29 May 2014
25 comentários

#CorreTatiCorre

Amigos, Pessoal

Quem me acompanha ha um tempinho aqui no blog e nas redes sociais, já ouviu falar da minha amiga e BFF (Best Friends Forever! LOL) Tati-brow.

E nossa amizade sempre gera curiosidade: nos conhecemos aqui em Londres mesmo, através de uma amiga em comum (que por sinal, é a mesma amiga que me convenceu a criar o blog, ha 10 anos atrás! Valeu Dedéia!), e sabe quando o santo bate?! Pois é, paixão a primeira vista.

photo 2

E por que ela virou Tati-brow? Porque a Tati é brow…. mór bróder…. (puxaaaando no sotaque Carioca, já que ela é super Paulistana!).

Somos muito diferentes, mas ao mesmo tempo, super iguais. Uma sacaneia a outra e rimos de nós mesmas o tempo todo. Sabe aquela coisa de irmã? Eu sacaneio as frescuras dela e ela reclama que minha casa é zoneada demais. Desse tipo.

Mas quem conhece essa menina alegre, atenciosa e amorosa hoje em dia não sabe o quão vencedora ela é! A Tati tem um passado triste, uma infância lutando contra a leucemia e a sombra do câncer ao longo de toda sua vida.

photo 1

Mas o universo é ixxxxperto e guardou ela pra gente, e a Tati é a uma das pessoas mais fortes, disciplinada e correta que conheço!

Ano passado ela levou outro susto do câncer (que foi só um susto1 Ufa!) e resolveu cuidar melhor de si mesma e retribuir um pouco todas as bênçãos que teve na vida, e mudou de uma vida sedentária a corredora levada a sério, e resolveu se juntar a milhares de pessoas aqui na Inglaterra e ajudar a patrocinar as pesquisas anti câncer da organização “Cancer Research UK” – afinal, infelizmente o câncer afeta todos nós (eu mesma já perdi um avô, uma avó e uma tia avó pra essa doença maldita!), e infelizmente nem todos tem a mesma sorte de dar a volta por cima como a Tati teve!

A corrida do “Race for Life” (“corrida pela vida”) é esse sábado aqui em Londres, e eu e a Isabella vamos nos juntar ao Team Tati com algumas outras amigas, e mais milhares de outras pessoas num parque para correr 5 quilômetros pela cidade.

Quem quiser contribuir para a causa, pode ajudar o “Time Tati” a patrocinar as pesquisar da organização, doando (qualquer coisa ajuda!) nesse link aqui.

E sábado, eu, Isabella e Tati estaremos cobrindo tudo ao vivo, e torcendo para que cada vez mais o mundo possa ser presentado com almas lutadoras e vencedoras como a Tati!

 

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
25 comentários
06 Feb 2014
71 comentários

Mantendo a forma

Beauty Everywhere, Dia a dia, Gravidez

Volta e meia eu posto alguma foto dos meus exercicios no Instagram e sempre tem alguem que me pede “dicas”, coisa que nunca me animei muito em fazer… Acho que nesse momento de “Instafitness” e “Insta-fitness-neurose” que a blogsfera esta passando eu tenho muito pouco a acrescentar. Ate que uma leitora comentou que era isso mesmo que ela queria saber: como eh a rotina de alimentacao e exercicios de uma pessoa “normal” – e nao uma socialite que tem todo tempo do mundo pra malhar, fazer tratamentos esteticos mil, gastar fortunas com suplementos e ter todo acompanhamento de profissionais, personal trainers etc.

20140206-093642.jpg

Bem, nao sei nem por onde comecar, pois nao estou querendo re-inventar a roda, mas essa eh mais ou menos minha rotina e o que da certo pra mim.

O principal de tudo eh que eu gosto de me exercitar e de esportes, e isso sempre fez parte da minha familia e da minha vida, entao fazer exercicios, ginastica, malhacao ou “treino” (essa eh a nova palavra da moda neh?!), entao nao eh uma coisa que faco apenas pra atingir uma “meta”, e sim uma coisa que – na medida do possivel – faz parte do meu dia dia assim como tomar banho, escovar os dentes etc.

E isso inclui ser muito ativa no dia a dia tambem, e acho que uma coisa leva a outra – por um lado sempre estou me exercitanto (faco tudo andando em Londres), mesmo quando nao estou malhando propriamente dito, que por sua vez faz com que eu tenha muito mais disposicao pra fazer as coisas que gosto no meu tempo livre (como caminhar bastante nas minhas viagens, nadar e mergulhar, fazer trilhas e escaladas, esquiar etc).

Mas claro, seria muita hipocrisia dizer que a malhacao nossa de cada dia nao tem um fim estetico, por que claro que tem – e quem falar que quer “apenas saude”esta mentindo! Todo mundo quer ser saudavel, mas todo mundo tambem quer ficar de bem com o espelho… entao acho que os dois se complementam (ate por que, muito mais dificil que alcancar um objetivo de corpo ou de peso, eh conseguir mante-lo pra vida toda!).

Entao eh o seguinte: eu faco exercicios aerobicos todos os dias de manha, antes do trabalho. E sempre que da (pelo menos umas 2 ou 3 vezes por semana) vou na academia do escritorio fazer musculacao.

As vezes nao rola. Durmo mal, estou mais cansada que o normal, estou viajando, trabalhando muito ou simplesmente sem saco. Muitas vezes passo semanas, e as vezes meses sem me exercitar (no sentido “malhacao” da palavra, mas meu dia dia eh sempre muito ativo), o que tambem nao eh o fim do mundo. Assim que as cosias voltem ao normal, volto pra minha rotina numa boa.

E a musculacao, infelizmente, acabo fazendo bem menos do que gostaria, pois nao tenho como controlar minha agenda e sempre estar livre na hora do almoco (porque viajo muito, tenho que participar de reunioes e calls com escritorios em fuso horarios diferentes, tenho prazos e afins… nao eh um dia a dia muito regrado e previsivel).

Engracado que enquanto escrevia esse post eu parei pra pensar e realmente nas minhas melhores fases de atividade fisica, saude e estar de bem com o corpo, sempre foi nesse esquema de me exercitar de manha e depois na hora do almoco, desde que comecei a estagiar numa empresa no Rio de Janeiro que tinha academia (e ai entre faculdade, estagio, familia, amigos e namorado, eu chegava na academia no centro do Rio as 6:30 da manha pra correr na esteira ou fazer spinning e na hora do almoco fazia musculacao ou aula de localizada/body pump, etc). E principalmente nos ultimos dois anos essa foi a rotina ideal que tem dado MUITO certo pra mim: pra comecar que sou uma pessoa matinal. Tenho muuuuuito mais disposicao pela manha, nao sofro de mau humor cronico e nem sofro pra acordar cedo…

20140206-093717.jpg

E convenhamos que aquele momento que o despertador toca eh sempre horrivel, seja as 6 ou as 7 ou as 8 da manha… entao ja que voce vai sofrer mesmo pra levantar da cama, aproveita e ja acorda logo mais cedo e se livre das “obrigacoes” do dia!

Alem disso, nao tenho hoooooras no meu dia para me dedicar a academia, entao fica muito mais facil encaixar 1 ou 2 sessoes de 30 ou 40 minutos de exercicios por dia, do que ficar naquele compromisso de que preciso de 2 horas pra ir na academia.

Entao a uns anos atras eu montei uma mini academia em casa, bem basica, mas que supre minhas necessidades, onde tenho uma maquina eliptica/transport, caneleiras, pesinhos livres, bola de pilates, elasticos de resistencia, colchonete de ioga e etc.

E foi a MELHOR coisa que fiz por mim mesma!

TAO pratico pular da cama e ja ir direto me exercitar, sem ter que gastar tempo me arrumando, indo pra academia, exibindo a figura com os marombeiros, me preocupar (e gastar $$$$) com o tenis da moda, a roupa da moda e afins, nem ter que revesar equipamento, colocar o nome na lista da aula da modinha etc, etc, etc.

Ah, eh uma liberdade!

Entao acordo, me exercito por uns 30/40 minutos, depois ja pulo direto no banho, me arrumo voando, e quando a Isabella acorda, la pra umas 7 da manha, ja estou prontissima para meu dia, e de quebra ainda tenho tempo pra brincar com ela, tomamos cafe da manha juntas, nos arrumamos juntas etc.

Claro que por outro lado isso tambem significa que eu nao tenho acesso a alguns equipamentos mais especializados, acompanhamento profissional etc, entao umas 2 ou 3 vezes por semana vou na academia da empresa fazer musculacao.

Obviamente meu objetivo com essa rotina nao eh ser marombeira e muito menos saradona, e muito menos vou sofrer porque minha barriga nao eh trincada coma as modelos da Victoria’s Secret, nem minha bunda eh dura como a madrinha da bateria – mas aprendi a respeitar meu biotipo e ser feliz com o que tenho (ja passei aaaaaanos sendo rata de academia, fazendo todas as aulas e exercicios da moda, tomando suplementos, dietas de engorda e sonhando com pernas grossas e musculosas – coisa que obviamente nunca aconteceu porque simplesmente esse nao eh meu biotipo. Entao hoje sou feliz sendo magrinha da perna fina e ponto final).

Quanto a dieta, eu sempre comi muito bem – meus pais tem uma alimentacao otima e super saudavel, entao cresci com otimos habitos alimentares (que nada mais eh do que uma dieta balanceada e equilibrada. Um pouquinho de tudo, e de tudo um pouco), mas confesso que isso mudou um pouco depois que conheci o Aaron (pois ele tem uma dieta pessima e pessimos habitos, entao tentamos nos balencear). E pra mim, ter uma dieta balanceada tambem signifca comer tudo (incluindo refrigerante, doces, gorduras), mas nao todos os dias!

Odeeeeeeio esse auto-flagelo que anda rolando nas redes sociais de “jaquei”, “gordices” e afins. Escapuliu da dieta? Paciencia. Amanha a vida volta ao normal… nao precisa ficar sofrendo em publico!

Entao como muitas frutas, muuuuuuita salada, carne magra, pao integral e todas essas coisas cliche que todo mundo esta careca de saber que faz bem – mas se no fim de semana eu quiser comer 5 pedacos de pizza e um pote inteiro de sorvete, vou comer, sem sofrer por isso.

Jamais sacrificaria minha vida social, e o puro prazer de comer em nome de uma “dieta” – porque dieta nada mais eh doque um estilo de vida. E sei que pra mim jamais daira certo viver uma vida inteira de sacrificos, entao temos que achar um balanco que de certo a longo prazo (ainda que isso signifique se privar de excessos no dia a dia pra poder curtir um pouco mais em outras ocasioes).

E o mesmo eh verdade pra rotina de exercicios; quando viajo a trabalho, geralmente levo meu tenis e tal e tento manter a rotina de me exercitar pela manha (fuso horario e outros eventos na noite anterior permitindo…), mas nem sempre da – temos que reconhecer que as vezes uma horinha a mais de sono faz muito melhor pra nossa saude do que 30 minutos na esteira!

E acho que nunca na vida levei roupa de academia numa viagem a passeio! Minhas viagens ja sao super ativas mesmo (gosto de fazer tudo a pe!), entao nao acho que tenha a menor necessidade de ficar carregando tralhas de academia pra cima e pra baixo mundo a fora.

Vai la, curte sua viagem, seus amigos e familia – experimente a culinaria local, os drinks no fim do dia e as sobremesas – na volta pra casa a rotina volta ao normal!

Outro habito que eu prefiro eh comer pouco… mas comer muito! Heheheh! Ou seja, eu raramente bato um pratao de PF, mas em compensacao praticamente nao paro de comer o dia todo, e sempre vou trabalhar cheia de comida na bolsa, faco marmita no cafe da manha do hotel quand estou viajando e etc. Entao nunca deixo de tomar cafe da manha (ate porque como me exercito de manha, depois do banho to morrendo de fome!), depois faco outro lanche quando chego no escritorio, as vezes faco outro lanche antes de ir na academia na hora do almoco, ai vem o almoco, e a tarde faco pelo menos mais uns 2 lanches. E como durmo cedo, tambem janto super cedo (super entrei na rotina Britanica de ser, e geralmente janto umas 7 ou 7:30 da noite! E geralmente durmo entre 10 e 11 da noite).

Assim evito aquela fome irracional incontrolavel (inimiga numero 1 de qualquer dieta) e fica mais facil fazer opcoes saudaveis sem ter que pensar muito na “dieta”.

Mas confesso que hoje em dia me policio muito mais no dia a dia do que fazia ate uns 2 anos atras (basicamente ate engravidar), pois sempre soube que meio que podia comer de tudo (em moderacao) e conseguia manter tudo numa boa.

Ate que descobri que estava gravida da Isabella e foi um susto atras do outro! Hehheheeh

Foi sim assustador assistir meu corpo mudando tanto, tao rapidamente e nao poder fazer nada!

Eu fui uma gravida suuuuuper saudavel, minha vida e alimentacao continuaram equilibradas (nao tive desejos loucos nem me entupi de porcarias), eu continuei fazendo muitos exercicios, mas eu engordei MUITO e muito rapido!

Como sepre fui uma “magra de ruim”, sempre me imaginei aquela gravida “so barriga”, que nao engorda nada e usa a calca jeans skinny ate o dia do parto, so colocando um elastico no botao da cintura, sabe?

Que nada!

Mesmo comendo tao bem quanto sempre comi, e me exercitando como sempre me exercitei eu engordei 18 quilos (sendo que engordei 6 quilos so no primeiro trimestre, que eh uma fase que a maioria das mulheres nao engorda nada!), e achei tudo muito assustador! Ao mesmo tempo que demorei quase 5 meses pra sequer aparentar que estava gravida, a balanca e a circunferencia geral nao paravam de me assustar!

E sabe aquelas lendas de que “ah, voce vai perder tudo no parto!” ou entao que “amamentar seca! Voce vai emagrecer muito amamentando!”.

Pois eh… Nada disso aconteceu pra mim!

3 dias depois do parto quando voltei pra casa e me pesei eu tinha perdido apenas 5 quilos (tudo bem que eu ja tinha inchado bastante e ja estava transbordando de leite, o que deve ter pesado bastante na balanca), e durante os 4 meses que amamentei a Isabella acho que perdi no maximo mais uns 3 ou 4 quilos.

Foi desesperador!

E o engracado que meu obstetra tinha me alertado pra essas coisas todas (que esse papo que amamentar emagrece eh puro mito, principalmente para mulheres que ja passaram dos 30 – o metabolismo fica muuuuuito lento para poder usar toda sua energia na producao de leite, mas ao mesmo tempo sentimos MUITA fome), alem de nao poder fazer dieta nem me exercitar demais pra nao prejudicar a producao de leite.

Entao tentei continuar a me alimentar com equilibrio como sempre fiz, e voltei a me exercitar 5 semanas depois que a Isabella nasceu (colocava ela no carrinho, tenis no pe e pasava 1 ou 2 horas caminhando por Londres!), mas a verdade eh que so depois que ela parou de amamentar eh que finalente vi as coisas voltarem ao normal – meu organismo e metabolismo voltaram ao normal quase que instanteneamente (assim como a pele voltou a ter brilho, o cabelo parou de cair, a energia e disposicao voltou, o apetite diminuiu…. Aff! Amamentar eh muita judiacao pro corpo da mulher! #prontofalei) e nos 3 meses seguintes perdi os ultimos 8 quilos.

Mas olha, queria muito poder falar que os quilos extra “desapareceram”, mas nao foi bem assim nao!

Eu voltei a acordar cedissimo pra poder malhar antes da Isabella acordar, fiz dieta (contei caloria, contei carboidratos, contei gorduras e todas as coisas que no “dia a dia” nao faco porque acho que acabam virando neura e nao sao sustentaveis a longo prazo), me inscrevi num grupo de exercicios no parque com outras maes e fiz de tudo pra voltar ao meu normal!

Entao a verdade eh que hoje em dia, apesar de me sentir “de volta” com o meu corpo de antes (sabe que ate passei a gostar mais da minha barriga?! A pela fica diferente mesmo, mas no processo de esticar e depois encolher, achei que minha cintura ficou mais fina e meu etomago menos alto, que sempre foram cosias que me incomodaram bastante!), mas morro de medo de voltar a engordar (mesmo sendo alta – 1,75cm – 18 quilos eh coisa pra caramba!), entao levo essa minha rotina de exercicios e de alimentacao muito mais a serio do que antes!

Bem, falei, falei sem dizer nada ne? Nao acho que eu tenha muitas “dicas” pra dar nao, mas sempre acho que podemos tirar uma ideia daqui, outra dali e achar nosso proprio balanco.

Eu pessoalmente acho que as musa-fitness vivem um realidade que nao eh compativel com meu dia dia e estilo de vida, entao nao da pra ficar sofrendo porque sua barriga nao eh igual a da fulana nem sua bunda eh igual a da ciclana – mas sigo varias, e acho que vale a pena filtrar algumas ideias de refeicao, lanches, e principalmente exercicios pra fazer em casa.

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

 

Adriana Miller
71 comentários
17 Jan 2010
11 comentários

Decisão e decepção

Pessoal

Eu não me considero uma pesoa orgulhosa, mas em compensação, sou bem cabeça dura… Quando cismo com uma coisa, ninguem tira da minha cabeça oque quero! Diz a minha irma que eu sempre consigo oque quero… mas acho que mais que sorte, quando quero alguma coisa, eu realmente quero essa coisa. E quando eu quero, eu corro atras.

Pois bem. Minha ultima cisma-obcessao tinha sido a maratona de Londres. Me engajei, planejei, pesquisei ONGs, treinei. Conseguir a vaga foi uma missao semi-impossivel, ocupando varios fins de semana de pesquisa, e-mails, formularios e ligações para diferentes ONGs; entao quando finalmente as respostas comecaram a chegar, pude inclusive me dar ao luxo de escolher qual ONG queria, qual causa me identificava mais e tal. O primeiro grande passo, dos 42 km da maratona tinha sido dado.

Desde o começo eu sabia que seria dificil. Tudo. Treinar e conseguir correr/andar/engatinhar/rolar os 42 quilometros era na verdade a parte mais facil…

E eu sabia tambem que angariar os fundos para a ONG seria a parte mais dificil, e quando decidi correr a maratona sabia dos riscos de nao conseguir nem um centavo, e caso isso acontecesse teria que arcar com o custo do meu bolso.

Ia ser pesado, mas estava encarando o custo/gasto como o preço da experiencia… como se fosse o custo de uma viagem, e já estava embutido no meu “orçamento”. Alem disso, tomada a decisao, e com o contrato assinado, nao tinha volta… ou eu angariava todo dinheiro, ou eu pagava do meu bolso.

Até que semana passada eu recebi um e-mail da Oxfam, e entre varias outras coisas sobre a maratona, eles incluiram um “aviso” que devido a grande procura por vagas esse ano, caso alguem nao pudesse correr, ou tivesse se machucado treinando, eles deram um prazo ate dia 16 de Janeiro para possiveis desistencias.

Primeiro eu ignorei totalmente a mensagem, e nem captei a mensagem.

Mas nos dias seguintes, outras coisas aconteceram, o extrato dos gastos na viagem pro Brasil chegaram, e uma possivel mudança ainda esse ano causaram uma reviravolta nas nossas finanças e resolvi tomar uma decisao: desistir da maratona!

Sem exagero, passei 3 dias de pura insonia. Simplesmente nao conseguia dormir (caracteristica da cisma-obcessao) pensando em como poderia achar alternativas…

Mas o problema é o tempo. Pra conseguir angariar esse dinheiro pra Oxfam (sem sair tudo do meu bolso) eu teria que dedicar um tempo, que de agora ateh abril, simplesmente nao tenho. Tenho alguns amigos que vao correr, ou jah correram a maratona e a energia e tempo investido em planejar os eventos de arrecadacao sao um problema. Alem disso, eles gastam muito dinheiro, pra conseguir arrancar dinheiro das pessoas! Um deles, alugou um pub inteiro (de seu proprio dinheiro), comprou varios premios, comidas e bebidas e tal para organizar uma quiz-night, onde cada convidado pagará uma entrada para jogar, comer e concorrer ao premio. No fim das contas o lucro vai ser pequeno, mesmo se todo mundo aparecer, e ele tem varios eventos desse tipo planejados ateh abril. Sem falar na namorada que todo fim de semana fica assando bolos e cookies pra ele vender no escritorio, fica batendo ponto em lojas pedindo patrocinio e produtos pra sortear e fazer rifa, etc.

Ou seja, no fim das contas ele vai gastar praticamente a mesma coisa, mas na verdade ele gosta é justamente dessa coisa toda de organizar fund raisings, eventos, rifas etc. Tempo, energia, e dinheiro que no momento nao tenho.

Entao dei meu aviso que nao vou correr esse ano. Eles me deram a opcao de devolver meu dinheiro da inscricao e cancelar minha vaga, ou reservar minha vaga para a maratona de 2011. Como nao sei oque vai ser da minha vida ate 2011, preferi reservar a vaga. Vai que nenhum dos planos mirabolantes que temos se realiza, certo?

Entoa na verdade nao desisti totalmente do “sonho” de correr a maratona, mas vou ter que esperar ateh ano que vem e ver no que vai dar…

A pagina de doacoes esta fechada ate segunda ordem, mas as (poucas) pessoas que já fizeram sua doação, podem ficar tranquila, pois seu dinheiro jah esta com a Oxfam, e tenho certeza que sera muito bem usado!

Para quem quiser e puder ajudar a Oxfam em sua missao de ajuda no Haiti, por favor cliquem AQUI.

Adriana Miller
11 comentários