07 Sep 2016
1 Comentário

W Hotel Barcelona

Barcelona, Dicas de Viagens, Espanha, Europa, Viagens pela Espanha

A decisão por um hotel em Barcelona não foi das mais fáceis… até o último minuto, não sabíamos quanto tempo iríamos querer ficar (ou precisar) ficar por lá…

Além disso, todas as minhas viagens anteriores a Barcelona, eu tinha me hospedado em albergues ou casa de amigos, e então não tinha nenhuma referência específica sobre hotéis na cidade. Eu sabia que queria ficar na região da Barceloneta e Port Veil, e queria evitar a todo Custo a La Rambla, Plaza Catalunya e Bairro Gótico (que são as regiões mais perigosas e velhas da cidade).

Então juntando os preços camaradas de baixa temporada, com uma reserva de última hora, nos decidimos pelo Hotel W Barcelona, e a decisão não poderia ter sido melhor.

Pra começar que eu sou super fan de toda rede W, e nunca me decepcionei com nenhum de seus hoteis. Apesar de que eles não tem um perfil muito “família” (é uma marca bem jovem, moderna e afins), sua filosofia “Whatever, Whenever” (“qualquer coisa, qualquer hora”) de cuidar dos hóspedes é incrível, e todas as vezes que me hospedei em um W com a Isabella a tiracolo, a viagem ficou ainda melhor! Eles fazem de tudo pra te acomodar, mesmo!

Ficamos hospedados num quarto com a vista do mediterrâneo, e aquela paredona de janela, bem de frente pra cama, era simplesmente sensacional!

Como era inverno, não conseguimos curtir as áreas externas do hotel, que incluem uma piscina com a vista da praia da Barceloneta (e acesso direto à praia – o único hotel em Barcelona com acesso direto!), e um rooftop bar no último andar do hotel que deve ter uma vista simplesmente espetacular!

O W Hotel também tem 4 restaurantes, com opções de tapas, internacional, lanches etc além de room service, o que acabou sendo ótimo para uma viagem com criança pequena, pois os horários das refeições na Espanha são muito diferentes da rotina da Isabella (na Espanha se come muito tarde, tanto no almoço quanto no jantar), então é sempre bom ficar num hotel que possa acomodar as suas necessidades acima de qualquer coisa!

 

W Barcelona

Plaça Rosa dels Vents, 1 – Passeig Joan de Borbo, Ciutat Vella, Barcelona, Spain

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Adriana Miller
1 Comentário
06 Sep 2016
3 comentários

Fim de semana em Barcelona

Barcelona, Espanha, Europa, T.V. EveryWhere, Viagens pela Espanha

Logo depois da viagem a Andorra, nós emendamos  direto em um fim de semana em Barcelona, na Espanha.

Fim de semana em Barcelona

Na verdade essa sempre foi a intenção – Barcelona era o “plano B”, caso não conseguíssemos chegar a Andorra novamente por causa da neve, ou então apenas passaríamos um último dia por lá antes de embarcar de volta a Londres.

Como a neve nos Pirineus não estava boa, resolvemos mudar os planos de última hora e passar um dia a mais por lá – Barcelona é uma cidade que não cansa nunca, não importa quantas vezes volte!

A intenção sempre foi um fim de semana tranquilo: nós dois já conhecemos a cidade, já batemos todos os pontos turísticos possíveis, e estávamos mais interessados no jeitinho “llevarlo bien” Espanhol, e simplesmente curtir a cidade.

Ficamos hospedados no W Hotel Barcelona, bem na praia da Barceloneta, com uma localização incrível (além de uma vista pro Mediterrâneo que cair o queixo!), e de lá foi muito fácil explorar a cidade.

Logo no primeiro dia, decidimos só andar e perambular pela cidade e a região da praia. Eu me baseei, mais ou menos, no roteiro de Barcelona que já tenho aqui no blog (link aqui), então começamos pela praia Barceloneta, já que estávamos hospedados ali, e fomos andando por todo o Port Veil, com a maior calma do mundo, deixando a Isabella curtir bastante!

Ela adora esses artistas de rua, músicos, bolhas de sabão (e barraquinhas de sorvete, claro!), enquanto nós aproveitávamos o solzinho e temperaturas deliciosamente amenas em pleno Janeiro!

Continuamos pela Rambla de Mar, cruzamos a Plaza Colón, e fomos subindo a avenida La Rambla, uma das principais da cidade.

Subimos a Rambla até a altura da Plaza Real, com a intenção de jantar por algum dos muitos restaurantes de lá – e então lembramos: os horários na Espanha são muito diferente do que estamos acostumados (e principalmente a rotina da Isabella), e como tínhamos começado o dia bem cedo (quando saímos de Andorra e descemos os Pirineus), resolvemos passear mais um pouco e voltar pro hotel mesmo… (jantamos no restaurante Wave do hotel W, com uma vista incrível da praia! Recomendo mesmo pra quem não estiver hospedado por lá!).

No dia seguinte resolvemos fazer alguma cosia mais turística, e de tudo que Barcelona tem a oferecer, o único ponto que faltava conhecer era a Catedral da Sagrada Família!

Por coincidência, nenhum de nós tínhamos entrado na igreja, e como agora ela já está quase pronta, não queríamos deixar passar!

A dica aqui é comprar os ingressos on line! É um pouco mais barato (coisa de 1 ou 2 Euros), a confirmação sai na hora, direto no seu celular/e-mail, e você não precisa enfrentar as filas quilométricas no guichê da bilheteria e nem pra entrar na Igreja! É só ir direto pro portão de venda on line, e entrar direto no seu horário marcado. Achei super organizado e bem mais prático!

E nossa, como valeu a pena!

Não sei se teria tido esse mesmo impacto, caso tivesse entrado na Sagrada Família em alguma de minhas viagens anteriores a Barcelona (que já faz muuuuuitos anos, diga-se de passagem), pois ela sempre esteva muito coberta de tapumes e obras, mas eu fiquei boquiaberta com o interior da Catedral!

Muito diferente do que estava imaginando, e tão única!! Tão diferente!

Porque confesso que depois de tantos anos morando na Europa (e no Brasil também né? Já que muitas de nossas igrejas tem arquitetura Portuguesa/Européia), Igrejas já não me impressionam mais…

Mas a Sagrada Familia é tão diferente, suntuosa, enorme e…. moderna!! Gaudí realmente é um gênio e conseguiu criar uma obra de arte arquitetônica completamente única no mundo!!

Para fechar o dia antes de voltar pro aeroporto, subimos até o Parc Guel, outra obra de Gaudí que não conseguimos deixar de ir!

Uma cosia que mudou desde a última vez que estive na cidade é que por questões de conservação histórica, agora só se pode entrar na parte “construída” do parque (onde tem o mirante e os mosaicos) com ingressos comprados com antecedência e com hora marcada, coisa que não sabíamos!

Conseguimos comprar entradas para aquela tarde, direto na bilheteria do parque, mas acabamos perdendo um tempo precioso… Então vale a pena se programar e reservar tudo com antecedência!

Lá em cima, além da vista da cidade, ainda é possível ver várias das obras de Gaudí, que a Isabella ficou convencidíssma que era a casa de João e Maria! (e não é que parece mesmo!), e o famoso lagarto de mosaico.

O Parc Guel é enorme, e é o tipo de lugar que daria pra passar o dia todo só lá, explorando o parque, a vista, os museus e exposições – mas também dá pra encaixar num roteiro mais enxuto tranquilamente e visitar em poucas horas, sem achar que você perdeu nada.

Foi um fim de semana na medida certa, com gostinho Catalão na medida certa, mas longe de conhecer tudo que Barcelona tem a oferecer!

Mas depois de tantos anos, foi maravilhoso voltar e ver o quanto a cidade continua maravilhosa!

 

E claro, também teve TV Everywhere da viagem!!

Foto vlog

 

 

Para mais posts e dicas sobre Barcelona, clique aqui: http://drieverywhere.net/categoria/dicas-de-viagens/europa/espanha/viagens-pela-espanha/barcelona/

Créditos do vídeo e fotos:

Câmeras:

Canon G7x http://amzn.to/2bV8HZt

GoPro Hero 4 http://amzn.to/2bAJlTH

Hotel onde nos hospedamos: http://fave.co/2cl47U7

Óculos http://fave.co/2btH1tZ

Baton (cor “Parisian Red”) http://fave.co/2cqB0li

Bolsa: http://fave.co/2cDK5aF

Malha vermelha: http://fave.co/2bwC3ec

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
3 comentários
22 Nov 2009
20 comentários

Roteiro de Viagem Barcelona

Barcelona, Dicas de Viagens, Espanha, Roteiros de Viagem, Viagens pela Espanha

Barcelona é a segunda maior cidade da Espanha, e muito orgulhosa de ser a capital da Catalunya, uma das privincias Espanholas.

Eles se consideram um “povo” separado do resto dos Espanhois, e lutam a todo custa para manter suas proprias tradições, e principalmente sua lingua, Catalão que parece uma mistura esquisita de Espanhol, Frances e Portugues (e as vezes até Italiano, porque não).

Das cidades Espanholas, Barcelona eh sem duvida alguma a mais turistica: repleta de monumentos, parques, a praia, a arquitetura, a culinaria, etc. Atrações que poderiam encher dias e dias e dias de viagem.

Eu pessoalmente nunca passei mais do que 3 ou 4 dias na cidade, e sempre saior de lah achando que ainda falta muita coisa pra poder afirmar que conheço bem a cidade.

E alem de ter muitas “atrações” Barcelona ainda é uma cidade bem espalhada, e portando, ao contrario de muitas outras capitais Europeias, não tem seu centro historico/turistico todo concentrado na mesma parte, oque tambem dificulta a vida dos turistas. Mas nao chega a ser nada assim foro do comum, porem eh preciso levar em consideracao que invariavelmente voce terá que pegar onibus e/ou metro e/ou taxi algumas vezes durante o dia.

Pra começar o reoteiro, o principal ponto de referencia da cidade é a Plaza Catalunya, que é a principal praça da cidade, e é dali que começa a avenida Las Ramblas – provavelmente a rua mais conhecida da cidade e que corta o centro antigo Cuitat Vella até chegar no Porto, de cara com o Mediterraneo.

A avenida, que tem cerca de 2km de cumprimento, com um enorme calcadão no meio onde uma inifnidade de artistas de ruas (e ladrões, trombadinhas, e falcatruas em geral. Fique de olho nas bolsas!). Do lado esquerdo (de quem desce em direcão ao porto) fica tambem o Bairro Gotico (Barri Gótic), que é o bairro mais antigo de Barcelona, onde hoje em dia tem uitas de suas ruas fehcadas apenas para pedestres, lotado de lojinhas, bares de tapas, restaurantes, e pubs. Uma boa entrada para o Bairro Gotico eh a Praça Real (Plaça Reial, que lembra bastante a Plaza Mayor em Madrid), rodeada de restaurantes, hoteis, albergues e bares. Na mesma região fica tambem a catedral de Barcelona.

No final da Las Ramblas voce chega na Praça Colon, com o monumento a Cristovão Colombo (se nao me engano, durante o verao turistas podem subir ateeeeee lah em cima!).

No Porto de Barcelona, começa a Rambla de Mar que é o “calcadão” de Barcelona, passando pelo Port Veil que hoje em dia eh repleto de iates e barcos para todos os gostos e tamanhos. Uma outra opção legal eh cruzar a “ponte” e ir no Acquarium e no shoppingzinho da Marina, com mais algumas dezenas de opções de bares e restaurantes e lojinhas.

Seguindo pela orla, se chega a principal praia urbana da cidade, a Barceloneta, que já parece ser uma cidade completamente diferente, com um clima de cidade de ferias o ano todo!

Andando, andando andando na orla da Barceloneta, esta o Porto Olimpico, com sua gigantesca baleia dourada! Chegando lah, adivinhem? Mais muitas opcoes de bares e restaurantes (os restaurantes sao uma boa opção pos praia, mas os bares sao meio suspeitos…).

Um outro roteiro totalmente diferente pela cidade eh seguindo os passos de Gaudi, o grande arquiteto Catalão e o principal responsavel por fazer de Barcelona a cidade que é hoje!

Sua obra mais famosa é a Sagrada Familia (Temple Expiatori de la Sagrada Familia), que apesar de ter sido iniciada em 1882, ainda esta quase que totalmente inacabada! Já ouvi algumas historias de que com a tecnologia de hoje em dia, a data estimada de conclusão é alguma coisa louca, tipo 2090! MAs realmente o projeto é bem ambicioso, e quando concluida será a maior Igreja da Europa! Apenas 8 de suas 18 torres já estao de pé, que simbolizarão os 12 apóstlos, os 4 evangelhos, Maria e Jesus (a mais alta).

De lá, por metro ou onibus, se chega facilmente no Park Guell, outra grande obra de Gaudi.

O Park Guell é um lugar sensacional, que o tempo todo voce não sabe se esta no dezenho animado de João e Maria ou numa viagem de acido! Não há uma unica linha reta, e todos os cantos teem muitos mozaicos de azulejos coloridos, e curvas e formas estranhas.

Descendo em Direção ao Bairro Gracia estão outras das principais obras de arte de Gaudi, na luxuosa Passeig de Grácia – uma outra avenida recheada de opções de lojas (com opções para todos os bolsos, de H&M e Blanco a YSL e Hermes), hoteis, bares e restaurantes.

Ao caminhar pelo Passeig de Gracia não perca a arquitetura maravilhosa dos predios dos doisa lados da avenida! Ali fica a Casa Batló, que é um predio onde na verdade Gauí apenas “reformou” o exterior, adicionando mosaicos, janelas, varandas e mais uma vez muitas curvas – mas o predio em si já estava construido, e era um predio de apartamentos residencias – e hoje em dia é um museu aberto a visitação.

Ainda na mesma avenida esta a La Pedrera, que não chega a ser tão “louca” e impressionante quanto a Batlo, mas igualmente imperdivel. O predio tambem é aberto a visitação, mas sua principal atração é o terraço com suas esculturas e labirintos art-noveau.

Uma outra parte da cidade completamente oposta, mas que tambem vale a visita eh o morro Montjuic, com museus, parques e o Parque das Olimpidas de 1992. Voce pode chegar lah em cima de onibus, ou então se aventurar e pegar o bondinho no Porto Velho até lá em cima! Lá de cima o Castell de Montjuic oferece as melhores vistas da cidade!

Ainda seria preciso listas muitas coisas sobre Barcelona e mais uma inifnidade de lugares pra ir, mas como disse, Barcelona não é exatamente uma cidade de facil navegação (distancias, subidas, descidas, ruas estreitas e placas em Catalão!) e acho que as sugestões acima estao de bom tamanho para uma viajem de fim de semana, ou para uma programação de uns 3 ou 4 dias – contando que vc vai gastar muito tempo entrando e saindo dos museus, predios, igrejas, e mais tempo ainda comendo e bebendo nas milhares de opçøes da ciadade!

Adriana Miller
20 comentários
Página 1 de 3123