17 Mar 2015
85 comentários

#PerrengueEverywhere: Seguro de viagem, garantias e precaucoes a tomar antes de viajar

Dicas (Praticas!) de Viagem, Dicas de Viagens

Bem, o que era pra ter sido uma serie de posts e Vlogs sobre nossa viagem a Andorra, nos Pirineus, acabou virando uma sucessao de azares, planos desfeitos e uma volta para casa decepcionante antes do esperado (mas rendeu um bom Vlog!)

Quem me acompanhou no Instagram “assistiu” todo o perrengue “ao vivo” (ou entao voce pode asistir o Vlog!), mas o que aconteceu foi: Fomos pegos por uma tempestade de neve supresa no meio da estrada entre Toulouse, na Franca, e a subida para os Pirineus (que nao estava na previsao do tempo!) a caminho de Andorra, onde nevou cerca de 2 metros e meio de neve em apenas 5 horas.

O resultado foram estradas e acessos ao país fechados, e tivemos que dar meia volta, por ordem da policía rodoviaria Francesa, a cerca de 10 km da frontera com Andorra.

E sem falar que o dia como um todo foi um sufoco! Tivemos que nos virar para colocar correntes de neve nos pneus do carro, dirigir na neve intensa (a visibilidade fica muito ruim!), estradas escorregadias e transito lento.

Para completar a condicao da estrada estava tao ruim que nossa corrente de neve quebrou e ficou presa no pneu do carro, tivemos que achar um mecanico no meio do nada para cortar a correia da primeira corrente (que provavelmente nao instalamos corretamente) e instalar uma nova corrente (um agradecimento especial a minha professora de Frances da 8’ serie e as aulas de teatro que eu detestava pois morria de vergonha! Incrivel como no desespero a gente se vira, ne?!), varios telefonemas as policías rodoviarias da Franca, Espanha e Andorra, e por fim a decepcao de ter que desistir tao pertinho do destino, voltar tudo de novo e achar um hotel de ultima hora numa cidadezinha no meio do nada nos Pirineus Franceses.

Isso tudo aconteceu numa espaco de poucas horas, mas atrapalhou a viagem toda, claro, que ja estava planejada e reservada desde Outubro!

Por mais que tenha sido apenas um fim de semana prolongado saindo de Londres, uma viagem eh uma viagem, e demanda tempo, energía, dinheiro, fazemos planos e sonhos, o que se tornam uma enorme decepcao quando da tudo errado.

Entao eu ja falei bem esporadicamente sobre seguros e planos aquí no blog ao longo dos anos, mas nunca falei sobre isso com muitos detalhes, e muitos leitores me pediram dicas, recomendacoes e um post mais geralzao sobre o que eu faco nesse tipo de situacao e o que aprendi ao longo das viagens e perrengues da vida.

Bem, em primeiro lugar o mais obvio de tudo: Nunca, jamais saia de seu país ou cidade sem um seguro de viagem!

Para comecar que alguns países fazem mesmo esse exigencia de seus turistas (para viajar para a Europa, por exemplo, Brasileiros precisam ter um seguro que cubra pelo menos 30.000 Euros de custos). E mesmo se nao exigisse (como outros lugares nao exigem), tem que fazer.

Ja pensou se acontece alguma coisa, e voce tem que pagar tratamento medico em Euros?! Ou Dólar Australiano? Ou Dirham Emirati? Pois eh! Entao na custa nada pesquisar, ler bem os termos e condicoes, entender suas necesidades e onde o bicho pega(ria) num caso de azar.

Por exemplo, eu falei muito aquí sobre seguro de viagem quando relatei minhas viagens durante a gravidez.

Nem todos os seguros cobrem emergencias durante a gravidez, médicos e exames especiais, ou médicos que possam te apoiar em outra linguam num momento tao delicado, la do outro lado do mundo.

Ou entao viajando com crianca pequena. Seu seguro cobre custos de pediatría, cobre custos de acompanhante (afinal de que adianta mandar sue filho pro melhor hospital do país X, se voce nao puder ficar junto?!)?

E caso voce esteja mochilando (riscos diferentes de uma pessoa viajando de excursao de agencia)?

Ou praticando algum esporte de inverno, ou escalando montanhas em lugares remotos? A decisao pode ser bem simples, e as vezes voce ja tem um otimo seguro te cobrindo e nem sabe! Por exemplo, se voce possui cartoes de crédito com bandeira “Premium” (Platina, Black e afins), geralmente eles ja incluem otimos planos de seguro, e ou voce nao vai precisar pagar nada, ou entao recebera um bom desconto, justamente por ja ser cliente.

Quando nos escalamos o Kilimanjaro na Africa, por exemplo, o seguro do American Express foi o único que cobria custos com resgate medico acima de 5 mil metros de altitude (Kilimanjaro tem quando 6 mil metro!), e tambem foi o seguro que usei quando fui para as Maldivas gravida da Isabella, pois foi o melhor plano que achei que incluisse transporte de helicóptero (a ilha que ficamos hospedados era a cerca de 4 horas de barco do hospital mais próximo! E esse tempo num momento de emergencia medica faz muita diferenca!).

Mas por outro lado, nem todo mundo precisa de coberturas tao extremas, e o mercado tem muitas otimas opcoes de seguros de viagem.

A Mondial Assiatance por exemplo (nova parceira do blog) faz sucesso entre amigos-blogueiros e tem uns pacotes super legais específicos para cada situacao (motivo pelo qual me convenceu a comecar uma parceria com eles).

160x600

Eles tem um pacote que cobre específicamente mochileiros, outro pacote para viagens durante a gravidez (com opcoes especificas para viagens para a Europa, ou viagens para os EUA – imprescindivel para quem vai fazer exoval durante a gravidez!! – ou outras partes do mundo), pacotes mais terceira idade, ou pacotoes mais generalizados em diferentes faixas de preco.

Outra empresa muito bem conceituada internacionalmente eh a World Nomad (tambem parceira do blog), preferida entre Americanos e Europeus (com atendimento em Portugues tambem) e que oferece opcoes parecidas, com otimas resenhas principalmente em relacao a cobertura medica nos EUA (onde nao existe opcao publica e eh um dos sistemas de saude mais caros do mundo! Nunca va aos EUA sem um bom seguro de viagem que cubra saude tambem!).

<script src=’//www.worldnomads.com/Partner/GetPartnerWidget?partnerCode=dr13vy&Source=&loadWithPanelExpanded=true&cultureKey=en&cssVariant=landscape’ async defer></script><div id=’wn-insurance-quote-editor’ style=’width:300px;background:url(https:\/\/cdn.worldnomads.net\/Content\/styles\/i\/wn\/external-widgets\/widget-bg-orange.jpg);’></div>

Esses dias mesmo conseguimos recuperar um iPad que esquecemos dentro do aviao a caminho de Dubai, mas se o iPad nao tivesse sido devolvido, nosso seguro de viagem da World Nomad cobre nossos eletronicos e apetrechos de viagem, que eh uma coisa que hoje em dia todo mundo tem.

Alem disso existem outros detalhes e precaucoes que podemos tomar durante o planejamento de uma viagem que sempre ajuda em caso de emergencias.

Na viagem (desastrosa) para Andorra por exemplo, duas coisas foram essenciais: o fato de que o hotel tinha sido reservado pelo Booking.com que eh um dos sites de reserva mais confiaveis do mundo. Entao antes mesmo de falar com seguro de viagem nem nada parecido, eu liguei foi pro Booking.com e expliquei a situacao.

Eles intermediaram toda negociacao diretamente com o hotel e nao nos cobraram o custo do no-show, pois eles tambem sao segurados para esse tipo de incidente, e como nosso caso se encaixou na situacao de “forca maior”, estavamos cobertos no seguro deles com o hotel.

Outra super ajuda foi o fato de termos viajado com a British Airways, e nao com uma empresa de low cost, por exemplo, com bilhete flexivel. Entao como parte da viagem ja tinha comecado, eu liguei para a BA, paguei a taxa para trocar a data do voo e conseguimos voltar pra casa mais cedo do que planejado (sim, tivemos que pagar uma taxa pra mudar os voos, mas quando fizemos as contas, valia mais a pena pagar a multa da BA do que ter que pagar por mais noites de hotel nao planejados, refeicoes ao longo do fim de semana e todo apurrinhamento da situacao!).

E por fim, a grande surpresa foi mesmo a devolucao do carro alugado, que ja tinha sido inclusive pre-pago: como devolvemos 2 dias antes do planejado e tivemos que comprar uma corrente de neve nova para o pneu, eles devolveram parte do dinheiro pago pelos outros dois dias da reserva e nao cobraram o aluguel da cadeirinha de crianca, por causa do custo extra do preco da corrente de neve. Achei o servico excelente e realmente nao esperava por uma coisa dessas mesmo! Nosso carro foi alugado pela Hertz atravez do site do RentalCars no aeroporto de Toulose (que faz parte do grupo Booking), entao tambem estavamos protegidos pelo servico ao cliente e seguros deles.

Ou seja, alem do seguro de viagem eh importante planejar bem certos aspectos da viagem, usando parceiros confiaveis e de qualidade, em vez de sempre corer atras do melhor preco, custe o que custar. Sabe aquele chavao de que “o barato sai caro”? Pois eh, e eh justamente quando tudo da errado que pagamos um preco alto!

Claro que cada situacao eh diferente, e cada viagem tem necessidades e perfis diferentes, e na maioria das vezes simplesmente nao da pra deixar pasar aquela super promocao de passagem, ou a diferenca de preco eh grande demais – entao as vezes temos que aceitar que se alguma coisa der errado vai rolar um prejuizo mesmo e ponto final, alem de entender bem as regras de seu seguro e os termos e condicoes sobre o que esta e nao esta protegido.

Na epoca que viajei pra Andorra e fui “narrando” os acontecimentos nas redes sociais, muitos leitores me contaram suas historias de situacoes parecidas, viagens em que puderam ou nao acionar seus seguros e tals, e percebi que o maior problema as vezes eh simplesmente falta de informacao sobre o que esta assegurado ou nao.

Um outro “causo” que ja aconteceu com a gente foi ha uns anos atras quando planejamos uma viagem para a Tunisia, no Norte da Africa. Passagens compradas, hotel pre-pago…. e 1 semana antes da viagem comecaram os conflitos da “Primavera Arabe”, justamente na cidade onde iamos!

Porem…. nosso seguro de viagem na epoca nao cobria cancelamento de viagem por motivos de conflitos civis e ficamos a ver navios! Entao tivemos que esperar ate uns dias antes da viagem quando o governo da Tunisia fechou oficialmente o espaco aereo do pais e nosso voo foi oficialmente cancelado! Perdemos o custo do hotel (que na epoca foi reservado por outro site, que alem de cobrar adiantado, nao tem nenhuma protecao aos clientes!), mas pelo menos conseguimos remarcar o voo para outro destino e acabamos indo para Ilha de Chipre.

 

Acho que o moral da historia eh que imprevistos sempre acontecem, e quando acontecem com a gente, eles sempre sao o fim do mundo – e em se tratando de viagens e ferias, todo mundo quer pensar no melhor e mais legal, e as vezes esquecemos nem tudo eh um paraiso e estar preparado para lidar com isso, deve sempre fazer parte da preparacao da viagem.

 

Para terminar o post, minha check list (mental) de coisas que eu levo em consideracao sao:

– Seguro de viagem & saude que cubra o destino e atividades que pretenda fazer (seja um seguro que cubra montanhismo, gravidez, pediatria, esportes de inverno ou zonas de risco e conflito, etc), se esse for o caso.

– Alem de mim & minha familia, o que mais precisa de cobertura? (eletronicos, equipamento fotografico? E se voce perder o passaporte? E se perder o cartao do banco?)

– Eu sempre escaneio meu passaporte e cartoes de banco/credito e mando pra mim mesma por e-mail. Assim, em caso de perda, eles podem ser facilmente acessados de qualquer lugar. Tambem anoto telefones de emergencia (embaixadas e consulados), e contatos de medicos que falem Ingles (ou Portugues, caso voce nao fale bem Ingles – mas Ingles eh mais facil!) no destino final (eu ja postei esse link em alguns posts sobre viagens durante a gravidez e com bebe pequeno, mas meu plano de saude tem uma lista otima de medicos que falam Ingles no mundo todo! Sempre tenho a mao!). Ou entao as embaixadas tambem tem contatos de emergencia para acessorar brasileiros e Portugueses no exterior (atencao para quem tem dupla cidadania! O que vale eh a nacionalidade que voce usou pra entrar em tal pais, entao cuidado pra quem nao fala a lingua de sua segunda cidadania!).

– Ao comprar a passagem aerea qual o custo-beneficio embutido no preco (e desconto) de certas empresas? Se eu precisar mudar as datas da viagem, quais os encargos? Caso precise, terei alguma flexibilidade? A diferenca de preco eh maior do que se precisar recomprar a passagem inteira de ultima hora? (sempre recebo esse tipo de pergunta em relacao a alguns sites de desconto que recomendo)

– Quais as situacoes de risco que devo levar em consideracao que podem trapalhar os planos da viagem e nao sao considerados como situacoes triviais cobertas por seguros? (por exemplo, nos ultimos anos a mae do Aaron tem pagado premiums de seguro altissimos que permitam que ela cancele qualquer viagem, a qualquer momento caso alguma coisa acontecesse com sua mae, que ja tinha 100 anos e nao tinha mais ninguem na familia pra ajudar. Quando sua mae faleceu ela estava dentro do aviao numa conexo a caminho da Nova Zelandia e teve que cancelar tudo de ultima hora e sair do aviao no meio da conexao! Um caos digno de filme! Mas seu seguro da World Nomad cobriu tu-do!)

– Farmacia de viagem: sempre levo remedios basicos e coisas que possam ajudar num momento de aperto.

– E por fim, claro… Nao de bobeira!

 

P.S. Alguns dos links desse post sao de empresas de afiliados e parceiros do blog, e a minha politica eh simples: nao me associo nem me afilio com empresas que nao utilize na minha “vida real”. Entao essas sao minhas dicas pessoais, mas ao reservar seu carro, ou hotel ou comprar seu seguro de saude/viagem pelos links e baners acima eu ganho uma comissao. E voce nao tem custo a mais nenhum!

Adriana Miller
Siga me!

Adriana Miller

Sobre a Autora at Dri EveryWhere
Adriana Miller, Carioca. Profissional de Recursos Humanos Internacional, casada e mãe da Isabella e do Oliver.
Atualmente morando em Londres na Inglaterra, mas sempre dando umas voltinhas por ai.
Viajante incansável e apaixonada por fotografia e historia.
Adriana Miller
Siga me!
Adriana Miller
85 comentários
Comente pelo Facebook
Escreva o seu Comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que a sua foto apareça nos comentários? Clique aqui!
85 comentários
  1. Pedro - 17/03/15 - 12h33

    dri, uma curiosidade. lembro de você ter mencionado que o objetivo das parcerias eram ajudar no custeio do blog, que quanto mais famoso e acessado, mais caro ficava de manter. Está ajudando mesmo? Está conseguindo ter o ‘retorno’ que voce esperava??

    Responder
    • Adriana Miller - 17/03/15 - 12h57

      Nao, nem de longe! Manter um blog eh um hobby caro, e as parcerias que tenho so eram umas comissoes por mes e olhe la. Nao cobrem os custo do blog.

      Mas eu tambem nao me dedico 100% pois nunca quis tocar o blog como “profissao”, entao nao sou muito insistente na “venda” das parcerias nem muito proativa em ficar procurando parceiros, publiposts etc. Ser blogueiro profissional (que vive 100% de blog) eh um trabalho arduo e muito frustrante, entaao admiro muito que o faz com sucesso, mas por enquanto nao acho que seja o ideal pra mim nao.

      Responder
  2. Nathalia T. - 17/03/15 - 12h42

    Adoreeeeeeeei esse post!
    Não conhecia a World Nomad mas gostei muito.
    Já vou pesquisá-los para minha próxima viagem.

    beijos

    Responder
  3. Gabriela Bertoni - 17/03/15 - 12h43

    Bom dia Dri,
    Ótimo post!mto esclarecedor! Queria te pedir um favor, será que você poderia compartilhar essa lista de médicos que falam inglês por favor?

    Obrigada
    Beijos

    Responder
  4. Mariana - 17/03/15 - 12h57

    Adorei esse post super util! O que mais me chamou a atenção no seu texto é a tal lista de medicos na sua lingua… não havia pensado nisso antes e vou começar a levar em conta, pois isso é priceless!! As vezes, é como você falou mesmo: por pura falta de informação, perdemos barganhas preciosas.. tipo quando descobri que pagando 10 euros a mais por ano nas taxas administrativas do cartão, tenho uma cobertura muito melhor do seguro durante as viagens! Congrats pelo seu blog!

    Responder
    • Adriana Miller - 17/03/15 - 13h15

      Pois eh!
      Foi recomendacao do meu obstetra logo quando descobri que estava gravida e ja tinha uma viagem punk planejada pra Namibia na Africa!
      Entao nunca mais perdi esse link!
      E sao todos medicos particulares entao qualquer pessoa (mesmo que nao faca parte desse mesmo plno de saude) pode entrar em contato com qualquer um deles, em qualquer lugar do mundo!

      Responder
  5. Monique - 17/03/15 - 13h48

    Dri leio seu blog desde do começo. Acho muito legal o fato de voce ter se mantido fiel ao blog todos os esses anos. Seu blog nunca perdeu a essência e por isso que adoro. Voce passou por tantas fases nada sua vida e eu sempre acompanhei daqui do outro lado da “telinha”. Admiro muito quando as pessoas não perdem seu foco, e o seu sempre foi dividir sua paixão por conhecer o mundo . Eu sai do Brasil, morei nos EUA e agora moro em Bahrain, e continuo aqui sempre lendo e acompahando suas aventuras. Confesso que a minha paixão por conhecer o mundo veio um pouco de ler o seu blog também. So passei para deixar um beijo e agradecer :)

    Responder
  6. Liliana - 17/03/15 - 14h12

    Dri, acho que já comentei com voce dos planos de ir a Socotra né? Pois desisti exatamente por causa do seguro. É praticamente impossível encontrar um seguro que cubra áreas em conflito e que o FCO desaconselha a visita. E obviamente que o Yemen está na lista, por mais que Socotra viva numa paz eterna. O unico seguro que encontrei iria custar o preço da passagem, e isso se voássemos pelos Emirados e não por Sana’a. Uma viagem dessa tem grandes chances de dar zica, então jamais viajaria sem seguro algum. Pode não acontecer nada? Claro! Mas como voce disse, se acontecer e vc esta sendo seguro a coisa fica muito pior do que já está. A viagem acabou virando um fardo antes de começar, e resolvi desistir, pelo menos por agora. Detesto me sentir vencida, mas a verdade é que estava ficando chato. Logo eu que costumo amar a parte do planejamento principalmente de destinos dificies, estava ficando sem paciência e cansada antes de embarcar. Todo mundo que viaja bastante já passou perrengue,não tem como fugir. Mas como voce mostrou no post, as vezes a falta de cuidado potencializa a tragédia, então melhor tomar as precauções necessárias, ou mudar o destino mesmo!

    Responder
    • Adriana Miller - 17/03/15 - 14h27

      Exatamente!
      Eu nunca nem cheguei nos finalmentes de planejar uma viagem pra la (sonho!) pois o impecilho eh convencer o marido Americano que uma viagem pro Yemem ia ser um paraiso! HAHAHHAAH
      Perto disso o seguro ia ser fichinha!

      Mas esse eh o espitiro da cosia mesmo…. sem seguro de jeito nenhum, principalmente numa viagem onde sabemos que as chanes de dar zica sao altissimas!

      Responder
      • Liliana - 17/03/15 - 17h22

        Deu dor no coração de desistir. Eu já tinha escolhido hotel na capital, contactado agencia para o tour, feito o roteiro, escolhido uma cidade para fazer aquele stopover esperto, fiz orcamento, tudinho… E é tudo muito mais fácil do que a gente imagina, fora o seguro e a situação da segurança na capital que desandou de verdade do final de 2014 para cá. No final foi melhor ficar triste por não ter ido mas sem prejuízo e viva!

        Responder
  7. Radha Ribeiro - 17/03/15 - 14h13

    Oi Dri! Adoro seu blog e o acompanho há muito tempo (já até sonhei q dividíamos um táxi…). Muito bacana esse post sobre os seguros de viagem! Infelizmente não tive uma boa experiência com a Mondial (a parceira do blog). Sei que contratempos acontecem, mas não recomendaria esta empresa nem para um inimigo. Estou grávida e numa viagem para Orlando, com a cobertura para gestantes, precisei dos serviços da Mondial e até hj recebo cobranças do hospital americano. Embora tenha tentado resolver o problema de forma civilizada, estou acionando judicialmente a empresa.
    Tomara que seus seguidores não tenham esse azar…
    Beijos

    Responder
    • Adriana Miller - 17/03/15 - 14h24

      Poxa, que azar! mas oq ue aconteceu exatamente? Para que os outros leitores fiquem de aviso?
      Eu sempre acho que entender os termos e condicoes de um segur eh tao importante quanto ter um seguro!
      Entao sua expriencia talvez possa ajudar outras pessoas a deicidir se essa eh a melhor opco ou nao (cada viagem eh um caso, ne?)

      Responder
  8. Fernanda - 17/03/15 - 15h09

    Dri e Radha, meu marido quebrou um dente em São Petersburgo. Tentamos ir ao dentista por conta própria e tivemos dois problemas: idioma e custo (o custo do serviço médico e dentário é maior para os estrangeiros). O seguro do meu marido era da Mondial. Eles encontraram um dentista que falava inglês na periferia da cidade e providenciaram o transporte até lá. O inglês do dentista não era lá essas coisas, mas como não era o caso de bater papo e só explicar o que tinha acontecido, deu tudo certo. Não sei se foi sorte, mas deu tudo certo com a Mondial.

    Responder
  9. Larissa - 17/03/15 - 15h49

    Dri, amo seu blog e tenho lido muita coisa antes de me aventurar a viajar com meu bebê de 9 meses. Vc sabe me dizer se é preciso um seguro separado para eles ou eles entram como nossos “dependentes”, como no plano de saúde, qndo o seguro é do cartão de crédito (tenho black)?
    Obrigada! Bjo

    Responder
  10. Maria Fernanda - 17/03/15 - 16h34

    Oi Dri, gostaria de deixar minha opinião sobre seguros de saúde embutidos nos contratos de cartão de crédito PLATINUM e afins.

    Graças a deus nunca precisei usar, mas confesso q apesar de ter o benefício, sempre compro a parte o seguro de saúde de empresas como a Mondial. Isso pq pelo seguro do cartão vc teria q pagar todas as despesas médicas no exterior e só seria reembolsada no Brasil.
    Sei lá, imagina ter um acidente muito sério, precisar de serviços de CTI, internação, etc., como pagar isso em dólar/euro, pra só depois ser reembolsada??? Acho mais prudente o seguro de viagem tradicional mesmo.

    Fico feliz das parcerias q o blog fez. Acho super justo e merecido, ainda mais qdo a forma de publicidade é transparente. Faz com que a gente realmente sinta credibilidade pela empresa qdo ela é endossada por você.

    Responder
  11. Elisa - 17/03/15 - 21h14

    Ter o nome de médicos que falam inglês é mto útil.
    No ano passado fui para a Alemanha e tive um problema no olho, o hotel chamou um médico e quem disse que a criatura falava inglês? Imagina como foi nossa comunicação!! (eu não falo alemão, só para deixar claro!)
    E eu estava super despreocupada. Fui com aquela crença “ah, na Alemanha todo mundo fala inglês!” ahã
    E o pior é que descobri na hora que eu teria que pagar a consulta e depois o seguro (do mastercard black) me reembolsaria. Como foi só uma consulta e o remédio não era caro, foi ok, mas e e se tivesse sido algo mais caro? Quem é que viaja com a carteira forrada de euros???
    É claro que depois vc pode realizar saques no cartão, mas isso é caro, tem as surpresas da variação de cotação, seu limite pode estourar…
    O reembolso foi rápido depois da minha volta ao Brasil, mas na próxima viagem vou considerar um seguro que pague tudo o que precisar (e não que faça o reembolso depois).

    Responder
  12. Walma - 17/03/15 - 23h25

    Acompanho o seu blog há uns 5 anos, desde que estava planejando uma viagem a Londres, sem saber que você era parente de pessoas conhecidas e amigas, fui descobrir uns dois anos depois. Sempre indico o seu blog porque acho os posts excelentes, mas o mais legal de tudo é que além de vc ser muito didática, você é muito positiva. Parabéns!

    Responder
  13. Julia - 17/03/15 - 23h33

    Oi Dri,

    Adorei o post! Trabalho na Booking e fico feliz em saber que voce gosta tanto do site :)

    Responder
  14. Bárbara Hernandes - 18/03/15 - 11h11

    Dá vontade de marcar todos os posts do seu blog como favoritos pra vida! :)

    Responder
  15. Fabie - 18/03/15 - 15h38

    Um amigo foi esquiar na Franca e levou um tombo gravissimo, ficou dias no hospital e passou por varias cirurgias. A sorte dele eh q o hostel q ele ficou tava incluido um seguro e cobriu 100% dos gastos.
    Dri, obrigada pelas dicas!

    Responder
  16. Larissa Lyra - 19/03/15 - 01h57

    Oi pra todas. Eu tenho dúvidas com relação a essa história de pagar e depois ser ressarcida. Parece que vários seguros funcionam assim. Eu já precisei de atendimento médico no aeroporto de Frankfurt, voltando pra casa e quase lisa. O valor da consulta era alto (acho que uns 300E). Eles disseram que não atendiam pelos seguros, nem eu tinha como sair do aeroporto, então tinha que pagar e depois pedir ressarcimento.

    Responder
    • Adriana Miller - 19/03/15 - 09h01

      OI Larissa, isso depende muito da sua seguradora, e do tipo de seguro que voce contratou. Nao existe uma regra fechada que se aplique a todas as situacoes.

      Responder
  17. Mariana - 20/03/15 - 01h12

    Dri,
    vim agradecer pelo post!
    na véspera de você publicar, meus pais, que estão nos Estados Unidos me disseram que tavam querendo voltar antes pq minha mãe tava doente e não aguentava mais continuar lá.. eles tavam dispostos a perder a reserva de cinco dias em NY pq ela era não reembolsável
    quando eu li você falando que contactou o booking falando do problema que tiveram foi a dica que eu tava precisando!
    agora tá tudo certo, eles cancelaram o hotel sem custo e conseguiram mudar a passagem também só pagando a diferença de tarifa.
    já amava o blog, agora mais ainda!
    bjo

    Responder
    • Adriana Miller - 20/03/15 - 09h13

      Ai que bom!!!
      Por isso sempre recomendo o Booking, alem das melhores tarifas, poder reservar sem pre-pagamento, etc, o atendimento ao cliente deles eh incrivel!

      Responder
  18. Ana - 21/03/15 - 02h18

    Dri, quando o vulcão islandês (eyja… Blabla) fechou o espaço aéreo português, o Booking me deixou na mão e cobrou as 2 primeiras diárias! Também perdi a grana dos vôos com a easyjet. A Ryanair por outro lado permitiu trocar o vôo para qualquer outro destino deles ou pegar um refund.

    Concordo que seguro é importante! Nunca precisei até hoje graças a Deus.

    Responder
    • Adriana Miller - 21/03/15 - 13h50

      Bem, apesar do Booking ser otimo, cada hotel e cada reserva tem suas proprias condicoes. Reservar com eles eh sempre uma boa garantia, mas nao eh 100% infalivel. Alem disso, acho que o Booking mudou muito e melhorou muito de uns 2 anos pra ca!

      Responder
  19. Juliana - 22/03/15 - 00h30

    Nunca precisei usar, mas sempre viajo com o Assist Card. Como acabei recebendo boas indicaçoes dele, e a cobertura é bacana, nunca mudei.
    A dica do Booking foi otima, sempre reservo por la, mas ja perdi uma semana inteira de diarias por conta de um imprevisto. Nem passou pela minha cabeca na epoca entrar em contato com eles.

    Responder
  20. Muito importante que você tenha falado novamente sobre seguros, não dah para economizar justamente com isso, para economizar alguns euros/dolares, libras…
    Muita gente vive me contando “com orgulho” que viajou sem seguro e que “nada aconteceu”, eu fico chocada, afinal não podemos sempre contar com a sorte!

    Responder
  21. Adriana Araujo - 18/04/15 - 23h50

    Ei Dri, vc faz seguro anual ou pra cada viagem separadamente? obrigada bjs

    Responder
  22. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  23. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  24. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  25. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  26. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  27. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  28. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  29. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  30. Stonehenge - Dri Everywhere - 22/06/15 - 11h13

    […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  31. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  32. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  33. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  34. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  35. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  36. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  37. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  38. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  39. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  40. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  41. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  42. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  43. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  44. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  45. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  46. Piccadilly Circus - 22/06/15 - 12h36

    […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  47. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  48. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  49. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  50. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  51. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  52. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  53. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  54. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  55. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  56. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  57. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  58. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  59. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  60. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  61. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  62. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  63. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  64. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  65. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  66. […] Compre seu Seguro de Viagem aqui: […]

    Responder
  67. Roberto Bertozi - 07/11/16 - 23h10

    Voce disse isso? “Para comecar que alguns países fazem mesmo esse exigencia de seus turistas (para viajar para a Europa, por exemplo, Brasileiros precisam ter um seguro que cubra pelo menos 30.000 Euros de custos). E mesmo se nao exigisse (como outros lugares nao exigem), tem que fazer.”

    Minha pergunta é: Londres, Lisboa, Roma exigem seguro? voce diz a final da sua frase..”tem que fazer”, no caso de nao exigir….corro o risco de nao entrar nesses paises se nao fizer seguro? ja comprei todas as passagens, teria como ainda comprar o seguro?

    Responder
    • Adriana Miller - 08/11/16 - 12h00

      Sim, ainda dá tempo de comprar seu seguro, e você precisa apresentar um comprovante de seguro de saúde e viagem para entrar no espaço Shengen da Comunidade Européia.

      Responder
      • Roberto Bertozi - 08/11/16 - 19h10

        Seguro de saúde válido no Brasil, tipo Unimed, por exemplo?

        Responder
        • Adriana Miller - 09/11/16 - 03h23

          Não, seguro de saúde internacional, específico para viagens, como os que mencionei no post.

          Responder