31 Oct 2011
15 comentários

Germain

Dicas de Viagens, França, Paris, Restaurantes & Cafes

E por falar em Saint Germain, eu descobri um verdadeiro achado no bairro!

Aproveitei que ia estar na area pra uma reunião, planejei de voltar ao aeroporto com um tempinho de sobra pra passear e almoçar em Saint Germain des Pres antes de voltar pra Londres. E eu tinha uma meta: conhecer o restaurante/bistro/diner Germain!

Na verdade eu descobri esse restaurante por acaso, enquanto procurava na internet os dados de contato pra fazer uma reserva no Le Matignon – e acabei descobrindo que nao só o Le Matignon faz parte do mesmo grupo de hoteliers que o Les Gerorge mas eles ainda tem mais uma dezena de outros restaurantes super bacanas em Paris, variando dos mais luxuosos e badalados aos mais dia a dia e cafes.

Thiery Costes é o chefe da familia Parisiense que comanda o grupo “Maison Costes“, proprietários de nada menos que 26 estabelecimentos (entre eles cafes, restaurantes, clubs, cinemas, hoteis e lojas) espalhados por toda Paris, e todos tem uma cosia em comum: nao sao nada comuns!

Entao eu logo vi que o Germain ia estar no meu caminho, pertinho do centrinho de Saint Germain des Pres, na rua Buci, eu nao perdi a oportunidade!

Principalmente nesse quarteirao historico onde o Germain foi inaugurado, ele se destaca pelo design colorido e diferente – com mesas cor de rosa neon, o chao em chadrez branco e preto, e claro, Sophie, a musa do Germain.

E ai esta a grande sacada dos Costes: Para transformar um lugar comum sem ter que contratar chefs de renome nem ganhar estrelas Michelin em Paris, basta contratar um arquiteto de peso!

E foi isso mesmo que eles fizeram: contrataram o arquiteto Iraniano India Mahdavi, que por sua vez encomentou uma instalação artística do escultor Françês Xavier Veilhan (que atualmente esta expondo algumas de suas obras em Versailles!) que foi originalmente premiada numa galeria em Miami e transporta diretamente para o Germain!

E qual foi a solucao pra abrigar os 8 metros de Sophie? A mascote cruza 2 dos 3 andares do restaurante, sendo que suas pernas estão constrastando com o preto e branco do chao do bistro, e seu torso e cabeça sao o centro das atenções no bar do andar de cima!

No menu, comidas (e preços) normais, como saladas, sanduiches, pastas e (muitas) sobremesas, e a conta não passou dos 20€!

Uma maneira perfeita de terminar meu passeio em Saint Germain, com um pouco de arte e cor, e sem ter que enfrentar as massas de turistas fazendo fila na porta do Les Deux Magots!

http://www.maisonthierrycostes.com/en/germain/home

25 Rue de Buci

 

Adriana Miller
15 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!

15 comentários
  1. helo - 31/10/11 - 10h29

    o germain esta no meu guia 48h de design em paris!

    Responder
    • Adriana Miller - 31/10/11 - 10h30

      Serio?! Que legal!!!
      Nossa, AMEI esse restaurante!

      Responder
  2. Su - 31/10/11 - 12h00

    Driiii, amo suas dicas, são tantas e sempre ótimas. Me leva na sua mala? Sou pequena, prometo qie n ocupo mtooo espaço… =)

    Beijoo

    Responder
  3. Su - 31/10/11 - 12h01

    Driii, amo suas dicas, são tantas e sempre ótimas!
    Deixa eu ir na sua mala? Sou pequena, prometo que ocupo pouco espaço… =)

    Beijooo

    Responder
    • Adriana Miller - 31/10/11 - 14h21

      Ja pensou se pudesse?! :-)

      Responder
  4. Romara - 31/10/11 - 13h37

    ok convenceu..vou fazer mais uma voltinha em paris…!:))))

    Responder
    • Adriana Miller - 31/10/11 - 14h21

      “Like” :-)

      Responder
  5. Raquel barbosa - 31/10/11 - 18h53

    Uau! Parece fantástico!

    Responder
  6. Carol - 01/11/11 - 02h17

    Dri, nessas viagens a trabalho vc vai sozinha? Não é ruim passear e principalmente ir jantar num restaurante sem companhia? Acho q nao conseguiria….

    Responder
    • Adriana Miller - 01/11/11 - 06h56

      Sim, sempre sozinha, oque eu prefiro.
      As vezes tenho alguem da empresa comigo, do escritorio local, ou de Londres, mas a grande maioria das viagens faço sozinha.
      E não, não é ruim passear nem comer sozinha não. Pelo contrario!
      Claro que qualquer viagem a passeio com o meu marido ou alguma amiga é bem melhor, mas jamais deixaria de fazer nada, nem aproveitar pra conhecer agum lugar legal por falta de companhia.
      Como já disse em outros posts, a melhor companhia do mundo tem que sempre ser a gente mesmo! :-)

      Responder
  7. Juliana - 02/11/11 - 16h28

    Adriana…outra curiosidade…como faz p tirar fotos de si mesma qdo viaja sozinha? Pede pra alguém da rua tirar p vc? Tem coragem de emprestar sua máquina pra desconhecidos? Eu nunca sei direito oq fazer….

    Responder
    • Adriana Miller - 03/11/11 - 00h13

      Claro!
      Oque eles vao fazer? Sair correndo com minah camera?!
      Logico que ja desconhecidos e desconhecidos, e não pediria pro mendigo de Paris tirar uma foto minha ne?! :-)
      Geralmente peço pra outros turistas, pessoas que eu veja que tambem estão tirando fotos e tal. Geralmente evito pedir pra locais, pois geralmente eles estão apressados no dia a dia e não tem paciencia pra turistas.
      Mas a grandissima maioria das fotos minhas quando eu viajo sozinha, foram tiradas com meu mini tripé, que levo comigo em tudo quando é canto (veja aqui: http://drieverywhere.net/2009/04/14/sal-fotografias/).
      Até porque geralmente as fotos que vc pede pra desconhecdos tirarem nas ruas NUNCA ficam boas! Nunca sabem enquadrar a foto direito, não sabem mexer na sua camera e coisas do tipo. Muito mais facil montar meu tripézinho, ajustar a camera como bem entender, contar até dez e pronto!

      Responder
  8. […] varios restaurantes bem bacanas em Paris (como por exemplo Les Ombres , o Les George, ou o Germain) sempre tem otimas opcoes de “fomrule midi” na hora do almoco, que eh justamente o […]

    Responder
  9. Paula - 18/08/13 - 04h12

    Oi Adriana, adorei o blog! Viajo daqui a 3 dias pra Paris. Já coloquei esse restaurante na minha lista. No post vc fala que gastou entre 20 e 25 euros e que existem outros 26 estabelecimentos dos mesos donos. Vc teria outros restaurantes nessa faixa de preço para indicar?

    Outra coisa: Vc gostou muuuito da comida ou foi apenas ok?

    Bj. Paula.

    Responder
    • Adriana Miller - 18/08/13 - 10h12

      A comida de lá é muito boa, mas um menu “normal” – saladas, sanduíches e tal. Gostei sim, mas não sei se faria da comida uma “ocasião”, sabe?
      (acho que o Germain ganha mesmo é pela localização e design moderninho)
      Ah! E já escrevi um outro post também sobre dicas de lugares bons e baratos pra comer em Paris :-)

      Responder