08 Nov 2016
6 comentários

Hotel em Myanmar: Aureum Palace Bagan

Ásia, Bagan, Myanmar

Planejar a viagem pra Myanmar teve várias dificuldades, e escolher o hotel sem dúvida foi uma das principais.

Hotel em Myanmar

Porque realmente o turismo no país ainda está bem no comecinho, e a oferta – de qualquer coisa – não é grande. E além disso, desde que começamos a viajar com a Isabella, me tornei mais exigente com hotéis, principalmente em locais “exóticos”, e o conceito de “apenas um lugar pra dormir” já não se aplica mais: com crianças pequenas em lugares tão diferentes de casa precisamos de segurança, conforto, bons serviços, boa comida etc.

Hotel em Myanmar

Nossa Vila Jasmin

Geralmente optamos pela segurança das redes internacionais, mas em Myanmar isso ainda não é uma opção, pois as grandes redes de hotéis ainda não chegaram por lá.

Além disso, como a demanda de turistas ainda não é assim tão grande, a oferta não é lá grandes coisas, e tudo que pesquisamos ou nos recomendaram era 8 ou 80: ou você fica num albergue ou guest house ultra básica, ou num hotel 5 estrelas.

E para minha surpresa, os preços são super altos, principalmente para padrão Sudoeste Asiático! E mesmo os hotéis considerados mais de “luxo” são visivelmente bem básicos, e a maioria tinha feedback bem negativo em relação à comida.

Hotel em Myanmar

E aliás essa era minha principal preocupação, pois li bastante sobre a comida Birmanesa ser bem ruim… uma mistura entre a Tailandesa e Indiana, sem grandes opções de pratos frescos, tudo muito gorduroso e apimentado (P.S. Fato que confirmamos quando chegamos lá… a culinária local realmente não é das melhores – e olha que não sou nada fresca com essas cosias! Vide aqui e Aqui, por exemplo). O país é bem pobre e as noções de higiene não são as mesmas que vemos no ocidente…

Nosso café da manha no hotel

Nosso café da manha no hotel

E como eu estava no começo da gravidez e muito enjoada (além da Isabella ser chata pra comer!), fiquei muito preocupada com a questão da comida, e queria ficar num hotel que tivesse opção de restaurante internacional, só pra garantir. E com criança pequena, é sempre bom ficar num hotel com restaurante no local, serviço de quarto etc, pois nunca sabemos como o dia vai ser.

E quanto mais eu pesquisava sobre hotéis em Bagan, mais me convencia que a melhor opção era mesmo o Aureum Palace Hotel!

O único empecilho é que ele era muito mais caro que as outras opções 4/5 estrelas em Bagan, mas me compensação oferecia absolutamente tudo que queríamos num hotel:

  • 2 ou 3 restaurantes com bastante opções de comida internacional (as resenhas sobre a comida de lá eram ótimas, e realmente adoramos tudo que comemos!)
  • Ótimo serviço, incluindo opção de babysitter (aliás, o Aurem Palace é o único hotel que oferece serviço de babysitter em Bagan, e isso foi uma coisa que eu pesquisei bastante, pois queríamos fazer o passeio de balão)
  • “Entretenimento” para a Isabella (apesar de não ser um hotel “de família” e não ter playgrounds nem nada disso, tem uma piscina incrível e muito espaço verde, o que foi ótimo!)
  • Muuuuuuuuito conforto! Os quartos são absurdamente incríveis!
  • E por fim, a localização, pois é o único hotel que fica dentro da área de conservação de Bagan (ou seja, fica dentro do “parque” de templos); nós queríamos ter a opção e flexibilidade de não ter que ficar indo e voltando todos os dias, e queríamos estar “lá”, poder ir passear num templo de manhã, voltar pra almoçar no hotel, curtir a piscina, depois sair de novo pra ver o pôr do sol em outro templo, etc.

A decisão foi acertadíssima, e acho que apesar de toda precariedade do país, o Aureum Palace foi um dos melhores hotéis que já me hospedei!

Hotel em Myanmar

A varanda do nosso quarto

Nós ficamos num quarto “Jasmin Villa” com vista para o lago, que só deixou a experiência ainda mais incrível! (já falei várias vezes aqui no blog que sempre que viajamos com a Isabella, dou preferência a quartos de hotel com varanda, e assim podemos curtir o quarto/hotel à noite depois que ela vai dormir.

O quarto era super espaçoso, com uma decoração linda! Com uma ante sala que se convertia em sofá cama (onde a Bella dormiu), uma cama super confortável, closet e um banheiro incrível, com uma banheira enorme com a vista dos templos! Simplesmente paraíso!

E como mencionei antes, a comida e ter opções de restaurantes dentro do hotel, foi um critério crucial pra mim, e uma coisa que sempre pesquiso um pouco mais quando viajamos com a Isabella. O Aurem Palace tem 3 restaurantes, com muitas opções de comida internacional e Asiática, café da manhã, e tudo muito fresco e feito ali mesmo.

Nossa

Nossa “Villa Jasmin”, numero 202

Como nós ficamos por lá a semana toda, e o hotel é relativamente pequeno (e não estava lotado), acabamos conhecendo bem os funcionários e os  chefs, que sempre me davam opções “modificadas” de alguns pratos, ou faziam alguns outros pratos que nem sequer estavam no menu, caso eu não estivesse me sentindo muito bem e quisesse comer alguma coisa específica.

Um dos restaurantes do hotel, na beira da piscina e com a vista dos templos

Um dos restaurantes do hotel, na beira da piscina e com a vista dos templos

Então pra falar a verdade, acabamos fazendo todas as nossas refeições da viagem lá mesmo, e nem nos demos ao trabalho de ter que ir até o centrinho da cidade, procurar restaurantes etc, e foi ótimo!

Resumindo a viagem, foi tudo incrível, e amamos demais Myanmar, mas sem dúvida nenhuma, ter ficado num hotel tão incrível fez com que a experiência fosse ainda melhor, e sem absolutamente nada pra botar defeito!

Além de claro, nos proporcionar fotos sensacionais, pois o hotel realmente é maravilhoso e está numa parte incrível de Bagan!

Para reservas, é só clicar abaixo:

Aureum Palace Hotel Bagan

Outras opções de hotel em Bagan, aqui:

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Me Acompanhe!

Além de todas as dicas que eu posto aqui no blog, você também pode me acompanhar nas redes sociais para mais notícias “ao vivo”:

 

Adriana Miller
6 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
6 comentários
  1. Nathalia T. - 08/11/16 - 13h52

    Entrando em desespero nesse exato momento porque aparentemente está lotado no período que vou estar lá…

    Responder
  2. Rebeca - 08/11/16 - 15h46

    Nossa, Dri! Esse hotel por si só já é uma atração turística, que vista sensacional!!! Realmente, compensa pagar mais caro pra passar mais tempo usufruindo dessa vista maravilhosa. Ver o por do sol aí deve ser uma experiência inesquecível! Entrou pra minha lista!

    Responder
  3. Francélli - 09/11/16 - 17h17

    Nas minhas últimas viagens pra Ásia, mesmo sem ter filhos, segui esse teu conselho, de ficar em um hotel que fosse mais próximo ao que me remetesse à minha casa e sem dúvida faz toda a diferença. Comer na rua, ir a restaurantes típicos é ótimo, mas poder ter um lugar com opções mais familiares ou um quarto de hotel padrão internacional realmente deixa a experiência toda muito mais agradável. Muito obrigada!

    Responder
  4. amanda - 09/11/16 - 17h44

    deeeus, mais de 700 reais a diaria? so pagando em libras, mesmo!

    Responder
  5. […] o nascer do sol na torre do hotel Aureum Palace (onde nos hospedamos, mas a torre é aberta a visitantes), o pôr do sol em um ou dois templos templo, o passeio de […]

    Responder