22 Jul 2013
7 comentários

Paris: Quartier Latin

Dicas de Viagens, França, Paris, Roteiros & Passeios

Na minha última viagem a Paris, eu resolvi passear por uma parte da cidade que já não ia a anos, o Quartier Latin.

Eu tinha gostado dessa coisa de aproveitar algumas de minhas viagens a trabalho pra explorar áreas e bairros específicos da cidade (como por exemplo os Le Marais e Saint German), então aproveitei o finzinho do verão (era meados de Setembro de 2012) e que ainda estava sol lá fora quando meu voo pousou e fui direto pra rua!

Fiquei hospedada na Place Vendôme e fui andando pela beirada do rio Sena até chegar na Catedral de Notre Damme (pois queria tirar essa foto histórica aqui).

Então meu passeio começou logo do outro lado do rio, em frente a Notre Damme, na praça Place St-Michel e no Boulevard St-Michel.

É aqui que esse bairro/região oficialmente começa, se espalhando pelo sul da cidade e se caracterizando por ser uma das áreas mais “intelectuais” de Paris.

E na verdade, é por isso que ela tem esse nome, Quartier Latin, ou “Quarteirão Latino” que não tem nada a ver com música Salsa nem drinks a base de Tequila – e sim a influência da herança Romana na cidade (é ali também que estão os mais antigos sedimentos da dominação do Império Romano em Paris), e durante a idade média o bairro era principalmente habitado por estudantes (o campus mais antigo da Sorbonne fica por lá) e membros do Clero, que falavam principalmente em Latin.

Logo ali a esquerda na Place St Michel esta a rua Rue de la Huchette, que hoje em dia é super turistona, mas evite focar nas lojas de kebab e souvenir e tente imaginar como eram as ruelas de paris na idade média… (evite comer por ali!! Muita comida ruim com preços exorbitantes!) A Rue de la Huchette é uma das poucas áreas que sofreram poucas mudanças e revitalizações ao longo dos seculos, mantendo boa parte de sua estrutura original medieval.

Um outro ótimo exemplo da Paris medieval é a Igreja San Severin, uma igreja de arquitetura Gótica, construída em 1210 e que ainda tem o sino mais antigo de Paris em sua torre (de 1412) e é coberta de imagens e gárgulas!

Seguindo a diante na direção Sul o bairro começa a aprentar nomes e áreas mais conhecidas dos turistas, como por exemplo o Panthéon de Paris.

O Panthéon não é tão antigo assim, construido apenas em 1755, mas ele substitui uma outra igreja medieval da Santa Genevieve.

Apesar de que originalmente o edifício era uma igreja, ele foi construido inspirado no Pantheon Romano, que era uma estrutura pagã.

Hoje em dia, o Panthéon funciona como uma espécie de museu e mausoléu que guarda os restos mortais de Franceses ilustres, como Victor Hugo, Rousseau e Voltaire, e  pode ser visitado livremente por turistas.

E logo ali em frente esta uma das entradas do Jardim de Luxemburgo, um dos principais e mais bonitos parques de Paris!

O Jardin du Luxembourg é o segundo maior parque de Paris, mas não passa apenas do “jardim” do Senado Frances (o palácio de Luxemburgo).

Na época que eu fui então, já no finzinho do verão, o parque fica especialmente lindo – as flores ainda estão resistindo, o calor do verão já passou, e os Parisienses sabem que as horas de luz do dia e as temperaturas agradáveis estão com os dias contados, e portanto fazem questão de aproveitar cada último momento do verão!

Mas em qualquer época do ano o parque é uma delícia, e a oportunidade perfeita pra fazer uma pausa no roteiro, sentar na grama (ou nas cadeiras em volta do laguinho) e abrir uma garrafa de vinho com umas frutas e queijos (é só comprar uma “pic nic” improvisado nas lojinhas que ficam nas ruas em volta do jardim!). Perfeição!

E você vai reparar que a maioria das pessoas no jardim estão lendo ou estudando – também pudera, ali do lado esta uma das universidades de maior prestígio do mundo a “Université de Paris a Sorbonne”.

São vários campus espalhados pela cidade, mas é esse do Quartier Latin que esta entre os mais antigos, e que é um dos responsáveis pelo nome do bairro!

E pra quem for fã de arte, bem ali pertinho da Sorbonne esta o Musée de Cluny, que guarda a famosa tapeçaria “La Dame à la licorne” (a Dama e o Unicórnio), além de contar um pouco mais da história da Paris medieval e ter as ruínas de um antigo banho termal Romano.

Esse passeio pode ser feito em 2 ou 3 horas, e já que você esta do lado sul do Sena, porque não aproveitar e também dar uma voltinha em Saint German?

 

Adriana Miller
7 comentários
18 Sep 2012
15 comentários

Paris Express!

Dicas de Viagens, França, Paris, Trabalho

Enquanto espero meu vôo de volta pra casa, fica aqui registrado minha passagem ultra express por Paris!!

Foram apenas 24 horas (com uma noite no meio!), mas deu pra curtir umas horinhas do clima de final de verão…

Eu tinha que estar em Paris hoje bem cedinho pra uma reunião, então a melhor opção de vôo era sair de Londres ontem a tarde.

O vôo ponte aérea Londres-Paris é rapidíssimo então quando cheguei em Paris e me deparei com o solzão que tava fazendo, fui direto pra rua!!

20120918-172948.jpg

Eu queria dar uma passadinha na Notre Damme, então aproveitei que estava por aqueles lados pra bater perna pela Quartier Latin – bairro que nao passeava há anos!!

20120918-173103.jpg

E claro que eu nao resisti quando vi isso na vitirine de uma lojinha de souvenir…

20120918-173148.jpg

Fui andando meio sem rumo pelo bairro…

20120918-173239.jpg

Sentei pra relaxar no Jardins de Luxemburgo (todo florido e ensolarado no por do sol!!)

20120918-173330.jpg

Mas assim que o sol começou a baixar, voltei pra casa e fui andando pela St Honoré e Operá até chegar na Place Vendôme

20120918-173454.jpg

Segui a recomendação do concierge e jantei ao ar livre no terraço do hotel dês Costes – uma das melhores refeições da vida!!!

E pra fechar o dia, me acabei nos chocolates de boas vindas do Park Hyat e muitos macarons de sobremesa!!

20120918-173538.jpg

20120918-173725.jpg

20120918-173738.jpg

Já hoje, o dia amanheceu nublado… Mas tudo bem, já que nem coloquei o nariz pra fora da sala de reunião…

20120918-173827.jpg

Quer dizer, sai sim. Aproveitei que estava de hostes e levei os fornecedores pra almoçar na Carette!

20120918-173912.jpg

Uh lá lá!!

Adriana Miller
15 comentários
02 Jul 2012
4 comentários

Paris: W Hotel Opera

Dicas de Viagens, França, Hoteis, Paris

O mais novo hotel a agitar o mercado hoteleiro em Paris eh novissimo W Hotel, nos arredores da Opera Garnier.

O hotel inaugurou em Abril 2012 e pra minha grandissima surpresa, estava disponivel em uma de minhas ultimas viagens a Paris no final de Maio!

Eu sou super fan do estilo, arquitetura e filosofia dos hoteis da rede W (ja falei super bem do W Bali e do W Londres) que tem esse jeitinho descolado e moderninho, mas sempre informal e com o hospede sempre, sempre em primeiro lugar (a principal filosofia deles eh o “Whatever Whenever”, onde o desejo do hospede, eh literalmente uma ordem!).

O W Paris tem uma localizacao excelente, numa esquina bem entre a Opera e a Galleries Lafayette, super acessivel de qualquer ponto de Paris.

Os quartos sao modernissimos e tem a cara da linha W, inclusive dois detalhes que eu particularmente adoro: o chuveiro “rain shower” e o “munchies basket”.

O Rain Shower eh um caso – de amor – a parte! Voce nunca tomou banho ate ter tomado um banho Rain shower!

A cabeca do chuveiro eh enorme, com pressao e fluxo de agua constante, como se vc estivesse mesmo num temporal!

E o Munchies nada mais eh que o mini bar, soh que tudo eh super diferente e inusitado, e nada tem a ver com o saquinho de amendoin e a latinha de cerveja que ficam esquecidos nos hoteis convencionais!

E assim como os outros hoteis da rede, o W Paris tem duas otimas opcoes de bar e restaurante. O Arola eh um restaurante de culinaria Espanhola, comandado pelo chef Espanhol de mesmo nome e vencedor de duas estrelas Michelin.

E logo na entrada do hotel esta o W lounge que ja virou a nova modinha do verao em Paris (e todas as tapas do bar fazem parte do menu do Arola).

W Paris Opera

4 rue Meyerbeer, 75009 Paris

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Denver, Colorado, nos EUA, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!

Latest posts by Adriana Miller (see all)

Adriana Miller
4 comentários