oi Dri!
    eu fui daquelas que tanto pediram pelo IG o post com suas dicas de pessoas reais que não possuem o dia inteiro para malhar, muito obrigada…gostei demais do post ;-)
    Agora venho aqui reforçar algumas coisas que me passaram pela cabeça com relação principalmente de quem vive no Brasil:
    – como temos poucas opções saudáveis para comer na rua, pelo menos aqui em Porto Alegre é assim. Sempre quando viajo pra fora (Europa e agora EUA tb) encontro muitas opções para quem quer comer na hora do almoço vegetais já lavadinhos e embalagens pra levar, frutas picadas, ou até uma salada já preparada sem tempero. Aqui no máximo no supermercado encontramos algumas opções grandes mas para comer em casa;
    – outra, sai caro muito mais caro aqui comer nuts, frutas, legumes, barrinhas e sucos sem conservantes…então é óbvio que não é uma parcela muito grande da população que faz essa opção por questão de $$$ mesmo;
    Eu tb tento, na medida do possível, manter uma rotina moderada, sem neuras de atividades. Dancei ballet por 10 anos e felizmente até hj mantenho (+ ou-) o biótipo.
    Acho que o post valeu para a turma que sempre está por aqui #euporexemplo trocar figurinhas, pegar dicas, adaptar para a sua realidade.
    Ai pra variar falei demais… :P
    Beijos para toda família Everywhere!!!

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 16h51

      Que bom que voce gostou!
      Pois eh, fiquei na duvida sobre que #dicas poderia dar… afinal todo mundo sabe que uma salada eh mais saudavel que batata frita ne? Entao nao tenho nada revolucionario pra acrescentar! Hehehhe

      Mas concordo com o que voce falou sobre o custo! Minha irma eh medica Gastroenterologista e ela sempre diz que o pior problema de saude do Brasil eh a simdrome do “coxinha + refri = 5 reais”, pois comer bem e saudavel esta se tornando cada vez mais irreal pra grandissima maioria da populacao!
      Eu vi barrinha de cereal custando 10 REALidades no supermercado Zona Sul no Rio!!! OI?!?!? Por UMA barrinha!

      Outra observacao sobre a diferenca de manter uma vida saudavel aqui em Londres ou no Brasil, eh que aqui eh muito comum as empresas terem cozinha, com geladeira, microondas etc para serem usadas pelos funcionarios. Pode ser que isso tenha mudado hoje em dia, mas enquanto estava no Rio, nunca tinha trabalhado numa empresa onde pudesse levar e armazenar minha marmita, ou fazer um cha que nao fosse de maquina (e cheio de acucar!) por exemplo.

      Mas em compensacao, a oferta de frutas e legumes no Brasil eh beeeeem maior do que aqui, principalmente durante o inverno, onde so encontramos berries, banana (ruim) e maca, e quase mais nada, entao sinto muita saudade das frutas no Brasil.
      Sim, aqui achamos tudo ja bem mais pratico, mas em compensacao as frutas de potinho nao tem gosto de nada e perdem todas suas propriedades nutritvas nesse processo, entao continuo preferindo comprar minhas frutas na feira (sorte de ter uma feira boa perto da minha casa) e levo minhas frutas na bolsa, ou preparo tudo de manha e levo num potinho meu mesmo (eh um saco, da trabalho e nao eh sempre que tenho paciencia nao, mas eh minha opcao preferida).

      Responder
  16. Leticia - 06/02/14 - 17h18

    Arrasou no texto!
    Acho que você acertou em cheio pois está falando para um público que tem uma vida real!
    Nada contra os insta-fitness, eu tiro muitas idéias de lá, mas essas meninas vivem para isso, ganham para isso, o que muito diferente da maioria das mulheres!
    Eu acordo 6 da manhã, vou malhar, tomo banho na academia e levo marmita pro trabalho. To sempre carregando minha bolsa da academia e minha marmita!
    Óbvio que preferia malhar e voltar para casa, ou fazer uma massagem redutora “pós treino”, mas acho que o crucial é incluirmos o exercício na nossa vida, como rotina e fazer o que dá, sem neuras pq sua barriga não é saradíssima!
    Bjos

    Responder
  17. Carolina Ribeiro - 06/02/14 - 17h36

    Olá, Dri !
    Engraçado que lendo seu post, me identifiquei bastante. Minha alimentação não é top de linha (por exemplo, não gosto de comer folhas), mas me atento nas coisas que gosto e são saudáveis, e nunca deixei de comer nada pra entrar em uma dieta maluca. Também nunca fui rato de academia, mas sempre gostei muito de esportes.
    Foi bom você comentar sua “saga” após a gravidez, porque convenhamos, você tem um ótimo corpo para quem deu à luz há pouco mais de um ano. Vejo várias mães que, mesmo após vários anos depois da gravidez, não conseguem recuperar nenhum pouquinho.

    Adoro seus posts falando sobre rotina, sobretudo como é morar no UK! ;)
    Bjo!

    http://autoracarolinaribeiro.blogspot.com.br/

    Responder
  18. Beti - 06/02/14 - 18h33

    Oi Adri
    Mas e o almoço? Aí na Inglaterra se come muito sanduíche no almoço, isso não complica a dieta?

    Responder
    • Adriana Miller - 06/02/14 - 19h39

      Bem, como sanduíche quem quer né? Assim como no Brasil se come arroz com feijão e na Itália macarrão…
      Eu pessoalmente nao gosto de almoçar sanduíche pois nao me sinto “alimentada”, então prefiro comer uma boa salada com bastante carne/frango/peixe :-)

      Responder
  19. Lívia Schirmer - 06/02/14 - 18h40

    Que texto bem realista, do tipo que todas nós podemos fazer. Sem neuras, sem frescuras….
    Eu também fui do time das que engordaram bastante na gravidez, e saí da maternidade com incríveis 3Kg a menos hahahaha
    Demorei 1 ano pra emagrecer tudo, fiz como tu, caminhei bastante e continuei o pilates que já faço há mais de 5 anos.Numa ida ao pediatra perguntei se era lenda essa história que amamentar emagrece, e ele respondeu que se eu continuasse a comer bastante não iria emagrecer mesmo hahahaha
    O estilo de vida saudável é escolha de cada um, e o meu pensamento é igual ao teu, comer bem, mas sem a neura do não poder comer coisas que engordam.
    Adoro teu blog!

    Responder
  20. Aline - 06/02/14 - 20h10

    Oi Dri, seu post veio a calhar rsrs. Tive uma gravidez super tranquila e engordei 15 quilos. Estava igual a você: engordei só com oxigênio pois não alterei a minha alimentação em quase nada, pelo menos que justificasse tanto peso. Bem, saí da maternidade com 1 kg a menos ( meu filho nasceu com 3 e pouquinho e a conta simplesmente não bate) e de cara percebi que essa de sair da maternidade com 10 kg a menos não é pra todo mundo. Bem, agora, 2 meses após o parto estacionei e faltam 6 kg e não emagreço mais nada, pelo contrário, oscilo 1 kg a mais de vez em quando. Estou amamentando exclusivamente e, embora ame muito este momento mãe e filho, comecei a perceber que vou ficar nessa mesmo e não vou emagrecer mais. As pessoas sempre diziam que meu filho ia mamar muito e eu iria ficar seca ( quem dera). Já até li a respeito na internet e percebi que tem outras pessoas iguais a mim. Fico um pouco triste às vezes pois embora sejam “apenas” 6 kg, nenhuma roupa me cai bem, ou então nem cabe. Ainda estou indecisa quanto a parar a amamentação pois fico com um sentimento de culpa, ainda mais porque meu filho não pega mamadeira de jeito nenhum. Acho que vou esperar mais um pouquinho antes de parar a amamentação. Bjos.

    Responder
    • Adriana Miller - 07/02/14 - 12h16

      Temos que dar tempo ao tempo ne?
      Nao acho legal forcar o desmame so pra poder fazer dieta, mas ao mesmo tempo acho que bebe feliz e saudave = mae feliz e saudavel, e cada mae sabe o que eh melhor pra si mesmo e seu filho.
      A Isabella nunca foi uma boa mamadora (e continua nao sendo! Enrooooola pra terminar cada mamadeira… eh um suplicio!) e apesar de ter gostado da experiencia, e de todo o romantismo do momento “mae e bebe” que a amamentacao traz, a verdade eh que nao curti o processo como um todo. Entao quando comecei a perceber que ela estava se auto-desmamando aos poucos eu tambem nao forcei nao. Fui deixando ela mamar cada dia um pouco menos, meu leite foi secando (e eu me sentindo melhor proporcionalmente) ate que um dia ela simplesmente nao quis mais mamar.
      Confesso que fiquei arrasada, chorei, me senti rejeitada etc (hahahaaha) e curti a fossa do fim daquele momento, mas por outro lado AMEI a liberdade que me trouxe, e poder ter “reconquistado” a autoomia sobre meu corpo (poder vestir o que quiser, comer e beber o que quiser, usar os cosmeticos que quiser entre muitas outras coisas).
      E realmente a partir dai a maternidade passou a ser mais prazer, mais liberdade, mais autonomia, e a verdade eh que gostei demais de ter parado de amamentar.
      Pretendo amamentar novamente, quando tiver um segundo filho, mas agora acho que a pressao (de mim pra mim mesma) vai ser menor e talvez curta um pouco mais o preocesso. Adoraria poder amamentar exclusivamente por 6 meses, e amamentar ate 1 ano ou mais (se o bebe quiser ne? A Isabella nao quis), mas hoje em dia sei que nao me colocaria nessa situacao por obrigacao, entao farei o que me fizer feliz e ponto :-)

      Responder
  21. Paula - 06/02/14 - 20h34

    Oi Dri! Parabéns pelo texto, muito bom. Realmente é o que sentimos falta de ler, pois a realidade dessas ”musas” não condiz com a da maioria da população. E além de que comer é um ato social, esses dias vi uma postando foto da marmita de frango com ovo que levou para o aniversário de uma amiga. Como assim?? Quem faz isso?? hahahaha. Fiquei um pouco assustada. Como tu falaste equilíbrio é a chave de tudo. Ah e uma curiosidade, como é a alimentação da Isabella agora que está com um aninho já?
    Parabéns pelo blog como sempre. Beijos!

    Responder
  22. Raquel Gilkes - 06/02/14 - 20h48

    Me encontrei no seu comentario da amamentaçao. Ja passei dos 30 e ainda estou amamentando (minha bb tem 4 meses) e emagreci muito pouco… mentira essa historia de amamentar emagrece.. pelo menos pra mim. xxx

    Responder
  23. Fernanda de Azevedo - 07/02/14 - 01h09

    Obrigada pelo post, Adriana!!
    Nunca havia percebido como és alta, heheheh!!!!
    Outro ponto que gostaria de salientar é o fato de te vestires ULTRA bem sem a escravidão de postar o “look do dia”. Acredito que podemos nos apresentar elegantemente mesmo não recebendo toneladas de roupas em casa para fazer propagandas em blog!! Gosto do seu blog porque ele é HONESTO. O que apresentas é a tua rotina, os teus exercícios, as tuas roupas, os teus cremes… não há um consultor por trás te dizendo oq, como e pq postar!!

    Beijos

    Responder
    • Adriana Miller - 07/02/14 - 11h53

      Se bem que nao seria nada mal receber toneladas de roupas de roupas de presente :-)

      Responder
  24. Fernanda - 07/02/14 - 01h33

    Oi Dri, obrigada pelo post! Eu não sou tão alta como você (1,72m) e não tenho o mesmo biótipo. Sou magra, mas sempre sonhei em ter o quadril estreito e a perna fina. Eu engordei oito kg na gravidez. Não fiz dieta e comia exatamente o mesmo de antes da gravidez. A filha nasceu e eu perdi os oito quase que instantaneamente. Perdi mais dois e pronto. O problema é que nada é como antes: o quadril se expandiu e a barriga ficou um molenga esquisito. Não é um molenga gordo, mas um molenga que eu não sei explicar. Eu faço exercícios e o molengo ainda está lá, mas tudo bem. Já que está todo mundo comentando, eu também quero abusar: vc poderia voltar com os looks do dia de gente normal que vc fazia no beauty! É tão cansativo ver uns blogs de looks com tantas fantasias que, obviamente, não cabem no trabalho 9-5 de escritório! Obrigada novamente!

    Responder
    • Adriana Miller - 07/02/14 - 11h53

      Hahaha!
      Adorei o “look de gente normal” – realmente ultimamente os looks de blogueiras de moda tem virado uma papagaiada heim?
      Antes era apenas uma questao de poder aquisitivo… mas agora a galera entrou numa de “moda conceitual” que realmente nao eh compativel com a vida real…

      Responder
  25. Samara - 07/02/14 - 16h11

    Acho que, apesar do excesso de informação que se encontra facilmente hj numa pesquisa no google, blogs, Insta, etc, faltam referências “realizáveis” sobre estilo de vida, daí existir tanto interesse geral em conhecer os seus “segredos”. No post anterior mesmo eu havia pedido nos comentários a volta do “Eu fui assim” no Beauty Everywhere! rsrsrs
    Também se destaca o fato de que vc se comunica muito bem, seus textos são mt informativos e interessantes. Olha, se eu fosse agradecê-la por cada referência que já colhi aqui: vestidos T-Bags (eu amo suas produções do Egito!!), o Cat’s em Madrid, Byron, e tanta coisa sobre Londres… Enfim, é seu blog é serviço de utilidade pública! :)

    Responder
  26. Giovana - 07/02/14 - 16h17

    Vida equilibrada na internet \o/!!

    E que sonho conseguir ir dormir cedo, sempre tento mas a internet e afins sempre entram no caminho.
    Mas assim como você também sou early bird, só que não consigo fazer exercicio de manhã porque sempre tenho vontade de dormir depois de tomar banho…HuHUhU

    Responder
  27. Mariana Alcântara - 07/02/14 - 17h20

    Adorei o post… pra uma ex-obesa, gastroplastizada há +/- 2 anos essa coisa de neura parece “coisa certa”, mas comigo não rolou… faço acompanhamento nutricional e pilates 2 vezes por semana (alguns acham pouco, mas pra quem não fazia atividade nenhuma é um record) e me permito momentos “gordices” alternados com momentos “dieta”, mas sem neuras… só me peso em uma balança (e 1 vez por semana)… o segredo é respeitar seu próprio limite e quem sabe esses “limite” sou euzinha e mais ninguém… o apoio familiar é fundamental… o acompanhamento nutricional/psicológico também é de extrema importância… ainda não tenho filhos (e não faço ideia de como será essa fase da minha vida, mas espero vivê-la intensamente, sem me preocupar com o ganho de peso)… com certeza Dri, você é inspiração pra muitas de nós… mulher/mãe/profissional… sua escrita fácil no blog ajuda muito… seus post’s acalentam qualquer um… senti falta de umas fotos do antes/durante/depois da gravidez no post da sua rotina de exercícios e alimentação como ilustração…

    Responder
  28. Gabriela - 08/02/14 - 12h14

    Adriana, você é minha ídola: tem uma energia incrível e não faz tipo. Acho que esse blog é tão querido e fielmente seguido por isso também (além das preciosas informações).
    Eu diria que, quando crescer, quero ser como você, mas acho que, pela diferença de idade, podia ser sua mãe. Então, só na outra encarnação vou conseguir ter esse ritmo frenéticamente normal. Sou mais lentinha, mas acredito também que pudesse mudar esse padrão com vontade e alguma disciplina.
    Quanto à alimentação, concordo plenamente. Não é a exceção que nos faz engordar ou emagrecer e sim a rotina, a conduta ao longo do tempo.
    Adoro comer (na Itália, etão…) e espero não ter que renunciar a nada, mas tenho tido mais consciência e disciplina e os resultados estão sendo bons. Não tomo refrigerante, por exemplo, porque realmente tomei uma antipatia deles que nem sei. Mas como, excepcionalmente, coisas engordiets sem culpa.
    Uma regra para mim é: quanto menos coisas industrializadas melhor. Entao, tenho diminuído a quantidade de e-numbers ingeridos, todos os aromatizastes, edulcorastes, corantes, etc. Mas não me crucifico se comer um Bono de Chocolate, qdo estou no Rio (um vício de outros tempos).
    Sei que com uma vida movimentada como a sua nem sempre dá, mas sugiro que dê o mínimo de coisas industrializadas pra Isabella e evite o doce, porque ele costuma causar dependência (sou um exemplo) e ” molda” o paladar.
    Parabéns pela sinceridade. Não sigo essas (sub) celebridades e elas não me representam. Acho tudo exagerado. No Brasil o tipo malhadão parece ser a febre (e tem um negócio que não entendi: todas usam umas meias 3/4 super grossas para malhar…num calor de 50º…só falta um crachá de fascino victims).
    É cada coxa que dá medo. Uns peitos que parecem bolas flutuantes e o engraçado é que parecem achar muito bonito.
    Cada um sabe de si, então, o que é de gosto regala a vida. O problema é que as muito jovens são influenciadas por um padrão que, além de não ser saudável, é contrário à natureza.
    No outro extremo daquelas que confessam que malham e tomam suplementos para ficarem desse jeito, há aquelas pessoas que, quando perguntadas sobre a aparência, dizem: é a genética, a água e o Pilates. A criatura tinha cabelo crespo e ficou liso, tinha rugas e agora a pele é esticada, a boca parece um não-sei-o-que e tudo por ação da genética, da água e do Pilates.
    Ler este post foi um bálsamo. Gente normal, que fala e faz coisas normais. Este blog é um oásis.
    Um bj

    Responder
    • Adriana Miller - 12/02/14 - 10h37

      Adorei o “genética, a água e o Pilates”! Hahahahah
      Tipo a menina de cabelo crespo que de repente ficou reto de tao liso e jura que so “lava com sabao de coco”
      HAHAHAH

      Responder
  29. Gabriela RB - 08/02/14 - 19h15

    Oi Dri.
    Este post foi inspirador!! Quero te dizer que engordei 13 kilos e nem foi por causa de gravidez!!! ( o que é pior). Mas sabe o mais bacana a respeito dos seus posts? É que você corre atrás do “preju” de todas as formas e isso e muito inspirador pra mim. Se algo não tá dando certo, você recorre a todas as formas pra dar certo! Muito bem e parabéns mesmo…

    Responder
  30. Renata - 09/02/14 - 13h07

    Oi Dri (olha a intimidade…mas o fato é que a gente acaba se sentindo meio intima, ne…
    Acompanho seu blog faz tempo, mas nunca comentei…Tb amo viajar, tb tenho uma filha, tb sou carioca e enfrentar as academia aqui da Barra não é nada fácil…rrsrsrs ja que sou uma pessoa “normal” tb. A rotina de 10 horas de trabalho mais 2 de transito muitas vezes complicam o quesito malhaçåo…Enfim, adorei seu post! Vou comentar mais agora…:) beijao

    Responder
  31. Jose - 10/02/14 - 00h51

    Dri, vc usou o elíptico durante a gravidez?

    Estou quase fechando minha compra :-)
    Louca pra usar muito

    Responder
    • Adriana Miller - 10/02/14 - 11h15

      Sim!!! A gravidez toda!
      Eh otimo porqu nao tem impacto, entao eh super facil pra Gravidas :-)

      Responder
      • Jose - 10/02/14 - 16h46

        êê que legal, agora mais do que nunca esse será meu presente :-)
        obrigado Dri pela dica

        Responder
  32. Deia - 10/02/14 - 12h31

    Aquele momento…que eu lembro de vc pegando salada e eu com o prato cheio de kibes e um copo de docinho de uva. hahahahahahaha. Tudo tem uma explicacao! Muito bem, migu! Maravilhosas as dicas, eh assim mesmo que funciona! Beijos, Deia, a que ja entendou que nao da mais pra comer daquele jeito back in 2001 ;)

    Responder
  33. Daniela Santos - 11/02/14 - 03h07

    Adorei o post e li todos os comentários. Acho maravilhoso ter amigas virtuais que compartilham da mesma filosofia. Num meio social vazio e sem nexo ter este espaço cheio de dicas, comemtários, histórias verdadeiras, simples e palpáveis é maravilhoso e agraga muito ao meu camarote hahaha (vc conhece essa joke? Depois do video não consigo separar a palavra agregar e camarote hahaha)

    Beijos!!!

    Responder
    • Adriana Miller - 12/02/14 - 10h32

      Hahahhaha!
      Vou colcar uns pisca-pisca “agrega valor” aqui no blog! HAHAH

      Responder
  34. Patricia Luck - 14/02/14 - 10h27

    Ai, que barriga lindaaaaa! Muito, muito boas as dicas, confirmando aquilo que eu já imaginava: pra ser bonita basta força de vontade e bom senso, e isso você tem de sobra! Parabéns!

    Responder
  35. ana - 26/02/14 - 19h35

    Dri, muito bom o post! nós aqui em casa também pensamos em facilitar a vida e montarmos alguns equipamentos em casa. FAcilitaria muito, já que temos filhos e a vida é corrida.
    Mas o que tá travando é o lugar…
    todos os quartos estão ocupados. E aí, só se ficasse no quarto do casal. Mas e quando meu marido quer dormir?

    Como vcs fizeram? Vcs tem 3 quartos, ou montaram no quarto do casal, mesmo? Nunca deu conflito do Aaron querer dormir?

    beijos e obrigada.

    Responder
  36. Gabi N. - 17/03/14 - 15h41

    Oi Dri! Muito legal, adoro esses posts sobre rotina e como você lida com os afazeres!
    Olha só, quais exercícios você faz com elásticos de resistência? Tem alguma fonte de informação pra indicar sobre isso?
    Beijo!

    Responder
    • Adriana Miller - 17/03/14 - 16h01

      Nada muito especifico nao… Ja conheco alguns que vou aprendendo na academia (sempre pesso pro professor me dar umas ideias e me passar um serie que possa ser feita em casa ou em academia de hotel), e uso uma app bem legal chamada “My Fitness Pal” que da varias ideias de exercicio por grupo muscular e tals.
      Mas de resto pego muitas ideias de exercicios em sites e no Instagram

      Responder
  37. Gabi N. - 18/03/14 - 01h34

    Obrigada, Dri!!!

    Responder
  38. carla - 24/04/14 - 23h20

    Ola Adriana, gostaria de saber algo muito intrigante que ocorre com muitas mulheres que dizem que apos a gravidez o pe aumenta um numero no tamanho isso aconteceu com você?
    Abraço, e parabens.

    Responder
    • Adriana Miller - 25/04/14 - 09h53

      Gracas a deus nao aconteceu comigo! Mas sim, eh bem comum, por causa do hormonio “relaxcitin”, que faz com as juntas do corpo da mulher fiquem mais flexiveis e se expandam (em preparacao para o parto).
      E como o pe carrega todo o peso da gravidez, geralmente o efeito desse hormonio nas articulacoes mais “moles” dos pes, fazem com que os mesmos se expandam. Em algumas mulheres os pes voltam ao normal depois que o bebe nasce (assim como os quadris, as costelas, etc e todas as outras juntas e articulacoes que tem que se expandir pra proporcionar que o bebe cresca), mas em outras nao volta mais ao lugar “original” de antes – e nao tem nada a ver com o ganho de peso, nem gordura.

      Responder
  39. carla - 25/04/14 - 21h05

    Nossa que bom…Obrigad@!

    Responder
  40. […] já falei sobre outras rotinas – aqui sobre minha rotina de malhação/treino e dieta, e aqui a rotina de dia a dia com as coisas da […]

    Responder
  41. […] já falei sobre outras rotinas – aqui sobre minha rotina de malhação/treino e dieta, e aqui a rotina de dia a dia com as coisas da […]

    Responder
  42. fatima - 11/10/14 - 04h08

    Dri, acompanho seu site a muito tempo e usei suas dicas em várias viagens. Muito obrigada, tá?
    E as dicas do Beauty são fantásticas também. Mas mate uma curiosidade minha: eu notei que depois da nenê voce está mais magra. Qual era seu peso antes da gravidez e agora, depois da gravidez?
    Isso é muito legal notar, porque mostra que com uma certa dose de parcimônia, as mamães podem voltar á forma .
    Beijão

    Responder
    • Adriana Miller - 12/10/14 - 17h03

      Não sou muito de me pesar… não sei ao certo qual era meu peso antes de engravidar, e acho que na verdade estou uns quilinhos a mais que antes. Mas tenho me exercitado mais, e continuo usando as mesmas roupas, que são meu “termômetro” de peso e corpo.

      Responder
  43. […] Gente, como engordei na gravidez na Isabella, heim?!?! Cruzes!! (falei mais sobre isso aqui ó) […]

    Responder
  44. Fernanda - 08/08/17 - 02h01

    Engordei 20kg na gestação… enquanto amamentava emagreci .. mas agora engordei novamente … Oh tristeza!!!
    Ameiii o post!!!

    Responder
  45. Crachá em PVC - 04/05/18 - 15h59

    Amei o post, me motivou muito, obrigada!

    Responder