02 Jul 2015
1 Comentário

Vale do Loire: Saumur

Dicas de Viagens, Europa, França, Saumur, Vale do Loire

Saumur foi nossa cidade base no Vale Loire, entao nada mais natural do que comecar nosso roteiro por la, a menos de 10 minutos do nosso Chateau!

Vale do loire saumur

A cidade eh uma das principais da regiao de Anjou, e eh conhecida na Franca devido a sua tradicao em equitacao, e eh a sede da Cadre Noir, a sede da Cavalaria Militar Francesa.

Historicamente a cidade treinava os melhores cavalheiros (e cavalos) de toda a Franca, sendo sempre uma area muito visitada por reis, nobres e familias afluentes. Nao da pre negar que cavalos e a cavalaria faz parte de identidade e historia da cidade, tanto a historia centenaria, mas tambem sua historia recenté. Uma das principais batalhas da Segunda Guerra Mundial foi travada ali perto, e foram justamente a cavalaria juvenil da escola de Saumur que se juntaram para devender a cidade do batalhao de 10 mil alemaes que tentaram invadir a regiao.

E hoje em dia ainda tem uma das melhores escolas de equitacao do país, e um festival anual de artes equestres.

Mas para quem via turistar na regiao do Loire, Saumur se destaca devido a sua geografía, com um Castelo medieval fofo que se debruca no alto da colina nas bordas do rio Loire.

15991129221_17acb06836_z

O Chateau de Saumur foi construido no seculo 10, e portanto eh um dos mais antigos da regiao do Vale do Loire, e tem uma arquitetura bem diferente – ele eh bem mais “Castelo” do que “palacio” que nunca teve uma historia cercada de drama de sangue azul da nobreza – muito pelo contrario!

O Castelo de Saumur sempre teve como objetivo ser uma fortaleza, protegendo o lado sudoeste do rio Loire das invasoes vindas da Normandia.

E cada novo rei que conquistava a regiao foi modificando e expandindo o Castelo, adicionando mais torres e alas.

15992571502_7e7041aa05_z

O resto da cidade de Saumur eh típicamente Francesa – a maioria das casas do centrinho datam do seculo 18 e 19, e a populacao permanente da cidade eh de apenas cerca de 30 mil habitantes – mesmo sendo uma cidade universitaria e sede da escola de equitacao militar!

15805721908_c20f3bfbf1_z

Logo na nossa primeira manha no Loire fomos direto para Saumur e exploramos a cidade toda a pe – mas voltamos bastante por la ao longo da semana para mais fotos e algumas compras e jantares.

15993110665_6c296eabd9_z

Aliais a cidade foi uma otima base de operacoes para nossa viagem, pois a pesar de ser bem pequena e fofa (exatamente o que queríamos!), Saumur fica bem perto das principais auto estradas da regiao, entao foi sempre super fácil dirigir e chegar a outras partes do Loire, mas ainda assim tinha uma boa “area” de apoio nos arredores, com um mega McDonalds Drive Through (nao que eu esteja incentivando alguem a comer McDonalds na Franca – ou em qualquer lugar – mas eh sempre uma boa opcao para quele momento que ja esta tarde, todos estao famintos e exaustos e a ultima coisa que voce quer e ler menu em frances!), e um shopping com mega supermercado (sempre uma delicia “passear” nos mercados Franceses!! Sempre iamos la na volta pro hotel para comprar vinho e queijos!), algumas outras opcoes de restaurante, farmacia e ate mesmo lojas como Sephora, H&M etc

Estocando vinhos e queijos Franceses locais no supermercado de Saumur!

Precisa explicar porque?

Nos tambem jantamos em dois restaurantes otimos em Saumur, por recomendacao do Bruno, dono do Chateau Bouvet Ladubay: o “Escargot” e o “La Reine de Sicile”.

Ambos seguem a mesma filosofía:

Restaurantes bem chiques, porem familiares e de recursos “locais”. Ou seja, todos os ingredientes sao produzidos por ali mesmo, nos arredores de Saumur, e o nome das familias e fazendeiros responsaveis por cada ingrediente eram listados no final do cardapio.

No “Escargot”, o prato principal eh… adivinhou! Escargot!

Ate entao eu nunca tinha comido… mas quer saber? Na Franca, faca como os Franceses! Afinal, se for para comer uma coisa tao diferente assim, que seja no restaurante eleito o numero 1 do Tripadvisor, ne?!

E olha, adorei a experiencia! De tudo! De apresentacao, ter que aprender a usar os “instrumentos” para tirar a carne de dentro da concha, e achei o escargot uma delicia! Ou seria o molho de alho com ervas?!

Nao interessa! Estava tudo uma perfeicao comi todos os escargots servidos e ainda raspei o restinho do molho com o pao fresquinho tambem feito na casa!

Ja no La Reine de Sicile a comida eh bem mais “dia a dia”, mas super tradicional Francesa, com muitas opcoes de carnes e legumes, com molhos deliciosos e uma apresentacao impecavel!

 

Escargot

30 Rue du Maréchal Leclerc, 49400 Saumur

 

La Reine de Sicile

71 rue Waldeck-Rousseau, 49400 Saumur

 

Planejando uma viagem para o Vale do Loire?

Aqui você encontra todas as dicas e recursos para planejar sua viagem, e podemos cuidar dos detalhes práticos para você:

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Adriana Miller
1 Comentário
01 Jul 2015
2 comentários

Château Bouvet Ladubay – Hotel castelo no Vale do Loire!

Dicas de Viagens, França, Saumur, Vale do Loire

Como comentei no post sobre o planejamento da viagem ao Vale do Loire, o primeiro passo do nosso planejamento, foi decidir onde queríamos nos hospedar – e dai para frente eh que decidimos como chegariamos ate la, os meios de transporte e quais passeios iríamos escolher durante nossa estadia.

Hotel castelo no vale do loire

Nao foi uma tarefa fácil, pois as opcoes de hoteis ultrapassam as muitas centenas, com opcoes para todos os gostos e bolsos.

Entao para nos a tarefa foi segregada em algumas opcoes e preferencias, que me ajudaram a entao escolher o hotel ideal:

  • Nao queríamos ficar em nenhuma “cidade grande”; queríamos justamente te a experiencia de pasar uns días “no campo” do interior da Franca, entao ciudades como Tours estavam fora da nossa escolha nem hoteis de rede nem muito grandes (básicamente se o hotel fosse uma “predio” ja estaba for da lista)
  • Meu sogro e sua esposa sao tambem fissurados em historia (como eu e o Aaorn) e ainda sao colecionadores de antiguidades, entao queriam uma hospedagem que tivesse ese carcter “histórico”, onde se sentissem “parte” da historia da regiao
  • E como estavamos na regiao onde existem mais castelos por metro quadrado do mundo, decidimos que queríamos nos hospedar num Castelo/palacio!
  • E por fim, queríamos um hotel/palacio que nao fosse muito grande, que tivesse um clima bem familiar e de “casa” mesmo, onde a Isabella tivesse espaco para brincar, e onde pudessemos deixa-la dormindo no quarto – por exemplo – e curtir o resto da noite sem nos preocuparmos com sua seguranca, como se fosse uma casa alugada (ela dormindo no quarto e nós na sala de jantar, por exemplo).
  • E o ultimo criterio, mas que era totalmente daqueles que “so num milagre” queríamos um hotel que tivessem quartos/suites combinados, pois assim poderiamos ficar todos hospedados juntos; em quartos separados, porem com areas em comum, que ajudaria com o dia a dia (e a noite) com a Isabella a tiracolo.

E entao todos os nossos problemas acabaram quando eu achei o hotel Château Bouvet Ladubay na ciade de Saumur, no sul do Vale do Loire.

Parecia mentira, mas o Château preenchia todos os nosso requisitos!

Para comecar que era um Castelo: um palacio original do seculo 18 onde morava a familia Bouvet Ladubay, magnatas de vinhos da regiao (a vinicula ainda existe e ainda pode ser visitada) e uma familia que faz parte da historia da cidade.

Porem hoje em dia o hotel foi comprado por um familia Francesa, que ainda mora em parte do palacio, e utilizam o resto como um hotel, mantendo o clima de “casa” e informal que queríamos.

Os moveis ainda sao originais da familia Bouvet Ladubay, com reliquias do seculo 17, porem sem perder os confortos do seculo 21: internet de graca na casa toda e banheiros refrmados e novinhos.

O patriarca da casa, o Frances Bruno, fez de tudo para nos manter o mais a vontade possivel! Casa longe de casa mesmo! Fez todas as nossas reservas em restaurantes da cidade, nos deu varias dicas sobre o que visitar, o que valia a pena ou nao, e ate coisa mais triviais como onde tinha um supermercado grande aberto ate mais tarde e lojas de conveniencia (leia-se farmacia e Sephora!), onde comprar fraldas e ate mesmo qual lojinhas tinhas frutas mais frescas e sucos naturais pra Isabella.

E o que fechou a decisao final mesmo foi o fota do hotel ter apenas 6 quartos, e a pesar de ser super grande (e os quartos enooormes e bem espacosos. Bem coisa de palacete mesmo!) ter um clima super intimo. E o melhor, dois desses 6 quartos poderiam ser alugados juntos, como uma suite, entao dividíamos uma corredor e espaco social em comum com meu sogro e sua esposa, o que expandiu o espaco livre da Isabella e foi uma otima em todas as noites por la: pois colocavamos ela para dormir e sentavamos na salinha para bater papo, tomar um vinho e planejar os passeios do dia seguinte!

Durante o verao eles ainda tem uma piscina e um jardim enorme ao redor da casa com mesinhas ao ar livre, area de piquenique e ate uma churrasqueira! (pretendiamos curtir o jardim mesmo no outono, mas pegamos bastante chuva!).

Hotel Château Bouvet Ladubay

Planejando uma viagem para o Vale do Loire?

Aqui você encontra todas as dicas e recursos para planejar sua viagem, e podemos cuidar dos detalhes práticos para você:

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Adriana Miller
2 comentários